Menu

Saúde

Atualizado em 20 de janeiro de 2013, às 11:32 por Analu
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Cuidados pós curetagem: quais são

Muitas mulheres são submetidas à raspagem uterina. Conheça quais são os cuidados pós curetagem.

Algumas mulheres são submetidas à curetagem uterina para fins diagnósticos ou terapêuticos. No entanto, é necessário seguir as orientações dos especialistas, de forma a evitar complicações futuras. Tendo isso em vista, conheça quais são os cuidados pós curetagem.

Conheça os perigos das ervas abortivas.

567974 A curetagem é um tipo de procedimento cirúrgico e necessita de uma avaliação especializada. Foto divulgação Cuidados pós curetagem: quais são A curetagem é um tipo de procedimento cirúrgico e necessita de uma avaliação especializada. (Foto: divulgação)

Saiba mais sobre a curetagem

A curetagem uterina ou raspagem é um procedimento cirúrgico que tem como função retirar uma amostra da camada interna do útero (endométrio), com finalidade diagnóstica ou terapêutica. De maneira geral, o médico realiza a curetagem diante das seguintes situações:

  • Obter uma amostra do tecido endometrial para ser enviado para análise e posterior avaliação diagnóstica;
  • Como forma de tratamento do sangramento uterino anormal, especialmente, em casos graves;
  • Um processo de esvaziamento do útero após um aborto.

Conheça o procedimento de curetagem

Preferencialmente, a curetagem uterina deve ser realizada em ambiente hospitalar, pois há necessidade de anestesia. A escolha do tipo de anestesia (geral ou local) dependerá da situação. Ou seja, diante de um aborto, dá-se preferência à anestesia geral, por outro lado, para fins de diagnóstico, opta-se pela anestesia local.

Para a realização do procedimento, é necessário que haja dilatação da cavidade uterina, sendo utilizado instrumentos específicos para a realização dessa função. Em geral, utiliza-se instrumentos denominados “velas” ou dilatadores higroscópicos. Independente da escolha, ambos possuem a mesma finalidade. Além disso, é possível que o colo seja dilatado através do uso de medicamentos que colaboram com a dilatação do canal cervical. Após realizada a dilatação do colo uterino, o profissional inicia a raspagem da cavidade uterina utilizando uma cureta (instrumento cirúrgico que tem a forma de uma colher). O material obtido através desse procedimento é enviado para análise anatomopatológica.

567974 As mulheres devem evitar o uso de banheiras e piscinas após a curetagem. Foto divulgação Cuidados pós curetagem: quais são As mulheres devem evitar o uso de banheiras e piscinas após a curetagem. (Foto: divulgação)

Saiba quais são as medidas que precedem a curetagem

O médico realizará um exame físico completo da paciente para que ele consiga obter algumas hipóteses diagnósticas. Em alguns casos, o profissional pode solicitar a realização de uma ultrassonografia transvaginal. Através desse exame é possível avaliar a gravidade do problema, assim como o tamanho e em quais condições a cavidade uterina se encontra. A depender da gravidade do problema, o responsável poderá solicitar alguns exames pré operatórios, para realizar o procedimento com urgência.

Cuidados que devem existir após a realização da curetagem

Após a realização do procedimento, a mulher poderá receber alta em até 6 horas. Mulheres que possuem a vida ativa costumam retornar a rotina em até 24 horas. Porém, é ideal evitar os “banhos de emersão” em banheiras e piscinas por, pelo menos 5 dias, para prevenir qualquer chance de infecção.

567974 A curetagem pode ser realizada após a existÊncia de um aborto. Foto divulgação Cuidados pós curetagem: quais são A curetagem pode ser realizada após a existência de um aborto. (Foto divulgação)

A curetagem é um procedimento cirúrgico relativamente comum em nosso meio. Assim, é muito importante que as mulheres sigam as orientações dos cuidados pós curetagem, de modo a evitar futuras e graves consequências.

Saiba quais são as principais causas de aborto espontâneo.

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.