Menu
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Energético prejudica os dentes

O uso contínuo de energéticos e bebidas isotônicas é maléfico para saúde, especialmente a dos dentes. Entenda mais sobre o assunto.
 

Apesar de não ser um hábito muito comum entre pessoas não desportistas ou baladeiras de plantão, o costume de ingerir bebidas enérgicas pode ser prejudicial à saúde bucal, de acordo com estudo publicado pela Academia de Odontologia Geral dos Estados Unidos. Esclareça algumas dúvidas e entenda melhor como os energéticos prejudicam os dentes.

Confira receitas caseiras para clarear os dentes.

Cinco dias de uso contínuo de energético pode provocar danos irreparáveis nos dentes. (Foto: divulgação)

Por que os energéticos fazem mal

 

Segundo a pesquisa, o consumo frequente de energéticos e bebidas isotônicas pode acabar provocando danos irreparáveis no esmalte do dente, que é diretamente proporcional ao nível de acidez do produto. Para surpresa de muita gente, os primeiros sinais de danos foram visíveis a partir do quinto dia consecutivo de uso do energético.

Nível de acidez das bebidas

A pesquisa envolveu nove marcas de energéticos e treze marcas de bebidas esportivas para reidratação. Para a surpresa dos especialistas, o nível de acidez – principal responsável pelos danos aos dentes, variava consideravelmente entre as marcas e até mesmo entre os sabores da mesma marca. As bebidas energéticas apresentaram um potencial de dano duas vezes maior que as isotônicas, mas o uso contínuo de ambas representa potencial risco à saúde dos dentes.

Secundo pesquisas recentes as bebidas energéticas lesam o esmalte do dente. (Foto: divulgação)

Quem consome os energéticos

Os dados registrados apontam que cerca de 30 a 50% dos adolescentes americanos fazem uso de bebidas energéticas, enquanto que mais de 60% opta pela ingestão de bebidas especiais para hidratação durante atividades físicas praticadas, pelo menos, uma vez ao dia. Por isso a constatação dos malefícios odontológicos torna essencial a devida orientação aos pais e jovens adultos, com relação aos efeitos nocivos das bebidas dessa categoria.

Como minimizar os danos

Infelizmente os danos causados aos dentes são irreversíveis e, sem a devida proteção oferecida pelo esmalte dentário, eles acabam se tornando sucessivamente mais sensíveis e expostos a cáries. Na tentativa de minimizar o problema, uma dica que pode ajudar bastante é evitar escovar os dentes durante a primeira hora após o consumo de energéticos, pois o ato da escovação faz com que a acidez acabe se espalhando por toda superfície dentária, causando mais lesões.

Confira algumas dicas para prevenir a sensibilidade dos dentes.

É importante orientar os pais e jovens adultos sobre os perigos desse costume. (Foto: divulgação)

O uso contínuo de energéticos e bebidas isotônicas é maléfico para saúde, especialmente a dos dentes. Por isso é importante se manter bem informado e se prevenir de problemas futuros, que podem ser facilmente evitados com algumas medidas simples, porém muito eficientes.

 

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL