Menu

Saúde

Atualizado em 30 de julho de 2012, às 12:25
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Dor de cabeça: principais causas

A dor de cabeça é um dos sintomas que mais acometem a população. Conheça quais são as principais causas relacionadas a ela.

A dor de cabeça é um dos sintomas mais comuns entre a população. São diversos os fatores que podem ocasionar seu aparecimento. A partir de cada manifestação, é possível classificar os tipos de dor de cabeça. No intuito de informar, separamos as principais causas de dor de cabeça.

494548 A dor de cabe%C3%A7a %C3%A9 um dos sitnomas mais comuns da popula%C3%A7%C3%A3o. Dor de cabeça: principais causasA dor de cabeça possui diversas causas. (Foto: Divulgação)

Saiba como reconhecer as dores crônicas de cabeça

Conheça as causas de dor de cabeça

A dor de cabeça pode ser manifestada por vários fatores e, a partir das causas desencadeantes e dos sinais e sintomas, é possível classificar os tipos. Conheça abaixo quais são eles:

  • Dor de cabeça tipo tensional– é o tipo mais comum de dor de cabeça. Em geral, ela é causada pela falta de sono, estresse e cansaço ou mesmo por alguns problemas que estejam afetando a musculatura do pescoço. Os indivíduos que sofrem com esse tipo de dor de cabeça, comumente apresentam as seguintes manifestações clínicas:
    • Dor de cabeça tipo peso, pressão ou aperto;
    • Dor localizada na testa ou na nuca ou no topo da cabeça;
    • De pequena intensidade;
    • Melhora com a prática de atividade física ou mesmo com o alongamento;
    • A frequência em que aparece a dor varia, conforme o paciente.
  • Dor de cabeça em salvas– esse tipo de dor de cabeça ainda não possui uma definição específica. No entanto, quem a manifesta apresenta um quadro clássico descrito da seguinte forma:
    • Dor tipo pontada;
    • Dor de forte intensidade;
    • Geralmente, acomete um lado da cabeça;
    • Pode ocorrer mais de oito vezes por dia;
    • A dor desaparece sozinha;
    • A dor pode acordar a pessoa no meio da noite.
    494548 As mulheres s%C3%A3o as mais acometidas pela enxaqueca. Dor de cabeça: principais causasAs mulheres são as que mais sofrem com a enxaqueca. (Foto: Divulgação)
  • Enxaqueca– as mulheres são as mais acometidas por esse tipo de dor de cabeça. Em geral, ela é desencadeada pela prática de atividade física ou pela movimentação brusca da cabeça. Como manifestações clínicas, o indivíduo pode apresentar:
    • Dor de cabeça de leve intensidade;
    • Ânsia de vômitos;
    • Dificuldade em permanecer em locais iluminados;
    • A crise pode durar até 3 dias sem interrupção.
  • Dor de cabeça secundária– é manifestada quando a pessoa apresentada alguma doença que manifesta esse quadro álgico. Como exemplo, podemos citar:
    • Tumores;
    • Meningite;
    • Outras doenças do sistema nervoso central.
  • Dor de cabeça desencadeada por problemas de visão – em geral, esse tipo de dor é manifestado como tipo peso e comumente acomete a região dos olhos. Ela é percebida ao final do dia ou após exigir muito da visão, como por exemplo, após ler um livrou ou mexer no computador.
  • Dor de cabeça causada pela sinusite – esse tipo de dor geralmente aparece após um quadro de problemas respiratórios que levam a congestionamento do nariz. O quadro Pode vir ou não associado a febre e secreção de coloração esverdeada do nariz ou da tosse.
  • Dor de cabeça causada pela pressão alta – esse quadro de dor se concentra mais na nuca e merece grande atenção, por poder ser um sinal de acometimento vascular.

494548 A tens%C3%A3o muscular %C3%A9 um dos fatores desencadeantes da dor de cabe%C3%A7a. Dor de cabeça: principais causasA tensão muscular é um dos fatores desencadeantes da dor de cabeça. (Foto: Divulgação)

A dor de cabeça pode ser manifestada por diversos fatores. Após conhecer as principais causas de dor de cabeça, basta ficar atento às manifestações e buscar atendimento médico diante da persistência do sintoma.

Saiba como lidar com o stress, as causas e os sintomas

 

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.