Menu

Saúde

Atualizado em 31 de julho de 2012, às 7:30 por Isabella Moretti
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Estresse atrasa o crescimento, diz pesquisa

Além de causar sintomas como irritabilidade e medos excessivos, o estresse infantil também atrasa o desenvolvimento da criança.
494859 Estresse atrasa o crescimento diz pesquisa 2 Estresse atrasa o crescimento, diz pesquisaEstresse afeta o desenvolvimento das crianças. (Foto:Divulgação)

O estresse é um mal que afeta milhares de pessoas e pode aumentar as chances de desenvolver doenças, como problemas cardíacos, diabetes e colesterol elevado. As situações estressantes interferem na saúde de pessoas com diferentes faixas etárias, inclusive crianças.

Já faz algum tempo que o estresse não é uma doença exclusiva para adultos, muito pelo contrário, tem afetado cada vez mais as crianças. Além de interferir no comportamento e até mesmo desencadear um quadro de depressão infantil, o estresse também atrasa o crescimento dos pequenos.

Saiba mais: Estresse em crianças – sintomas, como tratar

Estresse cumulativo causa atraso no desenvolvimento cerebral

De acordo com um estudo realizado pela Universidade Wisconsin–Madison, nos Estados Unidos, o estresse constante e intenso é capaz de interferir no crescimento e no desenvolvimento cognitivo de uma criança.

Para formular a conclusão de que situações estressantes geram atraso no desenvolvimento cerebral, os pesquisadores norte-americanos submeteram as crianças a testes de memória espacial.

494859 Estresse atrasa o crescimento diz pesquisa 1 Estresse atrasa o crescimento, diz pesquisaA criança estressada pode ter dificuldades para ater informações e usá-las em resgates rápidos de memória. (Foto:Divulgação)

Após as análises, o pesquisador Jamie Hanson afirmou que a pesquisa foi capaz de reforçar os resultados obtidos em estudos anteriores, realizados com animais. Desta forma, o estresse está diretamente ligado às mudanças do córtex pré-frontal, uma área que envolve habilidades cognitivas mais complexas. Quando a criança apresenta alterações, ela pode manifestar dificuldades para ater informações e usá-las em resgates rápidos de memória.

Segundo a pesquisa, crianças que são expostas às situações estressantes possuem cingulado anterior capaz de ocupar menos espaço. Esta parte do córtex pré-frontal, quando comprometida, interfere na memória de trabalho espacial, usada pelas crianças para desenvolver diversas atividades importantes durante o crescimento.

Outra constatação do estudo norte-americano foi que há pouca relação entre idade e estresse, ou seja, crianças no fim da infância não apresentaram mais tendências ao quadro do que as mais novas.

Como prevenir estresse em crianças?

494859 Estresse atrasa o crescimento diz pesquisa Estresse atrasa o crescimento, diz pesquisaO estresse infantil pode ser prevenido com medidas simples. (Foto:Divulgação)

Vários motivos podem deixar a criança estressada, como as brigas constantes entre os pais, a chegada de um novo irmãozinho, bullying, exigências nas escolas e morte de alguma pessoa. Os sintomas do estresse infantil também costumam variar, mas os principais deles são: choro frequente, irritabilidade, desânimo, medos excessivos, dificuldades na fala e pesadelos.

Confira a seguir algumas medidas para prevenir o estresse infantil:

- Os pais não devem fazer cobranças excessivas dos seus filhos;

- As crianças devem sentir segurança em suas respectivas famílias;

- Os pais devem tentar acalmar os seus filhos fornecendo todo apoio possível;

- É importante não deixar a criança sobrecarregada de atividades, sem tempo para brincar ou dormir direito;

- Em casos de dificuldades para conter os sintomas do estresse infantil, é necessário procurar ajuda de um psicólogo.

Veja também: Estresse infantil – como evitar

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL

Ao subscrever nossa newsletter, passar receber nossos artigos por email e informações sobre os nossos passatempos. É gratuito e sem spam.