Menu

Saúde

Atualizado em 16 de outubro de 2012, às 13:14 por Analu
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Efeitos colaterais da vacina contra HPV

A vacina contra HPV é uma ferramenta moderna na prevenção do câncer de colo de útero. Esclareça algumas dúvidas sobre o assunto e saiba quais os principais efeitos colaterais.

A vacina quadrivalente recombinante contra o HPV subtipos 6, 11, 16 e 18 está dando o que falar. Regulamentada e devidamente licenciada no Brasil pela Anvisa, o produto já está sendo comercializado no país e promete ser um forte aliado ao combate do câncer de colo de útero. Saiba mais sobre o assunto e conheça os principais efeitos colaterais da vacina contra HPV.

Saiba como prevenir a infecção pelo HPV.

528190 O HPV é uma DST que pode causar sérias complicações para saúde. Efeitos colaterais da vacina contra HPVO HPV é uma DST que pode causar sérias complicações para saúde. (Foto: divulgação)

Vacina contra HPV

A vacina contra o vírus HPV foi desenvolvida a partir de proteínas do capsídeo viral, capaz de induzir uma excelente resposta imunológica, estimulando a produção de anticorpos humanos direcionados contra o vírus. Vale lembrar que a “capa” viral não possui nenhum genoma em seu interior e por isso é incapaz de produzir doença.

A vacina garante prevenção contra lesões pré-malignas, como displasias e neoplasias intra-epiteliais cervicais, adenocarcinoma in-situ, neoplasias intra-epiteliais de vulva e vagina e verrugas genitais.

Como deve proceder a aplicação

O esquema de aplicação da vacina contra HPV é realizado em três doses intramusculares. A primeira dose deve ser aplicada em pessoas com mais de 9 anos de idade, ficando a data a critério do paciente. A segunda dose deve ser realizada após 2 meses, e a terceira dose após 6 meses da primeira aplicação.

528190 A vacina ajuda na prevenção do câncer de colo de útero. Efeitos colaterais da vacina contra HPVA vacina ajuda a prevenir o câncer de colo de útero. (Foto: divulgação)

Apesar do HPV também provocar graves problemas de saúde no público masculino, como câncer de pênis e de ânus, os estudos clínicos que comprovam a eficiência da vacina em homens ainda não está concluído, e por isso, por enquanto, está indicada apenas para o público feminino.

É importante lembrar que, até o momento, sabe-se que a proteção garantida pelo esquema de três doses é maior que 5 anos. Entretanto, existem estudos sendo conduzidos, para verificar a necessidade de uma quarta dose de reforço. Ainda é necessário esperar pela conclusão dos estudos para poder contar com o consenso do número de aplicação, pelos órgãos competentes.

Efeitos colaterais

Até o momento, os resultados dos estudos realizados para todas as vacinas contra HPV disponíveis no mercado internacional apontam apenas alguns efeitos adversos inespecíficos, como mal-estar do tipo gripe, dor no local da aplicação. Na grande maioria dos casos os sintomas apresentados eram de leve intensidade. Menos frequentemente pode haver edema e eritema no local da injeção, prurido e febre de até 38,9˚C, que surgiam entre o 1º e 15º dia após a aplicação.

O câncer de colo de útero é a segunda doença que mais mata mulheres, no Brasil. Saiba mais sobre o assunto.

528190 A maioria dos sintomas são inespecíficos e semelhante a um quadro gripal. Efeitos colaterais da vacina contra HPVA maioria dos sintomas são inespecíficos e semelhante a um quadro gripal. (Foto: divulgação)

A vacina contra HPV é uma ferramenta moderna na prevenção ao câncer de colo de útero e outros problemas causados pelo vírus de subtipo 6, 11, 16 e 18, e beneficiam mulheres com mais de 9 anos. Vale lembrar que a vacina funciona apenas como forma de profilaxia e não serve para tratamento das lesões causadas por esses vírus, não substituindo a rotina de exames preventivos.

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL

Ao subscrever nossa newsletter, passar receber nossos artigos por email e informações sobre os nossos passatempos. É gratuito e sem spam.