Menu

Criança

Atualizado em 27 de maio de 2010, às 0:04
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Gagueira Em Crianças Como Tratar

Gagueira Em Crianças Como Tratar 300x300 Gagueira Em Crianças Como Tratar

Lidar com a gagueira não é uma tarefa muito fácil para os pais, lidar com este problema requer cuidados para que a criança, não se sinta mal perante o que está acontecendo.

É natural que a criança entre dois e quatro anos gagueje isso é fase, pois ela está aprendendo a falar, a linguagem é algo novo para ela, contudo se a criança após os seis meses, persistir em gaguejar você deverá procurar ajuda de um especialista uma fonoaudióloga, para que se trate do problema quanto mais rápido a mãe detectar melhor.
A gagueira consiste em repetição a criança repete várias vezes a mesmas sílabas ou palavras, ou até mesmo um bloqueio na hora da fala.

Se você perceber que algo está estranho interfira para que aja o tratamento e reversão do processo, pois se não pode acontecer de virar uma gagueira crônica.

O lado emocional da criança são um dos fatores para desencadear a gagueira, hereditariedade também, assim como o fator cerebral. O cérebro encontra dificuldade para programação motora da fala da criança, pensa rápido quer falar também, e o cérebro não acompanha a linha de raciocínio do mesmo.
E quando a criança gagueja não é por que ela quer é algo involuntário e seu filho precisa de você. Sente ao seu lado converse com ele devagar pausadamente, ele aos poucos perceberá e fará o mesmo.

Deixe que a criança se expresse naturalmente preste atenção demonstre que tem interesse ao ouvi-la. A linguagem corporal para criança diz muita coisa, se expresse facialmente e com gestos, isso chamará sua atenção e ela demonstrará grande interesse.

Dê uma atenção especial ao seu filho, deixe-o falar quando tiver vontade não force a barra, assim que ele se sentir confiante para falar e se expressar, apenas auxilie não fale por ele. Caso ele se sinta confiante e perceber que seus pais confiam nele também, aos poucos mudanças ocorrerão, siga as instruções da fonoaudióloga e deixe-o com muita confiança em si próprio.