Menu
Você está em: MundoDasTribos > Notícias > Inss Dataprev – Consulta Extratos de Pagamentos (Benefícios, Requerimentos)

Através do site da Dataprev é possível acessar o extrato do seu benefício, além de outros serviços vinculados a Previdência Social.

Nós vamos tratar nessa publicação sobre o Inss Dataprev, as formas de consulta, extratos de pagamentos, além dos benefícios que a pessoa pode conseguir através dese sistema. Vamos te ajudar quem está querendo saber mais informações a respeito desse assunto e mostrando os mecanismos de atendimento desses benefícios. A Previdência Social é um órgão brasileiro responsável pelo seguro social de milhares de trabalhadores. As pessoas que contribuem de forma efetiva com o INSS desfrutam de diversos benefícios previdenciários, caso não tenham condições de exercer as atividades profissionais ou estejam interessados em receber a aposentadoria.

Inss Dataprev – Consulta Extratos de Pagamentos (Benefícios, Requerimentos) – (Foto Divulgação: Exame/Abril)

Inss Dataprev: Consulta Extratos de Pagamentos

– Inss Dataprev – Consulta Extratos de Pagamentos

A Previdência Social mantém um catálogo de benefícios para atender todas as necessidades dos aposentados e pensionistas do INSS. Graças a modernização do sistema Dataprev, os serviços prestados pela Previdência se tornaram mais ágeis, seguros e eficientes. São 92 anos que a Previdência se encontra em atividade, garantindo ao contribuinte e sua família assistência financeira em diversas situações. No Inss Dataprev você obtém inúmeros serviços online, confira mais alguns.

 

A Previdência Social atende milhares de trabalhadores do Brasil. (Foto Divulgação: Exame/Abril)

 

Benefícios Previdenciários INSS

Aposentadoria Especial: quando o contribuinte assumiu funções profissionais que ofereceram riscos a sua saúde. A exposição aos agentes nocivos químicos deve ser comprovada junto com o tempo de trabalho (15, 20 ou 25 anos pelo menos).

Aposentadoria por Idade: homens com 65 anos e mulheres com 60 anos de idade podem solicitar o benefício, desde que cumprido o tempo mínimo de contribuição exigido. Os trabalhadores rurais podem se aposentar com  com 5 anos a menos de serviço.

Aposentadoria por Tempo de Contribuição: Para receber a aposentadoria integral homens com 35 anos de contribuição podem se aposentar, para as mulheres o tempo de contribuição é de 30 anos. No caso de aposentadoria proporcional é preciso ter idade e tempo de contribuição mínimo, no caso dos homens tem que ter idade mínima de 53 anos e 30 de contribuição e das mulheres são 48 anos de idade e 25 de contribuição.

Aposentadoria por Invalidez: comprovado que o trabalhador sofre de alguma doença ou foi vítima de um acidente que prejudicou sua saúde, ele poderá solicitar esse benefício. Uma perícia médica comprovará sua falta de condição para desempenhar as atividades profissionais.

Auxilio Acidente: o segurado recebe auxílio em casos de acidentes, uma assistência financeira que corresponde 50% do seu salário.

Auxílio Reclusão: benefício destinado aos dependentes dos contribuintes que se encontram numa prisão.

Auxílio Doença: comprovado por perícia que o trabalhador encontra-se doente, ele tem o direito de solicitar o benefício durante o período que estiver afastado do cargo.

Salário Maternidade: O salário maternidade é pago a segurada que se encontra afastada de suas atividades por motivo de parto, adoção, aborto, desde que não criminoso, ou guarda judicial com finalidade de adoção.

Salário Família: É pago por filho com idade até 14 anos ou até qualquer idade quando inválido, desde que o salário do trabalhador seja inferior ou o mesmo do teto permitido. Hoje o valor pago é de R$ 37,18, para trabalhador com salário até R$880,00 e de R$ 26,20 para os trabalhadores com renda entre R$880,00 e 1089,72.

Pensão por morte: a família do contribuinte que morreu terá o direito de receber esse benefício.

Entenda melhor os benefícios previdenciários assistindo o vídeo a seguir:

O que é o DATAPREV?

O Dataprev é o sistema responsável pelo armazenamento de dados dos contribuintes, a plataforma permite que os pensionistas usem a internet para emitir extratos da Previdência Social, atualizar o cadastro ou conferir o histórico de contribuição. As consultas online Dataprev INSS funcionam de forma segura e sem dificuldades para acessos.

A DATAPREV – Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social passou a existir a partir dos centros de processamento de dados dos institutos de previdência social existentes na década de 70. Para atender ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o órgão desenvolveu sofisticados sistemas online de infraestrutura para armazenar, processar e atualizar, em tempo real, os dados de milhões de contribuintes brasileiros.

