Você está em: MundoDasTribos > Notícias > Serviços > GVT: pacotes de tv por assinatura

GVT: pacotes de tv por assinatura

Apostando na oferta HD,  desde o pacote de entrada, em uma solução híbrida, combinando broadcast de programação linear via DTH e conteúdos on demand e interativos em cima da banda larga (por IPTV), a GVT lançou, seu serviço de TV por assinatura GVT TV. O projeto do produto teve 14 meses de trabalho, sendo 12 dedicados, principalmente, ao empacotamento dos canais, ponto-chave na estratégia da operadora.

A GVT oferece hoje 140 canais, com mais de 30 vão em imagem de alta definição. O pacote de entrada da GVT TV terá, ao menos, cinco canais pagos em HD. São três pacotes: Super HD, com 26 canais pagos, sendo cinco HD, a R$ 59,90; Ultra HD, com 45 canais pagos, sendo nove HD, a R$ 89,90; e Ultimate HD, com 72 canais pagos, sendo 14 HD, a R$ 129,90.

As duas primeiras ofertas podem ter acrescidos pacotes promocionais, por R$ 19,90 cada, com pacotes de esportes (com canais como ESPN HD, ESPN Brasil, Esporte Interativo e BandSports), e  canais internacionais (com canais como NHK, SIC Internacional, RAI e TV5 Monde), ambos já inclusos no Ultimate HD. Os canais Globosat estão disponíveis desde o pacote básico.

Canais Telecine e HBO poderão ser adicionados a qualquer um dos três pacotes. Para ter todos os canais Telecine, o assinante pagará R$ 39,90 ao mês; e para receber os canais HBO, deverá desembolsar outros R$ 34,90 mensais. Os preços incluem os canais HD das duas redes, o que traz mais opções de entretenimento aos usuários. Como acontece em outras operadoras, o assinante poderá contratar canais à “la carte” como Premiere FC, Combate e Sexy Hot.

A estratégia da GVT é contratar os programadores apenas para os canais HD (no caso daqueles que têm a mesma programação em HD e SD). “Isso foi possível porque os decodificadores HD têm a capacidade de fazer, eles próprios, a conversão para standard definition para televisores sem alta definição”, conta o diretor de marketing e produtos da empresa, Ricardo Sanfelice.

Para a recepção de canais abertos, os set-top boxes terão conversor do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre integrado, para captar o sinal aberto. “Assim, nas praças onde o sinal digital já está disponível, o assinante poderá receber os canais abertos em alta definição. Além disso, os sinais dos canais abertos também estão sendo carregados no satélite em SD”, detalha o head de TV por assinatura da GVT, Dante Campagno. O modelo já é adotado pela Sky e pela Via Embratel.

A empresa de TV e internet banda larga fechou um contrato, de 10 anos, com a Intelsat, para o uso do satélite Galaxy 11, deslocado da África para a posição 55,5 º W, para atender à operadora no Brasil. O satélite, no total, tem 16 transponders em banda Ku, dos quais a GVT tem autorizados 10 transponders, na Anatel. Os valores mencionados são sujeitos a alterações de acordo com as necessidades e regras da operadora.

Recomendado para você
Serviços

Jogo de Sofá em Promoção Casas Bahia

Serviços

Advogado Gratuito em Campinas

Casamentos

Magazine Luíza Lista de Casamento

Serviços

Activia GVT Login

Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *