Menu

Saúde

Atualizado em 6 de março de 2011, às 21:40 por Redacao
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Dicas de Alimentação para Quem Malha

Alimentação para quem malha 240x300 Dicas de Alimentação para Quem Malha

Não adianta muito se acabar em academias, suar a camisa, beber muita água, não fumar e fazer de tudo para ficar com o corpo em forma se a alimentação está ainda regada a frituras, doces e refrigerantes. Tenha certeza que com alimentação errada, 50% do seu tempo em academia de nada valerá.

Para quem malha é bom seguir uma específica dieta alimentar para quem faz exercícios. Tudo muito rico em proteínas e em outras substâncias essenciais para a construção de uma boa massa muscular. Claro que uma nutróloga vai saber lhe dar as dicas de uma boa alimentação para malhar com o objetivo de ver, o quanto antes, os bons resultados da academia.

Não é difícil saber como ter uma alimentação saudável.

Basta ver onde há excessos e cortar. Por exemplo, se curte massas, coma uma vez por semana apenas e nos restante dos dias, coma o que tiver de mais natural como frutas, verduras e legumes.

Substitua refrigerantes por suco e no lugar de doces como as barras de proteínas que são bem gostosas, ricas em proteínas e bem mais saudáveis por ter açucares nobres. Tome bastante água, não exagere no sal e só coma carboidratos na quantidade mandada pela sua nutróloga.

Seguindo estas dicas, tenha certeza de que seu corpo vai ter, em tempo recorde, um bom contorno e uma ótima definição muscular. Logo, logo, se vai ver um cintura bem esculpida, pernas bem torneadas, abdômen de gominhos e bumbum bem erguido. Tudo feito de forma bem natural e contando com a ajuda de uma alimentação bem saudável e equilibrada.

Procure um especialista em nutrição e peça para ele montar um bom cardápio para você. No mais, continue malhando e em busca de um corpo que além de bonito está com nuita saúde.

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.