Beleza

Micose de unha: como curar

Confira dicas para ter unhas lindas e saudáveis

A micose de unha, conhecida pelos profissionais da saúde como onicomicose, é uma infecção que afeta as unhas tanto das mãos como dos pés, causada por fungos que podem estar presentes em animais, no solo e em instrumentos de higiene, como alicates de unha e tesouras compartilhadas com terceiros. O prejuízo é principalmente estético, mas outros problemas como dor, podem ocorrer.

Leia também: Micoses – causas e tratamentos.

O local mais frequentemente afetado são os pés, pois as condições dentro dos tênis e sapatos proporcionam um ambiente úmido, quente e escuro, que assegura as características perfeitas para o crescimento fúngico. Outro motivo que explica a rápida proliferação de microrganismos, é que a queratina, substância que forma as unhas, serve de “alimento” para os fungos.

Manifestações clínicas

As onicomicose podem se manifestar de diversas maneiras. Confira as principais formas de apresentação dessa doença.

  • Descolamento da borda livre

A unha acaba descolando do leito ungueal, iniciando, geralmente, pelas laterais. O resultado é uma unha oca, podendo haver acúmulo de material sob o descolamento. É o tipo de manifestação mais comum;

  • Espessamento

Nesse tipo de apresentação a unha aumenta de espessura e adquire aspecto endurecido e quebradiço, chamando de “unha em telha” ou “unha de gavião”. É bastante comum a ocorrência de dor;

  • Leuconíquia

Surgem pequenas manchas brancas sob as unhas;

  • Paroníquia

A base da unha, mais próxima à cutícula, se torna inflamada, dolorosa e inchada. Como consequência a unha que está em crescimento nasce toda ondulada e cheia de alterações em sua superfície;

O compartilhamento de material de manicure não é recomendado

Leia também: Dicas: saiba como tratar e prevenir a micose.

Como se prevenir do problema

A chave para prevenir o aparecimento de onicomicose é caprichar nos hábitos de higiene, seguindo algumas dicas simples, mas que podem fazer toda a diferença, como:

  • Evitar andar descalço em pisos que ficam constantemente úmidos (com vestiários e saunas);
  • Ficar atento para quaisquer alterações que possa surgir no pelo dos animais domésticos e leva-los ao veterinário caso desconfie de algum problema;
  • Evitar manipular terra sem proteger as mãos usando luvas;
  • Para fazer as unhas é indispensável usar o material de manicure individualmente;
  • Evitar meias sintéticas e calçados fechados e apertados.

Tratamento

Além dos hábitos de higiene já mencionados, que servem para limitar a infecção, evitando que se espalhe para outras unhas, é necessário iniciar o uso de medicação antifúngica, que pode ser aplicada localmente ou por via oral, em forma de comprimidos. É importante evidenciar que a terapia é demorada e os sinais de melhora geralmente demoram para aparecer, porque são dependentes do crescimento da unha, que é muito lento.

A evolução do tratamento é demorada, porém garantida

Veja também: Tratamento para micoses e unhas encravadas.

O tipo de terapia depende da extensão e tipo de micose, e por isso é indispensável que a lesão seja avaliada por um médico. É importante esclarecer que medicamentos recomendados por leigos podem atrapalhar, pois mascaram algumas características que facilitam o diagnóstico correto.

Leia também: Unhas – tudo para deixá-las lindas.

Recomendado para você
Beleza

Escova Progressiva Niasi

Beleza

Hidratação com Maizena para seus Cabelos

Beleza

Linha de Produtos Marco Boni

Beleza

Melhores Sombras da Mac

Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *