Menu

Saúde

Atualizado em 23 de março de 2011, às 15:59 por Redacao
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Dicas para Melhorar o seu Intestino Preso – Prisão de Ventre

privada Dicas para Melhorar o seu Intestino Preso   Prisão de Ventre

Boa parte da população sofre de intestino preso, e mais da metade é constituída de mulheres e idosos. As mulheres geralmente ficam com o intestino preso por conta da gravidez, e os idosos por pequenos problemas de saúde.

Este assunto, às vezes, se torna até motivo de piada em algumas rodinhas de amigos, mas a verdade é que esse “problema” pode tirar o “senso de humor” de muita gente.

A prisão de ventre, ou constipação intestinal, é uma das queixas mais frequentes na maioria dos consultórios médicos, chega a atingir 20% da população mundial.

Existem diversas causas para o intestino não funcionar como deveria, mas a pouca ingestão de água e fibras é a principal. No caso da gravidez, o útero pressiona o reto e a porção inferior do cólon, o que atrapalha o todo o processo normal.

O uso de medicamentos como analgésicos e antidepressivos também podem causar a constipação. Problemas neurológicos, como o Mal de Parkinson, e problemas psicológicos também podem desencadear esse problema.

Porém há uma “infinidade” de maneiras diferentes que ajudam no bom funcionamento do organismo, isso vai desde a mudança dos hábitos alimentares à malhação. Mas se essas medidas não funcionarem, é indispensável à consulta médica, essa pode ser a um clínico geral ou gastro.

Pode haver a necessidade de a pessoa ingerir medicamentos, geralmente são laxantes osmóticos, à base de fibras vegetais ou de óleo mineral.

Em casos muitos extremos, a pessoa pode ainda passar por uma lavagem intestinal. Caso a pessoa não se trate como deveria, a prisão de ventre prejudica a qualidade de vida sem contar que aumenta os riscos de doença diverticular e de câncer do intestino grosso.

Para contribuir na vida de nossos leitores, daremos agora algumas dicas de como acabar com a prisão de ventre:

1. Alimentação

São suficientes 30g de fibras no dia, elas agem como laxantes naturais, e normalmente são encontradas em verduras com talos e folhas verdes e cereais integrais.

As frutas, como ameixa, figo, pêssego e abacate são algumas frutas emolientes, já a manga, a laranja, o abacaxi e a jaca são ricas em fibras. A banana, maçã, goiaba e caju devem ser evitadas pois contém pectina.

2. Água

Além da dieta com fibras é necessária e indispensável a ingestão de água, e muito líquido, pois isso amolece o bolo fecal e facilita a sua saída. São necessários, no mínimo, 2 litros de por dia.

3. Eduque seu intestino

Determine diariamente um horário para sentar-se no vaso sanitário, mesmo sem vontade, permaneça por 10 ou 15 minutos. Esse método pode não funcionar nos primeiros dias, mas com o tempo, a resposta ao chamado do organismo vira hábito.

O melhor horário para esse exercício é após alguma refeição, assim é possível aproveitar a ativação dos movimentos do intestino.

4. Não sinta vergonha

Muitas pessoas não conseguem usar o banheiro público ou o “banheiro do vizinho” para fazer o “NÚMERO 2″, se deu vontade, vá, ficar retraindo essa necessidade só piora a constipação.

5. Movimente o corpo

A ansiedade causa a tensão muscular do intestino, o que o faz parar de funcionar. A atividade física é uma boa alternativa para combater o problema.

Exercícios físicos regulares liberam adrenalina e estimulam as contrações do intestino, facilitando a evacuação. Caminhadas por mais de 30 minutos, ioga e natação estão entre as melhores alternativas.

Se você é um, dos muitos, que sofrem de prisão de ventre, tome uma atitude já e livre se deste problema!

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL

Ao subscrever nossa newsletter, passar receber nossos artigos por email e informações sobre os nossos passatempos. É gratuito e sem spam.