Por meio do site do Dataprev você pode tirar o extrato de seu beneficio (Foto:Divulgação)

Consulta Extratos de Pagamentos Dataprev

Para consultar o valor que será pago pelo INSS é necessário acessar o portal www.dataprev.gov.br, selecionar o campo reservado ao Extrato de Pagamento da Previdência Social e fornecer o número do seu benefício (sem digitar pontuações e barras entre a numeração), a data de nascimento (com quatro algarismos no campo “ano”), o nome completo do beneficiário e o número de seu CPF (sem pontos, traços ou barras entre a numeração).

No site também é possível consultar a situação em casos de revisão do benefício. Nesse caso acesse o link do site descrito como Consulta Situação da Revisão do Benefício pelo IRSM 02/94. Para que o resultado seja informado, também, é necessário digitar nos campos informados o número do benefício, a data de nascimento e o nome completo do beneficiário, acompanhado do CPF.

As consultas podem ser realizadas pela internet. (Foto: Divulgação Pixabay)

Requerimentos Dataprev 2016

Além do extrato de pagamento dos benefícios Dataprev, os cidadãos podem ter acesso aos seguintes links de consultas por meio do site da Dataprev:

Fazer a abertura do seu requerimento para qualquer benefício no INSS é mais simples do que imagina (Foto: Divulgação Exame/Abril)

Requerimentos para cada tipo de aposentadoria

Para que você encontre os requerimentos necessários, selecionamos os principais abaixo:

A consulta da sua situação junto ao INSS e Dataprev pode ser feita de um jeito bem simples (Foto: Divulgação)

Consultas e Benefícios:

Precisa fazer consultas ou benefícios, você encontra facilmente nas dicas abaixo:

  • Consultas para empresas;

  • Consulta à Certidão Negativa de Débito (CND);

  • Situação de benefícios;

  • Consulta para contribuintes;

  • Certidão para saque do PIS/PASEP/FGTS;

  • Calcule sua aposentadoria.

Qualquer pessoa pode acessar o extrato dos seus benefícios do INSS e Dataprev (Foto: Divulgação)

Extratos:

Ou ainda precisa de um extrato, aproveite nossas dicas e encontre os extratos de forma fácil e rápida.

  • Extrato de pagamentos sobre benefícios;

  • Extrato para Imposto de Renda.

A consulta de extrato de pagamento dos benefícios podem ser feitas de um jeito diferente (Foto: Divulgação)

Previdência Social através do Dataprev permite a emissão de diferentes extratos

Sendo contribuinte do INSS, o indivíduo tem condições de usar a internet para emitir os seguintes extratos:

– Extrato Previdência Social Imposto de Renda: a partir do ano base, o sistema avalia a situação do beneficiário de acordo com as informações da Receita Federal. Nessa página, é possível fazer a revisão da aposentadoria e obter informações sobre declaração de renda.

– Extrato Previdência Social Aposentadoria: emite extrato do pagamento do benefício, avaliando a situação do contribuinte perante o sistema Dataprev.

Extrato Previdência Social Banco do Brasil: as informações relacionadas ao INSS já podem ser impressas através do site do BB, dispondo de comodidade aos segurados da Previdência Social. Usando a própria senha do banco, o contribuinte vai acessar o seu cadastro no Sistema Dataprev e usufruir do auto-atendimento. O cliente do Banco do Brasil também emite o seu extrato direto do caixa eletrônico.

Página de emissão de extrato. (Foto: Divulgação)

Emissão de extrato INSS: passo a passo

No sistema de emissão de extratos, o contribuinte deve informar o número do benefício, nome completo, data de nascimento e CPF. O Extrato do INSS reúne informações sobre cadastro e remuneração, expondo um perfil completo do contribuinte. O Extrato Previdência Social deve manter o mesmo sistema de acesso, contando com a tecnologia do processamento de dados Dataprev. Para outras informações, acesse o site da Previdência Social.

O Dataprev é um sistema que você pode acessar por meio da internet (Foto: Divulgação)

Mais serviços da Dataprev

O Dataprev também oferece o serviço de entrada na documentação para o recebimento de aposentadoria por idade ou por tem de serviço e também de salário-maternidade. A infraestrutura disponibilizada pela empresa permite que o Instituto Nacional do Seguro Social possa ter acesso, por meio da internet e em tempo real,  a base de dados do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), o que possibilita que o extrato das contribuições do segurado seja visualizado rapidamente, finalizando o procedimento em até 30 minutos.

