Menu
Você está em: MundoDasTribos > Notícias > Inscrições para o Programa Jovem aprendiz 2016

Interessados devem ter entre 14 e 24 anos. O contrato é especial e os benefícios são todos baseados nas leis da CLT.

Quer saber sobre as inscrições para o Programa Jovem Aprendiz 2016? Entrar no mercado de trabalho a partir dos 14 anos é uma realidade no Brasil amparada por lei, sendo uma ótima oportunidade para a primeira experiência de atividade remunerada. O Programa Jovem Aprendiz é uma porta que se abre para aqueles que buscam uma chance em iniciar desde já sua carreira. Este ano já está chegando ao fim, e é hora de participar de processos seletivos para garantir a vaga em 2016.

Inscrições para o Programa Jovem aprendiz 2016 (Foto: Exame/Abril)

Inscrições para o Programa Jovem aprendiz 2016 (Foto: Exame/Abril)

Inscrições para o Programa Jovem aprendiz 2016

Para fazer as inscrições para o Programa Jovem Aprendiz 2016, o jovem precisa ficar atento as oportunidades, o que deve surgir ao longo do ano. O Governo Federal, através do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), obriga empresas de médio e grande portes a oferecerem uma cota ao programa Jovem Aprendiz, que varia entre 5% e 15% da quantidade total de empregados. Os que ingressam nas organizações por meio dele têm a oportunidade de capacitação profissional através de ensino teórico e prático. Já as micro e pequenas empresas não são obrigadas a fazer isso.

Leia mais informações sobre: Jovem Aprendiz 2016 Inscrições

Como participar do programa?

Muitos jovens começam no mercado por esses programas (Foto: Exame/Abril)

Muitos jovens começam no mercado por esses programas (Foto: Exame/Abril)

Para participar do programa Jovem Aprendiz já em 2016, é preciso ter entre 14 e 24 anos e estar matriculado em um curso no Senai, Senat, Senac, Sescop, Senar ou em escolas técnicas. Mas se as instituições quiserem contratar aquele que não está em um ensino profissionalizante, ela ficará responsável por colocá-la em um curso.

Esquema de trabalho

Oportunidade é única e abre porta para os jovens (Foto: Exame/Abril)

Oportunidade é única e abre porta para os jovens (Foto: Exame/Abril)

Aqueles que conseguem uma vaga têm de cumprir uma carga diária de 4 horas, com remuneração de um meio a um salário mínimo e ainda possuem todos os direitos trabalhistas: férias, 13º salário, FGTS, repouso remunerado e vale-transporte. O contrato é especial e não pode passar de dois anos. Assim que seu período de Jovem Aprendiz termina, o estudante recebe um certificado.

Leia mais informações sobre: Vagas de estágio e programa Jovem Aprendiz 2016

Agências e vagas online

Programa tem base na Lei e precisa ser seguido pelas empresas (Foto: Exame/Abril)

Programa tem base na Lei e precisa ser seguido pelas empresas (Foto: Exame/Abril)

São diversas empresas que oferecem oportunidades para o Jovem Aprendiz 2016, mas muitos estudantes não sabem como chegar a elas. É simples, basta procurar entidades que servem de elo entre os interessados e as instituições que oferecem vagas. O Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), por exemplo, é de âmbito nacional, por isso, é um caminho curto entre a vontade de começar a construir a carreira e o sucesso. Basta inscrever-se no site www.ciee.org.br. Também entre as instituições que funcionam como uma ligação entre os alunos e as organizações estão a Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) Gerar, com atuação no Paraná e Santa Catarina, e a Rede Cidadã, que atende Minas Gerais e Espírito Santo. Os sites são, respectivamente, www.gerar.org.br e www.redecidada.org.br.


Recomendados para você:

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL