Menu

Saúde

Atualizado em 3 de maio de 2011, às 17:41
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Emagrecer com Remédios – Quais os Efeitos Colaterais?

Emagrecercomremdios Emagrecer com Remédios – Quais os Efeitos Colaterais?

Muitas pessoas fazem de tudo para emagrecer, apostam em várias dietas, ficam sem comer, praticam muitos exercícios e até tomam remédios e sem orientação médica.

Emagrecer se tornou praticamente uma questão de honra para algumas pessoas, que vivem em constantes brigas com a balança para conseguir o peso ideal. Como nem sempre elas conseguem manter uma alimentação equilibrada e praticar atividades físicas, acabam optando pelos medicamentos.

Remédios para emagrecer nunca foram saudáveis e nunca serão, isso porque as fórmulas químicas de certo modo alteram o organismo. A perda de peso pode acontecer de forma mais rápida do que uma dieta convencional, mas a pessoa acaba ficando mais vulnerável ao efeito sanfona.

Os medicamentos para perda de peso só podem ser consumidos sob orientação médica, tendo suas doses controladas para não afetar o individuo com sobrepeso ou obeso. As fórmulas costumam criar uma sensação de saciedade e quem ingere o remédio acaba tendo menos apetite na hora das refeições.

Então, fiquem atentos desde já, com os efeitos colaterais que os remédios para emagrecer podem causar, além da dependência:

- insônia freqüente;

- boca seca constantemente, mesmo com a ingestão de líquidos;

- constipação intestinal;

- problemas de coração;

- os inibidores de absorção das gorduras podem causar diarréia;

- podem causar dependência e irritabilidade;

- riscos de problemas arteriais;

- alterações de humor;

- dores de cabeça;

Há nas farmácias inúmeros medicamentos que prometem a eliminação de quilos em pouco tempo. Entre os remédios conhecidos entre os brasileiros aparecem a Sibutramina, Rimonabanto, Orlistate e Anfetamina. Todos possuem efeitos colaterais preocupantes, em menor ou maior intensidade, dependendo das condições do organismo.

Os remédios para emagrecer normalmente atuam como inibidores de apetite, influenciando nas funções do sistema nervoso central na hora de se alimentar. As fórmulas também são preparadas para diminuir a absorção de gorduras, uma das principais causas do ganho de peso.

Diante dos malefícios dos remédios para emagrecer, é mais aconselhável consultar o nutricionista para que ele possa estipular uma alimentação balanceada e saudável. Evite doces e gorduras prejudiciais ao organismo. Pratique exercícios físicos regularmente e acompanhe a perda de peso aos poucos. Enfim, medicamento para emagrecer é em último caso e com orientação.

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.