Search

Cuidados ao furar a orelha

A perfuração das orelhas faz parte da vida das pessoas há milhares de anos, porém, apesar de parecer um procedimento simples, é preciso tomar alguns cuidados.
Google plus

É preciso tomar um cuidado especial ao furar a orelha.

Desde a antiguidade há relatos de pessoas que furavam as orelhas.  Isso foi comprovado após estudos em sítios arqueológicos. Hoje em dia, muitas pessoas querem furar as orelhas, pois esse costume se tornou popular em nome da vaidade. A maioria das mulheres não resiste à tentação usar lindos brincos enquanto alguns homens acham a prática muito “estilosa” e acabam aderindo à moda, uma forma de valorizar o ego e melhorar a autoestima.

Porém, antes de realizar a perfuração é necessário levar em conta alguns aspectos, principalmente em relação aos cuidados futuros.

Perfuração – passo a passo

1. Decida o local onde realizará o furo

Muitas pessoas acreditam que o melhor lugar para realizar o furo, é no lóbulo da orelha, o que não é verdade. Geralmente as pessoas optam pelo lóbulo por este apresentar um processo de cicatrização mais rápido. Porém, há outros lugares na orelha em que o furo poderá ser realizado, inclusive nas cartilagens.

A escolha do local e a quantidade de furos dependerão da vontade da pessoa. Os estilos de perfuração mais populares são:

  • Industrial – quando os furos são realizados em diversos locais da orelha;
  • Rook – quando o furo é realizado na barra fina da cartilagem horizontal, acima do canal auditivo;
  • Tragus – quando os furos são feitos na aba curva da cartilagem que cobre o canal auditivo (colada ao rosto);
  • Snug – os furos são realizados na cartilagem externa;
  • Conch – os furos são realizados na orelha interna ou externa;
  • Anti-tragus – quando os furos são realizados no pedacinho da cartilagem que protege o canal auditivo.

2. Escolha do profissional

É muito importante que, antes de realizar a perfuração, se tenha certeza da escolha de um profissional capacitado nessa atividade e que tenha seu trabalho reconhecido. Além disso, é preciso dar uma maior atenção aos equipamentos que serão utilizados durante a perfuração. Certifique-se de que todos os materiais estão esterilizados! Essa exigência previne doenças infectocontagiosas que podem acabar atrapalhando a vida de qualquer um. Fique atento!

3. Cuidados com a perfuração

Após realizar a perfuração, é importante seguir todas as recomendações sobre os cuidados pós-procedimento. Caso surja algum sinal de infecção (dor intensa, pus, inchaço e aumento da temperatura local), procure um especialista da saúde e obtenha informações sobre como proceder.

É importante que, durante a cicatrização, não se retire o brinco em hipótese alguma, o que poderia acabar atrapalhando a recuperação do tecido e ainda trazer mais problemas.

Além da observação diária do processo de cicatrização, realize os seguintes procedimentos:

  • Lave a perfuração com água e sabão, pelo menos, duas vezes ao dia;
  • Não feche o local;
  • O uso de álcool deve ser evitado, pois resseca a pele e causa dor;
  • Fique atento aos sinais. Caso apareça algum líquido de coloração amarelada ou esverdeada, procure um médico imediatamente.

É costume furar a orelha quando pequeno.

Furar as orelhas e usar os mais variados brincos é o desejo de muitas pessoas, porém, não é um procedimento tão simples quanto parece! Siga as dicas e garanta um resultado positivo.


Google plus


Compartilhe suas ideias! Deixe um comentário...

Antes de enviar um comentário, verifique seu conteúdo. Comentários que violem os Termos de Uso e Condições de Navegação do Portal mundo das Tribos e as leis em vigor poderão ser removidos pelo Portal Mundo das Tribos, sem prejuízo da adoção das medidas legais cabíveis pelo Portal.

Política de privacidade
Termos de uso e condições do site


Top