Menu

Saúde

Atualizado em 25 de junho de 2011, às 14:20 por Redacao
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Dicas para Evitar Câimbras

Dicas para Evitar Cãimbras 292x300 Dicas para Evitar Câimbras

Quem é que nunca sofreu com as indesejadas e desagradáveis câimbras? Contudo, todo mundo já sofreu com câimbras e tem muito ouvido falar sobre este probleminha, mas será que você sabe o que realmente é uma câimbra? São nada mais que contrações involuntárias e dolorosas do músculo estriado esquelético, se fazem frequente durante a realização de exercícios físicos quando o indivíduo não possui o condicionamento físico adequado para a realização do mesmo, mas também podem parecer ao longo do dia.

De acordo com especialistas, uma das principais causas para o aparecimento das câimbras é o acúmulo de ácido lático no tecido muscular que acontece pela degradação da glicose quando há falta de oxigênio, isto é, quando existe a quantidade suficiente de oxigênio no músculo, o ácido lático é convertido em ácido pirúvico e posteriormente transformado em acetil-CoA e também em dióxido de carbono, que resulta em uma reação de catalizadora de enzima. Podem ocorrem em diferentes partes do corpo, no entanto, são mais comuns no abdômen, no pescoço, nas mãos, nos pés, nas panturrilhas ou gemelares (batatas das pernas), músculos anteriores e posteriores da coxa.

Dicas para Evitar Cãimbras 1 Dicas para Evitar Câimbras

De acordo com especialistas, a causa principal da câimbra é uma hiperexcitação dos nervoso que estimula o músculo estriado esquelético, e isso geralmente acontece por diferentes motivos, incluindo:

-Anemia;
-Atividade física vigorosa, onde a câimbra pode ocorrer durante ou depois o término do exercício;
-Deficiência de vitamina B6, B5 e B1;
-Desidratação, ponto este que requer maior atenção para as pessoas que fazem o uso de diuréticos;
-Insuficiência renal em hemodiálise e também cirrose hepática;
-Modificações hidroeletrolíticas, sobretudo, de cálcio e magnésio;
-Modificações estruturais como hiperextensão do joelho (genu recurvatum) e pé chato;
-Gravidez, onde geralmente a mulher sofre com a queda do nível de magnésio no organismo;
-Longos períodos sem a realização de atividade física, como por exemplo, permanecer horas sentado;
-Autoproteção, quando acontece alguma fratura óssea;
-Varizes nas pernas e insuficiência venosa;
-Modificações metabólicas como alcoolismo, hipotireoidismo, diabetes e hipoglicemia;
-Doenças neurológicas como o Mal de Parkison, doenças primárias dos músculos e do neurônio motor;

Dicas para Evitar Cãimbras 2 Dicas para Evitar Câimbras

Por mais incrível que possa parecer, uma câimbra pode ser um pouco mais séria do que se imaginava, no entanto, isso não é motivo para preocupação e desespero, a não ser que as câimbras tenham aparecido com grande frequência ao longo de horas ou do dia. Quando se fala em câimbras logo se pensa em banana, fruta popularmente conhecida no combate a este problema muscular, mas será que a banana realmente combate a câimbra?

Esta é um fruta considerada uma ótima fonte de potássio, de água e carboidratos (glicose), assim pode sim ajudar na eliminação de ácido láctico que se acumula após a realização do exercício físico, assim como beber água antes, durante e depois da atividade física. Desta forma, a câimbra não se combate apenas ingerindo potássio, mas também ingerindo bastante água durante o dia.

Além disso, para evitar este tipo de contração dolorosa e involuntária do músculo é necessário que você faça uma ótima sessão de alongamento antes e após o término do exercício físico, principalmente as pessoas que não possuem o costume de pratica o esporte ou atividade em questão. Caso você seja mais uma daquelas pessoas que sofrem com as chamadas câimbras noturnas, a idiopática que não possui causa aparente, mas que tem ligação com o histórico familiar, é recomendado que você faça alongamento 15 minutos antes de se deitar, e claro, abuse da água ao longo do dia.

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL

Ao subscrever nossa newsletter, passar receber nossos artigos por email e informações sobre os nossos passatempos. É gratuito e sem spam.