Menu

Notícias

Atualizado em 30 de setembro de 2013, às 15:30 por Emanuelle
Você está em: MundoDasTribos > Luciane Hopers: modelo acusada de aliciar prefeitos, fotos

Na última semana o Brasil ficou perplexo com um caso inusitado: no dia 19 a Polícia Federal executou a operação Miquéias,  e prendeu 23 pessoas acusadas de participar de um esquema de fraude e lavagem de dinheiro. Entre essas pessoas, estava a modelo e agente de investimentos Luciane Lauzimar Hoepers, acusada de usar mulheres para aliciar prefeitos e convencê-los a investir dinheiro em um fundo de investimento que desviou pelo menos R$ 50 milhões em fundos de pensão de servidores públicos.

657655 Luciane Hoepers 11 630x419 Luciane Hopers: modelo acusada de aliciar prefeitos, fotosModelo é acusada de aliciar prefeitos para participar de esquema fraudulento. (Imagem: Divulgação)

Saiba mais sobre Luciane Hoepers:

Com 1,75 de altura, loira e de olhos azuis, a bela Luciane de 33 anos chamava a atenção. Antes de se envolver com o mundo do crime, era mais conhecida por seu trabalho como modelo. Os entusiastas do futebol talvez se lembre de que ela foi candidata do concurso Belas da Torcida, promovido pelo site UOL em 2012 e foi escolhida como musa do Avaí.

Saiba mais sobre o crime:

A quadrilha que foi presa pela Polícia Federal tinha como objetivo os fundos de pensão de funcionários públicos. Esses fundos tem como objetivo servir como uma espécie de previdência privada, usada no futuro para custear a aposentadoria de servidores públicos. Esse dinheiro normalmente é gestado por prefeitos e são aplicados em investimentos no mercado financeiro para que tenham rendabilidade.

657655 luciane hoepers 7 Luciane Hopers: modelo acusada de aliciar prefeitos, fotosModelo Luciane Hoepers foi uma das vendedoras dos títulos fraudulentos. (Imagem: Divulgação)

A quadrilha oferecia a esses gestores fundos podres (papéis sem valor no mercado) e controlados por eles próprios. Em seguida simulavam que estes papéis estavam tendo desvalorização. A diferença entre valor original e o simulado passava a ser da quadrilha e os gestores recebiam parte da quantia.

O papel de Luciane Hopers no crime era ser uma das vendedoras de título de investimento, que ainda contava com outras três moças. Todo o esquema era coordenado por Fayed Traboulsi, ex-doleiro que responde por vários processos em Brasília.

Tanto Fayed quanto as vendedoras dos títulos passaram cinco dias presos. Luciane e duas das outras vendedoras já estão em liberdade mas responderão aos processos. Estima-se que até o momento a quadrilha tenha desviado mais de R$ 50 milhões apenas das prefeituras onde atuaram.

Fotos de Luciane Hoepers

Confira agora imagens da carreira da modelo Luciane Hoepers, que agora além de “Musa do Avaí”, também ganha polêmicas para seu currículo.