Menu

Eventos

Atualizado em 14 de julho de 2011, às 15:30 por Redacao
Você está em: MundoDasTribos > Entretenimento > Dicas de Fantasia para Baile

Eventos Culturais em Curitiba

[14/07/2011]

Melhores Festivais de Inverno no Brasil

[17/07/2011]

Dicas de Fantasia para Baile 225x300 Dicas de Fantasia para Baile

Enquanto alguns encontram em uma festa à fantasia um prato cheio para esbanjarem, e exteriorizarem sua criatividade, outras pessoas, no entanto, simplesmente param diante do fato de não saber o que devem utilizar. Mas, preparar-se para uma festa à fantasia pode não ser tão simples, dependendo do que a pessoa procura para comparecer ao baile.

Primeiro de tudo, é preciso identificar a intenção da pessoa, para, com isso, aplicar um primeiro filtro aos tipos de fantasias disponíveis em uma série de opções específicas.  Sendo assim, vamos a uma possível divisão do público que freqüenta uma festa à fantasia.
Dicas de Fantasia para Baile 1 199x300 Dicas de Fantasia para Baile
Ainda que não haja, na verdade, uma classificação oficial, ou até mesmo uma classificação baseada no senso comum, é possível criar estereótipos para ilustrar os diferentes tipos de pessoas, que, ao mesmo tempo, se encaixam em uma classe. Um dos tipos que se prepara para se fantasiar é o tímido ou discreto. Esta pessoa, quando aceita ir ao baile, procura, ao máximo, uma fantasia que na verdade não passa de uma roupa ou detalhe que lembre um personagem ou ícone específico.

A fantasia do tímido, ou discreto, é na verdade algo que pode ser utilizado no dia-a-dia e, somente por alguns itens, ou situação específica, se transforma em uma fantasia. Exemplos simples são, fantasia de mafioso: para os homens, basta colocar um terno, óculos escuros, talvez um chapéu ou um charuto, e pronto, a fantasia está completa. Ou ainda, uma fantasia baseada em personagens que utilizam roupas simples, como, por exemplo, o Charlie Brow, também conhecido no Brasil como o Minduim, dono do cãozinho Snoopy.

O personagem possui uma camiseta amarela com um típico risco preto em ziguezague, uma bermuda preta e sapatos marrons. Para as mulheres, a mesma coisa, por exemplo, uma mulher toda de preto, com uma maquiagem carregada que ressalte a palidez pode ser uma vampira, ou uma gótica, ou, um biquíni vermelho e uma bóia de mão pode transformá-la em uma salva-vidas.

Outro estereótipo é o tradicional. É possível dizer que esta classe é a mais comum, visto que as fantasias utilizadas são aquelas que todos reconhecem e, praticamente, sempre são encontradas em uma festa do gênero. O pirata, a marinheira, o super-herói ou a super-heroína, como Batman, Batgirl, Superman, Supergirl, princesas, ninjas, palhaços, entre outros. Estas opções são as mais facilmente encontradas nas lojas de fantasias.

Uma figura sempre presente nas festas à fantasia é o criativo. Geralmente marcado como o centro das atenções, esta é a pessoa que surge com uma fantasia nunca vista antes, que, exatamente por sua originalidade, faz com que as pessoas não deixem de notar. Ainda assim, nos dias de hoje, com a internet cada vez mais repleta de conteúdo criado por pessoas, é mais difícil surgir com algo que ninguém tenha pensando.

Por último, é possível dizer que existem os modelos. Para estas pessoas, dotadas dos padrões de beleza mais apreciados na época, basta pouca roupa ou qualquer peça que saliente as formas do corpo e pronto, está feita uma fantasia. Biquínis e sungas, por exemplos, já transformam essas pessoas em salva-vidas, modelos, ou, dependendo do público da festa, “figuras” com conotação sexual.

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL

Ao subscrever nossa newsletter, passar receber nossos artigos por email e informações sobre os nossos passatempos. É gratuito e sem spam.