Você está em: MundoDasTribos > Tecnologia > Google Drive: o que é, como funciona

Google Drive: o que é, como funciona

De acordo com os boatos que circulam a internet, o programa deve ser lançado na próxima terça feira.

A web sempre está trazendo novidades para facilitar a vida dos usuários. Deve chegar na próxima terça feira (24/04), por exemplo, o serviço de sincronização de arquivos do Google, o Google Drive. O produto vem para disputar espaço com o Drophox, atualmente, o mais famoso serviço deste segmento.

De acordo com as notícias que circulam a internet, ele terá 5 GB de armazenamento e será integrado aos sistemas operacionais Windows e Mac OS. A novidade ainda deve oferecer outras ferramentas, as quais não foram divulgadas pelos seus desenvolvedores.

Antes do anúncio feito pelo site “The Nex Web” no início desta semana, havia rumores de que o Google Drive seria lançado no mês de abril. Deste modo, a notícia divulgada pela página do editor Brad McCartey só veio confirmar o que já era esperado pelos internautas.

A previsão é de que o serviço chegue com 5 GB de capacidade de armazenamento.

Brad obteve essas informações através de um rascunho de press release que conseguiu com o auxílio de um dos parceiros do Google no desenvolvimento do produto. Além dos dados já citados, o documento acrescenta que o serviço terá interface semelhante a do Google Docs e capacidade de armazenamento expansível a critério do usuário.

Ratificando todas as especulações levantadas por McCartey, outro site chegou a publicar sobre o Google Drive, dizendo ter usado a versão do programa para o sistema Mac OS. Porém, os boatos param por aí, o que deixa os internautas ansiosos em saber mais sobre o novo produto e conhecer suas funcionalidades.

Este tipo de serviço permite o acesso a um mesmo arquivo de vários dispositivos diferentes

A principal utilidade de um serviço de sincronização é que ele permite o acesso a um determinado arquivo de vários dispositivos diferentes. O Drophox, por exemplo, principal software desta categoria, trabalha criando cópias dos arquivos e enviando as pastas geradas para um servidor remoto, através do qual o usuário pode acessar todos os conteúdos disponíveis em sua memória.

Por mais que seja provável que o lançamento realmente aconteça, é bom lembrar que nenhuma nota oficial foi divulgada a respeito nem pelo Google, nem pelo suposto parceiro que estaria trabalhando com a empresa no projeto. Deste modo, o jeito é esperar até a próxima semana para saber se os boatos levantados realmente vão se confirmar.

Recomendado para você
Tecnologia

Instagram Direct: como usar, saiba mais

Serviços

Activia GVT Login

Tecnologia

Sorteador Online – Sites para Fazer Sorteios

Tecnologia

Aplicativos para ajudar nas compras do supermercado

Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *