Menu

Saúde

Atualizado em 2 de maio de 2013, às 14:00
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Hantavirose: sintomas, tratamento

Conhecer mais sobre as formas de contágio e manifestações clínicas da hantavirose é uma medida importante para se prevenir do problema.

A febre hemorrágica com síndrome renal, também conhecida como hantavirose ou febre do Songo, é uma antropozoonose viral aguda bastante grave, que apresenta distribuição universal e é provocada por sorotipos diferentes do Hantavirus, um patógeno eliminado nas fezes, urina e saliva de roedores. Conheça os sintomas e o tratamento de hantavirose, que é capaz de cursar com manifestações bastante variadas em humanos.

Saiba quais doenças podem ser transmitidas por ratos.

617546 O rato serve de reservatório para o hantavirus. Hantavirose: sintomas, tratamentoO rato serve de reservatório para o hantavírus. (Foto: divulgação)

Como é transmitida

A maioria dos casos de transmissão ocorre em ambientes fechados, através da inalação de aerossóis originados de secreções e excretas de hospedeiros, como os ratos, que funcionam de reservatório para o vírus. Também é possível se contaminar através do contato direto com materiais infectados, ingestão de alimentos ou água contaminados, por feridas na pele e, mais raramente, através da mordedura desses animais.

Classificação da doença

A hantavirose tem manifestações clínicas variadas, podendo se apresentar como uma doença febril aguda e inespecífica, ou, em casos mais graves, como febre hemorrágica com síndrome renal (FHSR) ou como síndrome pulmonar por hantavirose (HPS).

617546 Os sintomas da fase aguda incluem febre alta e mialgia. Hantavirose: sintomas, tratamentoOs sintomas da fase aguda incluem febre alta e mialgia. (Foto: divulgação)

Principais sintomas

O período de incubação dessa doença varia de 5 a 60 dias e parte dos casos pode ser assintomática. Nos pacientes que apresentam queixas, as principais manifestações clínicas da doença são:

  • Sintomas inespecíficos da fase aguda:
    • Febre alta;
    • Mialgia;
    • Cefaleia;
    • Náuseas, vômitos e diarreia;
  • Sintomas sugestivos de FHSR
    • Aumento da ureia sérica;
    • Oligúria;
    • Sangramentos gengivais e petéquias;
    • Insuficiência renal;
  • Sintomas sugestivos de HPS
    • Tosse seca;
    • Dispneia;
    • Hipotensão arterial;
    • Insuficiência respiratória aguda secundária a edema pulmonar;
    • Colapso circulatório.

Com é feito o diagnóstico

O diagnóstico é feito com base dos dados clínicos, epidemiológicos, sociais e laboratoriais. Durante a consulta é muito importante que, além de conversar sobre os sintomas, o indivíduo também fale sobre as condições de locais que tenha visitado recentemente, bem como seu ambiente de trabalho e moradia. A confirmação da suspeita clínica é feita por exames de sangue, que identificam anticorpos contra o hantavírus.

Tratamento

Infelizmente ainda não existe tratamento clínico para nenhuma das apresentações clínicas de hantavirose. A terapia limita-se apenas a oferecer medidas de suporte durante a fase aguda da doença, o que geralmente é feito em ambiente hospitalar. Por isso é de fundamental importância procurar auxílio médico o mais rápido possível.

Veja quais doenças podem ser causadas por água contaminada.

617546 Geralmente é necessário internar o paciente para realizar o tratamento de suporte. Hantavirose: sintomas, tratamentoGeralmente é necessário internar o paciente para realizar o tratamento de suporte. (Foto: divulgação)

A hantavirose é uma doença grave, com manifestações variadas que vão desde pacientes oligo ou assintomáticos, à febre hemorrágica com síndrome renal e síndrome pulmonar. Conhecer mais sobre as formas de contágio e manifestações clínicas da doença é uma medida importante para se prevenir do problema.

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.