Menu

Cursos Gratuitos

Atualizado em 5 de setembro de 2010, às 22:36 por Carol Vergel ()
Você está em: MundoDasTribos > Cursos > Curso Gratuito de Reciclagem de Lixo

curso gratuito de reciclagem de lixo Curso Gratuito de Reciclagem de Lixo

Fazer reciclagem significa transformar objetos materiais usados em novos produtos para o consumo. Esta necessidade foi despertada depois que se foi divulgado o quanto tem afetado a natureza os lixos que estão sendo jogados pelas ruas, rios praças etc. Mais o fato é que não há como não produzir lixo, mas há uma forma de diminuir essa produção. E é para isso que esta sendo disponibilizado no Rio de Janeiro o curso de reciclagem de lixo grátis. Através deste curso será possível reduzir o desperdício, reutilizando sempre que possível e separando os materiais recicláveis para a coleta seletiva.

Você sabia que:

-Uma simples latinha de refrigerante pode levar mais de 500 anos até se decompor na natureza?
-50 Kg de papel velho podem salvar a vida de uma árvore que levou 40 anos para crescer?
-49% da energia proveniente de fontes primárias no Brasil é Renovável?

Segundo especialistas o planeta não vai sobreviver por muito tempo no atual ritmo de desenvolvimento. Os recursos naturais que pareciam ser inesgotáveis há alguns anos, já demonstram sinais de esgotamento, pois o volume de lixo gerado aumenta a cada dia. Em média, cada brasileiro produz 0,6Kg de lixo todos os dias. Isto representa mais de 120 mil toneladas de lixo todos os dias. Os lixões e aterros estão cada vez mais sem espaço, aumentando a necessidade de um sistema de Reciclagem eficiente.

No curso de reciclagem de lixo você vai conhecer maneiras de Reduzir o lixo, Reaproveitar o que for possível e então Reciclar o restante resumindo você ira aprender como funciona o processo de reciclagem de Vidros, Plásticos, Papéis, Metais, entre outros. O Projeto de Capacitação “Mulher Rural – Tempo de Viver” está com inscrições abertas para o curso de reciclagem de lixo. Para participar é simples, pois serão marcados 10 encontros de quatro horas cada um, para grupos de até 30 participantes.

O curso será ofertado ao publico feminino, para quem tiver interesse de se matricular no curso gratuito de reciclagem de lixo é só se inscrever na Secretaria dos Direitos da Mulher, localizada na Rua Heitor de Moura Estevão, 279, na Várzea. O atendimento acontece de segunda a sexta, das 9h às 17h, e o telefone para informações é 2643-4741. No ato da matricula é necessário levar em mão os seguintes documentos:

-RG;
-CPF;
-Comprovante de residência;

As aulas vão ser ministrados neste mês de setembro, sempre às terças e quintas, das 13:00h às 17:00h, na sede da Secretaria dos Direitos da Mulher.

Saiba qual as vantagens da reciclagem

Iniciou-se na década de 1980, a produção de embalagens e produtos descartáveis, depois desse acontecido aumentou significativamente a produção de lixo para o bem da natureza, principalmente nos países desenvolvidos como, por exemplo, o Brasil. Hoje em dia muitos governos e ONGs estão cobrando de empresas este tipo de serviço: o crescimento econômico deve estar aliado de acordo com a preservação do meio ambiente. Atividades devem ser realizadas como campanhas de coleta seletiva de lixo e reciclagem de alumínio e papel, já são as mais comuns em várias partes do mundo, e acredite o mundo precisa disso, nos precisamos disso.

O objetivo da reciclagem é de preservar o meio ambiente para que assim nos mesmos vivamos melhores, os materiais mais reciclados são o vidro, o alumínio, o papel e o plástico. Através destas reciclagens podemos contribuir para a diminuição significativa da poluição do solo, da água e do ar. Muitas indústrias estão reciclando materiais como uma forma de reduzir os custos de produção. Um outro benefício da reciclagem é a quantidade de empregos que ela tem gerado nas grandes cidades. Pois através deste recurso da para fazer coisas artesanais, hoje em dia muitos desempregados estão buscando trabalho neste setor e conseguindo renda para manterem suas famílias. Cooperativas de catadores de papel e alumínio já são uma boa realidade nos centros urbanos do Brasil.