Search

Marchinhas de Carnaval

Conheça um pouco sobre a história das marchinhas de carnavais e confira algumas canções que fizeram e ainda fazem sucesso nesta época.
Google plus

Carnaval de rua. (Foto: Divulgação)

As famosas Marcinhas de Carnaval, que também são chamadas apenas de Marchinha,  fazem parte de um gênero musical que predominou nos carnavais brasileiros entre as décadas de 20 e 60, que pouco a pouco começou a perder espaço para os sambas enredo, pois as escolas de samba não desejam pagar o valor pedido pelos compositores musicais.

Apesar do esquecimento das marchinhas em grande parte do Brasil, sendo substituído por shows, micaretas e desfiles de escolas de samba, ainda há locais no País onde os blocos carnavalescos continuam vivos, um bom exemplo é o Rio de Janeiro, que possui centenas de blocos e todos os anos eles desfilam e continuam lançando novas marchinhas a cada Carnaval, com muita alegria e diversão.

A primeira marchinha surgiu há mais de um século, no ano de 1899, a música intitulada ò Abre Alas foi feita para o cordão carnavalesco Rosas de Ouro pelo compositora Chiquinha Gonzaga. Apesar de já não serem tão tradicionais, as marchinhas continuam em nossas vidas em frases e refrões que muitas vezes falamos e cantamos em nosso dia-a-dia, sem nem mesmo sabermos que são marchinhas.

As marchinhas surgiram inicialmente em Portugal, das marchas populares portuguesas e vieram importadas para o Brasil, com letras picantes que estavam cheias de duplo sentidos e melodias simples e vivas. Pouco depois as marchinhas que costumavam ser lentas ganharam um ritmo mais acelerado. Entre os interpretes mais famosos deste ritmo estão Carmen Mirando, Emilinha Borba, Dalva de Oliveira, Silvio Caldas, Mario Reis, Almirante e Jorge Veiga.

Carmem Miranda (Foto: Divulgação)

Confira algumas marchinhas famosas que você com certeza deve conhecer:

Allah-La Ô

Allah-la-ô, ô ô ô, ô ô ô ô
Mas que calor, ô ô ô, ô ô ô (bis)
Atravessamos o deserto do Sahara
O sol estava quente, queimou a nossa cara (ESTRIB.)
Viemos do Egito / E muitas vezes nós tivemos que rezar
Allah-Allah-Allah, meu bom Allah
Mande água pra Ioiô / Mande água pra Iaiá
Allah, meu bom Allah

Marchinhas de carnaval (Foto: Divulgação)

Cachaça Não é Água

Você pensa que cachaça é água?
Cachaça não é água não.
Cachaça vem do alambique
E água vem do ribeirão.
Pode me faltar tudo na vida:
Arroz, feijão e pão.
Pode me faltar manteiga
E tudo mais não faz falta não.
Pode me faltar o amor
(Isso que acho graça).
Só não quero que me falte
A danada da cachaça.

 

Cidade maravilhosa

Cidade maravilhosa,
Cheia de encantos mil!
Cidade maravilhosa,
Coração do meu Brasil!
Cidade maravilhosa,
Cheia de encantos mil!
Cidade maravilhosa,
Coração do meu Brasil!
Berço do samba e das lindas canções
Que vivem n’alma da gente,
És o altar dos nossos corações
Que cantam alegremente.
Jardim florido de amor e saudade,
Terra que a todos seduz,
Que Deus te cubra de felicidade,
Ninho de sonho e de luz.

Depois de conhecer a história das marchinhas, agora é só se jogar no Carnaval, cantar e dançar as músicas e se divertir muito.


Google plus


Este artigo possui 1 comentário

  1. Reginaldo Nery
    Publicado em 25/01/2012 às 11:19 AM [+]

    Eu que brinquei muito, e fui a muitos bailes regados a marchinhas, era muito bom, ainda tem blocos que tocam, aqui em Belém tem o bloco do Kaveira, na Cidade Velha, pra quem gosta de relembrar é um prato cheio!

Compartilhe suas ideias! Deixe um comentário...

Antes de enviar um comentário, verifique seu conteúdo. Comentários que violem os Termos de Uso e Condições de Navegação do Portal mundo das Tribos e as leis em vigor poderão ser removidos pelo Portal Mundo das Tribos, sem prejuízo da adoção das medidas legais cabíveis pelo Portal.

Política de privacidade
Termos de uso e condições do site


Top