Carros

Cuidados ao comprar moto usada

A compra de uma moto usada exige cuidados importantes

O número de motocicletas está se multiplicando em todo o país, muito em virtude dos benefícios concedidos pelas concessionárias. As montadoras estão fazendo de tudo para atrair novos clientes, elevar as vendas e, assim, bater a concorrência. Mas quem não está em condições de comprar uma moto zero quilômetro pode investir num modelo usado. Deste modo, você fica livre de financiamentos e tem a oportunidade de comprar o produto que deseja gastando bem menos.

Entretanto, antes de fechar o negócio, você deve tomar alguns cuidados importantes. São dicas para te ajudar a fazer uma boa escolha e não se envolver em nenhuma armadilha. Abaixo, estão as orientações que separamos. Se colocá-las em prática, temos certeza que você não vai se arrepender de sua compra.

Invista em planejamento e pesquisa

Veja qual modelo melhor se adéqua em seu estilo de pilotagem

Comece estipulando quanto você pretende gastar em sua nova motocicleta. Para isso, veja qual modelo melhor se encaixa em seu estilo de pilotagem e tipo de uso. Por exemplo, uma moto esportiva não combina com o perfil de quem costuma andar por estradas de terra.

O próximo passo é pesquisar o preço médio da versão que você procura. A internet reúne uma grande quantidade de ferramentas que fornecem este tipo de informação. Ligar para anunciantes e visitar as concessionárias de sua cidade também é uma boa estratégia para conseguir as melhores ofertas. Não tenha medo de perguntar sobre as vantagens oferecidas pela empresa e formas de pagamento disponíveis. Você deve estar inteirado do assunto para poder tomar sua decisão.

Avalie o produto

Antes de levar a moto para a casa, dê uma geral na parte estética. Verifique se não há amassados, trincas, ferrugem e outros danos em sua aparência. Avalie também as condições do kit de transmissão (coroa, pinhão e corrente), pneus, quilometragem, sistema elétrico e todos os fatores ligados ao seu desempenho.

Por falar em desempenho, veja se o modelo não apresenta problemas quando está em funcionamento, como barulhos, vazamentos, instabilidade etc. Você pode pedir a opinião de um amigo ou do seu mecânico de confiança sobre a motocicleta. Ele terá condições de fazer uma análise mais fiel do produto.

Veja se a documentação está em dia

Só feche o negócio se a documentação estiver em dia

Depois de avaliar a moto em seu aspecto físico, você deve observá-la do ponto de vista burocrático. O modelo precisa estar em dia com sua documentação. Para se certificar de que não há pendências, use o número do seu RENAVAM (Registro Nacional de Veículos Automotores) para fazer uma consulta junto ao DETRAN do seu estado. Com este recurso também é possível apurar a existência de débitos junto a instituições financeiras, multas, bem como a situação do seu IPVA e do seguro obrigatório (DPVAT).

Lembre-se: nada deve passar despercebido!

Recomendado para você
Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *