Search

Doações de órgãos que podem ser feitas ainda em vida

A doação de órgãos é uma atitude nobre que pode salvar vidas. Conheça quais são os órgãos que podem ser doados ainda em vida.
Google plus

A doação de órgão é um ato de amor e solidariedade. Quando um transplante é bem sucedido, uma vida é salva e junto com ela é possível resgatar, além da saúde física, a saúde psicológica, renovando a esperança do paciente em viver com qualidade.

A doação de órgãos é um ato de amor

Para compreender uma pouco mais sobre esse ato tão glorioso, separamos algumas informações a respeito da doação de órgãos realizados em vida.

Se tornando um doador de órgão em vida

Para se tornar um doador de órgãos em vida é preciso passar por algumas etapas de avaliação, que incluirá uma história clínica detalhada, incluindo todas as informações de doenças anteriores. Além disso, a compatibilidade sanguínea entre o doador e o paciente receptor é primordial, e para essa comprovação é necessário realizar alguns exames específicos a fim de se obter um resultado satisfatório, ou seja, encontrar um candidato que apresente maior chance de sucesso pós-transplante.

Antes de o candidato passar pela avaliação clinica, é essencial apresentar alguns critérios que se seguem abaixo:

  • Ser um cidadão juridicamente capaz;
  • Estar em condições de doar o órgão ou tecido sem comprometer a saúde;
  • Apresentar condições de saúde comprovadas por um médico;
  • Querer realizar a doação;
  • Ser parente, de qualquer grau ou cônjuge. No caso de não possuir parentesco, a doação só será realizada com autorização judicial.

Doar órgãos ajuda a salvar vidas

Órgãos que podem ser doados em vida

  • Rim;
  • Pâncreas;
  • Medula óssea (se compatível, feita por meio de aspiração óssea ou coleta de sangue);
  • Fígado (apenas parte dele, em torno de 70%);
  • Pulmão (apenas parte dele, em situações excepcionais).

Pessoas que não podem realizar a doação

  • Pacientes portadores de insuficiência orgânica que comprometa o funcionamento dos órgãos e tecidos doados, como insuficiência renal, hepática, cardíaca, pulmonar, pancreática e medular;
  • Portadores de doenças contagiosas transmissíveis por transplante, como soropositivos para HIV, doença de Chagas, hepatite B e C, além de todas as demais contraindicações utilizadas para a doação de sangue e hemoderivados;
  • Pacientes com infecção generalizada ou insuficiência de múltiplos órgãos e sistemas;
  • Pessoas com tumores malignos – com exceção daqueles restritos ao sistema nervoso central, carcinoma basocelular e câncer de útero – e doenças degenerativas crônicas.

Para ser um doador é preciso passar por uma avaliação médica

A doação de órgãos é um ato de solidariedade e amor, porém, antes de realizá-lo é preciso apresentar condições de saúde comprovadas pelo médico.


Google plus


Este artigo possui 1 comentário

  1. PAULO CELIO DELL AGNOLO
    Publicado em 13/03/2012 às 8:00 PM [+]

    Quero obter informações de como fazer a doaçao de meu corpo após morte, para estudos ou coisas afim?.

Compartilhe suas ideias! Deixe um comentário...

Antes de enviar um comentário, verifique seu conteúdo. Comentários que violem os Termos de Uso e Condições de Navegação do Portal mundo das Tribos e as leis em vigor poderão ser removidos pelo Portal Mundo das Tribos, sem prejuízo da adoção das medidas legais cabíveis pelo Portal.

Política de privacidade
Termos de uso e condições do site


Top