Menu

Curiosidades

Atualizado em 19 de fevereiro de 2009, às 15:43 por Carol Vergel ()
Você está em: MundoDasTribos > Fotos e Vídeos Esquadrilha da Fumaça

Ontem (17/09) o programa SBT Repórter exibiu um especial sobre a Esquadrilha da Fumaça, mostrando como foi a missão que ela fez para se apresentar no Royal International Air Tattoo 2008 (RIAT), no continente europeu e a histórica demonstração em Fernando de Noronha.

A Esquadrilha da Fumaça como ficou conhecida tem o nome oficial de Esquadrão de Demonstração Aérea – EDA, que é composto por um conjunto de pilotos e mecânicos da Força Aérea Brasileira que possuem como objetivo principal realizar demonstrações de acrobacias aéreas no Brasil e no mundo.

Aviões da Esquadrilha da Fumaça

  • North American T-6 Texan;
  • Aeropastiale CM-170-2 Fouga Magister;
  • Neiva T-25 Universal;
  • Embraer EMB-312 Tucan.

A Esquadrilha da Fumaça estão de parabéns, eles realizam inumeras acrobacias que mais parecem que estão fazendo um “bale” no ar, são cenas realmente impressionantes.

Um pouco de História da Esquadrilha da Fumaça

O North American T-6D foi o primeiro avião utilizado pela Esquadrilha da Fumaça. É uma aeronave de treinamento avançado que foi empregada por quase todos os países aliados durante a Segunda Guerra Mundial, merecendo figurar ao lado do Douglas C-47(DC-3) como um dos melhores aviões já projetados.

O T-6 serviu à FAB por 34 anos, sendo fabricado sob licença no Brasil entre 1946 e 1951 na fábrica de aviões de Lagoa Santa, MG. No total, 81 unidades foram produzidas em Lagoa Santa, somando-se ao total mundial de 15.495 aviões. O North American teve excepcional destaque na Fumaça, efetuando 1.270 apresentações ao longo de 23 anos, e estando em todos os Estados brasileiros, além de vários países como Uruguai, Paraguai, Argentina, Guiana, Venezuela, Panamá e Guatemala.

Devem ser ressaltados alguns feitos importantes realizados pela Esquadrilha com o T-6: Várias exibições foram realizadas com 7 aeronaves em formação, com grande brilhantismo, apesar do alto grau de dificuldade devido à sua performance, exigindo sempre o máximo do piloto; No Rio de Janeiro foram feitas algumas demonstrações noturnas; Na viagem à Bolívia foi atingida a maior altitude – 18.000 pés – quando da travessia da Cordilheira dos Andes. Uma prova da robustez e eficiência do T-6 é o fato de até hoje ele ser empregado em demonstrações acrobáticas, executando manobras de precisão e alta performance em vários cantos do planeta. Nos Estados Unidos, por exemplo, existe o “North American Team”, esquadrilha de T-6 que realiza acrobacias com as aeronaves em formação. Aqui no Brasil, o “Circo Aéreo” (ex-Onix) utiliza 3 North American T-6 em demonstrações acrobáticas, e possui uma quarta aeronave em restauração.

No Rio de Janeiro, os moradores das proximidades do Campo dos Afonsos são constantemente brindados com exibições do “mito” Cel. Braga em seu T-6 pintado nas cores originais da antiga Fumaça. Quem visitar o Museu Aeroespacial pode ter o privilégio de ver (e ouvir…) de perto esta espetacular aeronave, comandada por seu maior piloto e recordista mundial em horas voadas. O Museu ainda possui uma aeronave em condições de vôo, nas cores da antiga AFA, e outras duas em exposição.

Abaixo vocês conferem algumas fotografias e também vídeos da esquadrilha.

Fotos da Esquadrilha da Fumaça

esquadrilha fumaca 02 Fotos e Vídeos Esquadrilha da Fumaça

esquadrilha fumaca Fotos e Vídeos Esquadrilha da Fumaça

esquadrilha fumaca 04 Fotos e Vídeos Esquadrilha da Fumaça

esquadrilha fumaca 03 Fotos e Vídeos Esquadrilha da Fumaça