O sistema funciona desde 2009, quando foram implantados junto CNIS os Sistemas de Benefícios, para que o servidor do INSS não perca tempo digitando informações que já existem no sistema do órgão público. A integração do sistema e a informatização do procedimento de entrada na aposentadoria permitem que o sistema funcione com maior agilidade, o que faz com que o trabalho seja mais ágil, evitando assim filas nos postos de atendimento da Previdência Social.

Qual o valor da minha aposentadoria?

Caso o contribuinte desconheça os valores da sua aposentadoria, ele poderá ter livre acesso ao histórico de crédito INSS através da internet. A pesquisa individual solicita alguns dados para ser processada com sucesso. Confira mais informações sobre INSS DATAPREV.

Confira o vídeo a seguir para esclarecer as principais dúvidas sobre o cálculo da aposentadoria:

Simulação Aposentadoria INSS: Simulador Online Dataprev

Para usar o simulador online, acesse o site oficial do Dataprev, informe os dados solicitados pelo sistema. Após preencher o formulário por completo, clique na opção “Calcular” e obtenha os valores da renda mensal de acordo com a contagem de tempo de contribuição. O sistema do Dataprev permite outros serviços online relacionados aos benefícios previdenciários, então aproveite a visita ao site para conhecê-los. Use o Simulador Online Dataprev agora mesmo!

No site do DATAPREV é possível realizar uma série de consultas. (Foto: Divulgação)

Como consultar a certidão negativa?

A certidão negativa nada mais é, do que um certificado que atesta pessoas físicas e jurídicas de estarem em regularidade com as contribuições do INSS. Para fazer a verificação da certidão negativa, basta ir até o site da DATAPREV  e fazer a consulta através do CPF ou CPNJ.

Consulte o extrato do seu benefício no INSS e Dataprev (Foto: Divulgação)

Como consultar o extrato do INSS?

Na dúvida sobre como consultar o extrato dos seus benefícios do INSS? É super simples, basta ir até o site da Previdência Social e estar com sua carteira do INSS, pois você irá precisar dos seus dados para ter acesso aos extratos, que incluem os proventos e também os descontos, oriundos de planos de saúde, empréstimos entre outros.

Consulta Extratos de Pagamentos (Foto: Divulgação)

NIT INSS Consulta

O NIT é o Número de identificação do Trabalhador perante a Previdência Social. Ele poderá ser o número de inscrição no:

I – INSS;

II – Programa de Integração Social – PIS;

III – Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público – PASEP;

IV – Sistema Único de Saúde – SUS.

O NIT permite ao cidadão consultar os valores do PIS/PASEP pela internet. Para fazer consultas online NIT INSS na plataforma Dataprev, primeiro o contribuinte precisa informar na página o número que correspondente a sua inscrição, com base nesse dado a Previdência Social vai gerar as informações. A sistematização é segura e evita as consultas automatizadas.

Caso o contribuinte tenha esquecido o NIT, é possível tomar conhecimento através do site oficial do Dataprev ou falando com a central de atendimento do INSS pelo telefone 153.

Descubra o número do NIT preenchendo o formulário do Dataprev (Clique aqui) com os dados pessoais que permitem ao sistema verificar a situação cadastral do contribuinte. O procedimento para descobrir o número é rápido e seguro.

Outras informações sobre o NIT poderão ser consultadas através do site da Receita Federal (Clique aqui).

Para fazer a consulta Censo por NIT clique aqui.

Agende a sua perícia no INSS (Foto: Divulgação)

Marcar Perícia INSS Pela Internet

Através da internet você pode acelerar o processo de sua perícia pedindo um requerimento de auxílio. Com um agendamento eletrônico de perícia, onde você será incluso na lista para ser examinado.

Para agendar perícia INSS você deve informar:

– NIT – Número de Identificação do Trabalhador (PIS/PASEP/CICI), Nome completo do(a) requerente, nome completo da mãe e data do nascimento;

– Indicar a categoria do trabalhador, se contribuinte individual, facultativo, trabalhador avulso, segurado especial (trabalhador rural), empregado(a) doméstico(a), empregado(a)  e desempregado(a);

– Data do último dia de trabalho no caso do (a) empregado(a), CID constante do atestado médico que gerou o afastamento e CNPJ da Empresa;

– CPF e Nome do Empregador no caso de Empregado(a) Doméstico(a).

– Atenção, verifique se o endereço que consta em nosso banco de dados está correto.  Caso contrário, ligue para a Central 135 e atualize seu cadastro antes de requerer seu benefício, pois toda documentação será enviada no endereço cadastral que consta em nosso banco de dados.

A perícia médica INSS é muito rígida e por isso muitas vezes o trabalhador não consegue o afastamento. Se isso ocorrer você pode entrar com uma ação e tentar passar por outros exames. Para marcar perícia previdência online acesse o site da Previdência Social.

A perícia do INSS é um assunto que gera dúvidas. Assista o vídeo a seguir para esclarecê-las:

Empréstimo Consignado INSS – Simulação

Antes de se deslocar até o local onde irá fazer o empréstimo o ideal é analisar os juros, juntamente com as formas de pagamento, através de um simulador de empréstimos.  Existem variados sites que oferecem serviços de consulta online.

Um dos simuladores, online, de empréstimo é o “$imule Cred”. Através dele, o aposentado ou pensionista poderá simular todas as etapas que antecedem o pedido de empréstimo. Contudo, ele é uma excelente ferramenta para evitar gastos além do orçamento, verificar as opções e finalmente, decidir qual delas se encaixa, perfeitamente, em seu bolso.

Acesse o site www.simulecred.com.br e confira as opções de empréstimos  para aposentados do INSS e pensionistas, bem como, concessão de crédito consignado, imobiliários, dentre outros.

Pague o seu INSS sendo autônomo (Foto: Divulgação)

Como Pagar INSS Autônomo, Contribuinte Individual

Todas as pessoas podem contribuir para a Previdência Social, até mesmo os trabalhadores autônomos, ou seja, que não possuem registro em carteira. Profissionais que prestam serviços temporários em empresas e não possuem vínculo empregatício também podem se inscrever como Contribuintes Individuais. Pessoas que se enquadram nessa classe são autônomos e freelancers, por exemplo, que prestam serviço para outras empresas ou pessoas e que pode fazer o pagamento de seu INSS mensalmente.

Outra categoria que podem se tornar segurados são pessoas sem renda própria, como os estudantes, as donas-de-casa e os desempregados. Para esses casos, o pagamento deverá ser feito na categoria “Contribuinte Facultativo”. Vamos dar algumas dicas de como pagar o INSS autônomo em 2016 (ou qualquer época, com as atualizações adequadas).

Primeiramente, quem é trabalhador autônomo poderá se filiar ao RPGS (Regime Geral de Previdência Social), e assim fazer o seu pagamento mensal do INSS, utilizando no mínimo 20% de seu salário de contribuição, quando o salário ultrapassar o valor do mínimo (R$788,00). Mas o que é o salário de contribuição? Trata-se da remuneração recebida por uma ou mais empresas pelo exercício de suas atividades por conta própria. Já no caso do segurado facultativo, o salário de contribuição é o valor que ele declara durante o mês.

É importante lembrar que não importa qual seja a sua categoria de contribuinte (individual ou facultativo), sempre deverá ser respeitado o limite mínimo e máximo do salário de contribuição que a Previdência estabelece anualmente. Pagar o INSS é muito importante, e muitas pessoas não tem ideia da importância disso, pois existem muitos vendedores, feirantes, artistas, profissionais liberais, e vários outros tipos que não pagam sua contribuição do INSS e a consequência apenas chega quando ele já estiver em uma idade mais avançada onde não poderá mais trabalhar, e quando vão pedir a aposentadoria, tem o seu pedido negado ou precisam esperar mais alguns anos até que se comprove, que a pessoa realmente não possui condições de se sustentar sozinha.

Através de uma Guia da Previdência Social (GPS), você pode quitar seu imposto de INSS, ela pode ser encontrada em papelarias. Para te ajudar a calcular o valor a ser pago, também tem a página da Receita Federal que pode te ajudar. Mas para qualquer outra dúvida, recomendamos que compareça à um posto da Previdência Social.

Aprenda mais sobre o pagamento do INSS pelo profissional autônomo com o vídeo a seguir:

Débito Automático INSS, como Funciona

Os contribuintes individuais, facultativos, empregados domésticos e segurados especiais da previdência social podem pagar a contribuição por meio de débito automático em conta corrente. Isso pode ser feito no site da previdência social, na área agência eletrônica, “segurado”, para utilizar o serviço, é preciso informar o número do CPF do contribuinte e uma senha que pode ser criada pela própria internet.

É importante que o contribuinte verifique se seu banco possui convênio com a previdência social e atente para o código de pagamento no momento do preenchimento da autorização. Esse código é diferente para cada tipo de contribuinte e modalidade de contribuição.

Veja como verificar o extrato do seu benefício (Foto: Divulgação)

Guia de Pagamento INSS: GPS

Para que você consiga ter acesso ao guia de pagamento do INSS CEI – GPS basta acessar o site através do seguinte endereço: dataprev.gov.br/servicos/cadint/PreencGPS.htm. No preenchimento do seu INSS guia GPS são requisitadas algumas informações básicas sobre o contribuinte, por isso recomendamos que você siga as informações em que estão contidas no link corretamente.

Tabela INSS 2016 atualizada

É possível verificar por meio do link www8.dataprev.gov.br/e-aps/servico/147 a tabela atualizada INSS em vigor desde o dia 1° de janeiro de 2016.

Você pode parcelar os seus débitos junto a Previdência Social (Foto: Divulgação)

Parcelamento INSS Empresa

Apesar de vivermos a realidade de um mercado em expansão, várias empresas ainda passam por instabilidades financeiras, em que é necessário rever os custos e operações. Existem pagamentos mensais que não podem ser deixados de lado, sob o risco de trazer malefícios para a empresa. Um desses casos são as taxas de Previdência Social ou INSS. No entanto, a boa notícia é que existe a possibilidade de parcelamento da dívida com o INSS.

As empresas que tiverem o parcelamento concedido poderão pagá-lo em até quatro parcelas mensais tendo-se como limite o total de 60 parcelas. Para calcular o valor total do parcelamento, é feita uma divisão entre o montante consolidado e o número de parcelas concedidas. O valor mínimo para cada parcela é de R$ 500,00. No caso de a divisão resultar em um número menor que 500, a quantidade de parcelas é automaticamente reduzida para alcançar o valor mínimo.

É importante que o empregador fique atento à data de vencimento das parcelas, que costuma acontecer no último dia útil de cada mês, pois o não pagamento resulta em rescisão do serviço. Além disso, as outras causas que podem levar à rescisão são: insolvência ou falência do devedor e falta de substituição da Certidão Positiva de Débito com Efeito de Negativa, nos casos em que for aplicável.

Outros contribuintes: Além de empresas, o parcelamento de dívida com o INSS pode ser concedido para contribuintes individuais e contribuintes facultativos obedecendo às mesmas regras já citadas. Para saber mais sobre o parcelamento, visite a página do Ministério da Previdência Social clicando aqui.

O seu INSS e o seu FGTS podem trabalhar juntos (Foto: Divulgação)

Certidão FGTS INSS

A Certidão FGTS INSS é um documento que visa comprovar o valor ou o direito de receber ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Criado pela Previdência Social e considerado um dos principais benefícios trabalhistas, o FGTS tem um valor correspondente a 8% do salário do trabalhador, depositado todos os meses pelo empregador.

Para emitir a sua Certidão FGTS INSS, você deve acessar o site oficial do benefício trabalhista e requisitar o serviço. Na página, o contribuinte também pode fazer consultas para se informar sobre o seu saldo, créditos complementares e até gerar extrato para comprovar os dados. Confira as diversas opções de atendimento acessando FGTS – Caixa Econômica Federal.

Veja como conseguir a revisão do seu benefício (Foto: Divulgação)

Perguntas e respostas sobre revisão do INSS

Muitos contribuintes e aposentados estão em dúvida sobre os critérios adotados para o pagamento.

Com tantos tipos de correções, nem mesmo os atendentes da central 135 estão conseguindo esclarecer as principais dúvidas da população. Veja a seguir algumas perguntas e respostas sobre o assunto:

Por que o INSS está fazendo a revisão de benefícios?

O INSS está realizando a revisão de benefícios para corrigir um erro de cálculo, que perdurou por 10 anos. Assim, os segurados que foram prejudicados serão ressarcidos.

Qual a abrangência da revisão?

A revisão abrangeu o reprocessamento de mais de 17,4 milhões de benefícios pagos entre 2002 e 2009. Destes, 11,5 milhões não condizem com os critérios para o pagamento da diferença e 1,2 milhão não tiveram alteração. Já 2,3 milhões benefícios possuem diferenças para receber. O INSS ainda precisa revisar 2,2 milhões de benefícios.

Quem tem direito a revisão do INSS?

Serão contemplados com a revisão do INSS aqueles que receberam auxílio-doença, aposentadoria por invalidez e pensão por morte, durante o período compreendido entre 1999 e 2009.

Quem NÃO tem direito a revisão do INSS?

Não tem direito a revisão às pessoas que se aposentaram por idade ou tempo de contribuição.

Como saber se o segurado tem direito à revisão?

O segurado não precisa procurar uma agência do INSS para saber se tem direito ou não. O Instituto enviará uma carta de concessão no endereço cadastrado. Por isso, quem mudou de casa nos últimos 10 anos deve manter o cadastro do INSS atualizado. Uma consulta ao site da Previdência Social também permite saber se o indivíduo tem direito ao benefício.

Como funciona o pagamento da revisão do INSS?

O reajuste calculado pelo INSS será pago de forma escalonada. Em fevereiro de 2013, o pagamento foi feito aos segurados com mais de 60 anos. A partir de 2014, o reajuste foi pago às pessoas com idade entre 46 e 59 anos. Quem tem menos de 45 anos só receberá o dinheiro da revisão entre 2016 e 2019. O segurado, cujo benefício foi cancelado, terá acesso à diferença entre 2019 e 2022.

O reajuste dos benefícios aumenta o gasto do INSS?

Com o pagamento dos benefícios reajustados, o gasto anual do INSS subirá R$ 637 milhões.

Saiba mais sobre a revisão do INSS com o vídeo abaixo:

Como obter duas revisões do INSS

Existe a opção de obter duas revisões do benefício. (Foto: Divulgação)

Você poderá obter, através da justiça, duas revisões do benefício do INSS. Para isto, é preciso que se enquadre em pelo menos quatro situações, conheça:

– Revisão do melhor benefício: Neste caso, o segurado tem a opção de escolher a melhor data para iniciar a contagem da aposentadoria, com a do teto;

– Melhor benefício para as obrigações Reajustáveis do Tesouro Nacional – ORTN;

– Buraco negro com correção de acordo com o teto;

– Revisão da Unidade Real de Valor – URV com a correção de acordo com o teto.

Se você está enquadrado na opção de Revisão do melhor benefício ou na segunda opção (Melhor benefício da ORTN), é preciso saber que, ambos os casos ainda serão julgados pelo Supremo Tribunal de Justiça – STJ. Para que os aposentados e pensionistas possam conferir se serão beneficiados com a revisão e poderão usufruir deste dinheiro extra, é necessário entrar em contato através do telefone 135 ou consultar o próprio site da Previdência Social (www.inss.gov.br).

É preciso ter cuidado com o benefício do INSS (Foto: Divulgação)

Consulta FAP INSS Previdência

FAP – Fator Acidentário de Prevenção, o fap seguro-acidente deriva do artigo 1º da constituição federal que estabelece como um dos princípios do Estado de Direito o valor social do trabalho, é estabelecido sobre pilares estruturados em garantias sociais tais como o direito à saúde, à segurança, à previdência social e ao trabalho, sendo o direito social ao trabalho seguro e a obrigação do empregador pelo custeio do seguro de acidente do trabalho também são inscritas no artigo 7º da Constituição Federal de 1988.

O fator acidentário é um multiplicador, que varia de 0,5 a 2 pontos, a ser aplicado às alíquotas de 1%, 2% ou 3% da tarifação coletiva por subclasse econômica, incidentes sobre a folha de salários das empresas para custear aposentadorias especiais e benefícios decorrentes de acidentes de trabalho.

Base de cálculo – O FAP varia anualmente. É calculado sempre sobre os dois últimos anos de todo o histórico de acidentalidade e de registros acidentários da Previdência Social, por empresa. O fator incide sobre as alíquotas das empresas que são divididas em 1.301 subclasses da Classificação Nacional de Atividade Econômica (CNAE 2.0).

A nova metodologia: Resolução CNPS Nº 1.316 – aprovada pelo Plenário do Conselho Nacional de Previdência Social – CNPS em 2010 e entrou em vigor desde janeiro de 2011. Esta metodologia não trouxe qualquer alteração na contribuição das pequenas e microempresas, já que elas recolhem os tributos pelo sistema simplificado, o Simples Nacional.

Caso você sofreu algum tipo de acidente ou adquiriu algum tipo de doença e a origem desses fatores tenham sido o seu emprego, não deixe de consultar o INSS para que você possa realizar as consultas Fap Dataprev, para saber se você terá direito ao auxilio ou não.

O concelho é conferir o benefício antes (Foto: Divulgação)

INSS estuda conferir benefício antes de concluir análise dos documentos

O Ministério da Previdência analisa a possibilidade de outorgar benefícios antes mesmo de o INSS concluir a análise da documentação do segurado. A estratégia faz parte das propostas de uma nova regra para a concessão de benefícios, cuja finalidade é tentar diminuir o número de ações judiciais contra o instituto.

Por exemplo: um trabalhador sofre acidente e solicita a aposentadoria por invalidez. Se o instituto recusar a solicitação ou demorar para analisá-lo, ele pode procurar a Justiça que, em casos urgentes, costuma oferecer liminar conferindo o benefício até o ajuizamento da ação.

Se o caso for urgente, o segurado recebe o benefício enquanto é realizada a pesquisa dos documentos.

A maioria dos casos de demorar é recorrente da falta conhecimento ao servidor que analisa a permissão. Nesses casos, o segurado pode apelar da negação internamente, na Junta de Recursos da Previdência Social, mas não o realiza, já que tem a impressão de que órgão manteria a decisão do INSS.

A equipe que analisa as alterações – constituída por membros do ministério, da Advocacia-Geral da União e de faculdades – prevê dar mais liberdade às juntas, o que pode favorecer o segurado.

Quando o segurado ganha na junta de recursos, o instituto ainda pode apelar administrativamente. Mas o grupo deseja que o órgão só o realize se tiver outorgado o benefício antes, evitando que o segurado tenha de ir à Justiça.

Marque hora e veja como conseguir atendimento na unidade do INSS mais perto de você (Foto: Divulgação)

Segurados do INSS Insatisfeitos Podem Acionar Ouvidoria da Previdência

Se você considerar que houve mal atendido junto ao INSS recorra a ouvidoria pois é um direito seu.

Acione o canal que a Previdência mantêm para receber reclamações, denuncias e sugestões dos cidadãos.

Para isso anote o nome do envolvido, data e hora da ocorrência para fazer a reclamação formal, via Internet, correio ou telefone.

Telefone: 135

Site: www.mpas.gov.br ( para agendar ou solicitar benefício)

Site: www.previdenciasocial.gov.br (opção: reclamação)

Telefone: 0800780191

Carta: Ouvidoria Geral da Previdência Social,

Caixa Postal 09714, cep 70001-970, Brasília, DF

Busque atendimento nas unidades do INSS (Foto: Divulgação)

Leia mais sobre o INSS e o DATAPREV:

Datas e Locais da Prova INSS 2016 | Concurso Público

Resultados do INSS 2016

Lista de Aprovados no INSS 2016 | Concurso Público

Gabarito do INSS 2016

Lista Oficial de Aprovados no INSS 2016

Concurso INSS 2016

Edital INSS 2016, Provas, Resultados e Gabaritos (Concurso Público)

Apostilas Grátis do INSS 2016 – Concurso Público

Inscrições INSS 2016 – Inscrição Online: Concurso Público

Data de Pagamento INSS 2015

Dataprev – Agendamento Auxílio Doença

Datas Para o Pagamento do Benefício INSS 2015

Simulado Brasil Concurso – INSS

INSS estuda conferir benefício antes de concluir análise dos documentos

Tabela Inss 2015

Perícia médica eletrônica INSS

Vídeos sobre o INSS e suas peculiaridades

  • Extrato de pagamento INSS

  • Crédito consignado INSS

Site para fazer consultas DATAPREV de forma fácil e segura

No site do DATAPREV você pode fazer busca por vários serviços sem precisar se dirigir até uma unidade física, e o melhor é que é de forma segura e muito fácil.  As principais consultas que você pode fazer no site são:

Situação do Benefício

Certidão para saque do PIS/PASEP/FGTS

Consulta à Certidão Negativa de Débito (CND)

Salário-Maternidade

Auxílio-doença para Empresa Convenente

Extrato para Imposto de Renda

Auxílio-doença/ Perícia Médica

Pensão por Morte

Para efetuar a consulta acesse o link www8.dataprev.gov.br/SipaINSS/pages/hiscre/hiscreInicio.xhtml , mas é importante ter em mãos o número do benefício, a data de nascimento e o nome do beneficiário. A consulta pode ser feita de forma simples e fácil.

  • Conheça o Dataprev

Mães com bebês com microcefalia conseguem benefício do INSS?

Crianças com microcefalia tem direito à benefício do INSS (Foto: Exame/Abril)

Crianças com microcefalia tem direito à benefício do INSS (Foto: Exame/Abril)

A resposta é sim. E ao contrário do que se imagina, não é preciso ter um advogado em especial para entrar com qualquer recurso no Instituto. Mas, um alerta as mães e famílias que possuem o bebê com microcefalia deve ser feito. Enquanto o governo federal juntamente com os órgãos responsáveis discutem sobre a criação de medidas para ajudar essas famílias, muitas pessoas não conseguem o benefício.

Chega a quase 600 o número de casos de bebês com microcefalia (Foto: Exame/Abril)

Chega a quase 600 o número de casos de bebês com microcefalia (Foto: Exame/Abril)

A verdade é que o benefício está disponível para pessoas de baixa renda e não adianta nem sair de casa para procurar alguém da previdência sem antes fazer uma conta simples e básica. Você precisa somar a renda de todas as pessoas da família e dividir pela quantidade de pessoas que moram no mesmo local. Quem ganha menos de R$ 220 reais por pessoa e mês, pode conseguir o benefício. Do contrário, por enquanto, não é possível ter acesso a essa ajuda de custo.O governo federal estuda medidas para ajudar essas famílias, mas até o momento não tem uma posição sobre essa situação.

Famílias com baixa renda tem direito ao benefício do INSS (Foto: Exame/Abril)

Famílias com baixa renda tem direito ao benefício do INSS (Foto: Exame/Abril)

No Brasil nós temos já confirmados quase 600 casos de bebês com microcefalia e muitos desses casos ocorreram no nordeste. Muitas mães buscam ajuda de parentes e amigos e até da prefeitura para dar assistência a criança que nasceu com a doença. Além disso, há ainda um tratamento regular, com encontros de orientação e também remédios controlados, o que acaba saindo da conta do orçamento dessas famílias.

Saiba como pedir o benefício do INSS para o seu bebê com microcefalia (Foto: Exame/Abril)

Saiba como pedir o benefício do INSS para o seu bebê com microcefalia (Foto: Exame/Abril)

10 erros que podem levar ao cancelamento ou a não aprovação do seu benefício do INSS

A falta de informação pode muitas vezes custar caro para o cidadão. Toda vez que qualquer um precisa de algo vindo da Previdência Social sabe-se que existe um procedimento e muita coisa só é possível depois de várias tentativas.

Não importa o benefícios, mas alguns erros em comum podem fazer você perder o benefício ou evitar que você ganhe.

Primeiro, o bom senso é sempre bem-vindo. Só procure o órgão se você realmente precisa daquele benefício e segundo, se atente aos requisitos para não perder seu tempo e nem fazer o INSS perder tempo.

Separamos abaixo algumas situações que podem comprometer seu benefício até mesmo antes de conseguir.

1) Documentação

Cada benefício exige um tipo de documentação e para dar entrada ao benefício é preciso verificar quais você deve levar no local, pois sem eles certamente sua missão será falha e nada poderá ser feito. Antes de sair de casa, confira as informações no site do INSS.

2) Agendamento

Marcou para ir entregar os documentos? Compareça. As faltas constantes podem sim comprometer a entrada do seu benefício, ainda que posteriormente, afinal quem está realmente precisando não adia tanto a ida ao órgão.

3) Auxílio-doença

Este benefício, como alguns outros, requer detalhes importantes para conquistar provisoriamente essa renda para ajudar no mês. Porém, é só com bases legais, por meio de exames médicos, que o direito é garantido. Portanto, não é só pedir o benefício, é preciso comprovar que necessita dele.

4) Perícia Médica

Ao entregar toda a documentação ao órgão, lembre-se que é preciso fazer a perícia médica em alguns casos como auxílio doença ou aposentadoria por invalidez. O não comparecimento no dia e hora marcada pode complicar a situação de quem pretende pedir o benefício

5) Tempo de contribuição

Tem direito aos benefícios do INSS as pessoas que seguiram alguns requisitos importantes, como tempo de contribuição, por idade ou mesmo trabalho. Desde jovem é preciso se preocupar com isso, afinal chegar na terceira idade todo mundo quer descansar.

6) Contribuição da empresa

Muita gente de carteira registrada toma uma susto ao ver que até contribuição do INSS não foi paga. Fique atento ao seus direitos e veja se na parte com a empresa onde você trabalha está tudo em ordem, em dia. Assim, você evitará problemas grandes no futuro nem tão distante.

7) Seguro-desemprego

Muitas regras mudaram no sistema do seguro-desemprego e por isso mesmo as pessoas precisam ficar atentas e seguir as recomendações para não perder o benefício ou mesmo nem conquistarem. Um exemplo disso são as vagas indicadas para o beneficiário, que quando negadas, automaticamente cancela-se o benefício.

8) Trabalho não registrado

Trabalhar sem carteira assinada por ser um problemão sério e a pessoa só vai perceber isso no final da vida. Portanto, procure sempre bons empregadores, aqueles que fazem tudo certinho e querem você dentro da legalidade.

9) Informações falsas

Em tempos de crise financeira o que não faltam são os rodos para cortar excessos. Inúmeros casos de benefícios fraudulentos foram identificados e o resultado é que em partes o benefício é cortado e a pessoa pode ser obrigada a devolver o dinheiro, sem contar que pode até ocorrer o processo criminal.

10) Receber benefício por invalidez e trabalhar

Existem várias peculiaridades nos benefícios do INSS e um deles tem a ver com a aposentadoria por invalidez ou auxílio doença. Quem recebe este direito, por exemplo, não pode trabalhar e se é flagrado fazendo isso perde o benefício. Afinal, se está incapacitado, porque está conseguindo trabalhar?

Outros detalhes moldam essa relação mais severa do INSS com os cidadãos e quem não segue a risca corre sérios riscos de perder ou nem conquistar o benefício desejado.

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL