Menu
Você está em: MundoDasTribos > Esportes > Corinthians vence Santos e segue para final da Libertadores

Universidad de Chile e Boca Juniors decidem nesta quinta, em Santiago, quem será o rival dos Corintianos na final.

Embora incomodado com o resultado, parabenizou o adversário pela conquista.

A derrota do Santos na semifinal da Libertadores contra o Corinthians, na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, produziu uma comparação indiscreta do atacante Neymar. O ídolo lembrou do duelo do Barcelona contra o Chelsea, na semifinal da última  Liga dos Campeões da Europa, ao comentar que a derrota como a lidada por seu time, que defendia o título e era preferida a levar mais uma taça, são comuns.

“Não vamos vencer todos os campeonatos. O Barcelona, por exemplo, foi eliminado da Liga dos Campeões. Alguém tinha que passar e o Corinthians mereceu. É por isso está na final”, disse o craque – que comentou torcer para o rival que o eliminou.

Leia mais: Lesões acarretadas pelo uso de smartphones estão mais frequentes

“Não tenho medo de falar: vou torcer para o Corinthians ser campeão. Quero que um time brasileiro vença a Libertadores”, comentou, apesar de o torcedor santista considerar o Corinthians seu principal inimigo.

Universidad de Chile e Boca Juniors decidem nesta quinta, em Santiago, quem será o rival dos corintianos na final. Na primeira partida, disputada em Buenos Aires, os argentinos venceram por 2×0. Se o ídolo do Santos comentou que torcerá para os brasileiros, o técnico Muricy Ramalho por sua vez voltou suas atenções para a próxima finalidade da equipe. “Agora vamos em busca do Brasileirão”, avisou ele, na entrevista coletiva concedida depois do jogo em São Paulo.

Defesa

O ídolo santista, Neymar, comentou que torcerá para os brasileiros, na final da Libertadores.

O técnico santista, mostrou-se incomodado com o resultado contra os corintianos.”Eles jogam bem se defendendo, mas têm dificuldades para atacar. Isso acontece. O futebol apresentado foi suficiente para eles irem à final”, avaliou.

Muricy, no entanto, parabenizou o adversário pela conquista.”Qualquer um dos dois passando estaria de bom tamanho. São maneiras diferentes de jogar. Cada um tem o seu estilo. O nosso é jogando para cima. O Corinthians joga mais atrás. Não sabemos marcar o tempo todo e não mudamos nosso estilo. O duro é perder com o adversário mandando no jogo, e não foi o que aconteceu.”

Leia também: Microsoft divulga seu novo sistema operacional

Por outro lado, os corintianos ficaram irritados com as críticas à sua estratégia após a partida. O volante Paulinho, procurou destacar o desempenho defensivo da equipe.”Esse é o nosso modo de jogar. Mas não é retranca”, avisou. “É que eles não conseguiram infiltrar nossa defesa e agora ficam falando nisso. Mas não me preocupo nem um pouco com o que eles estão falando. O importante é ir à final.”

Recomendados para você:

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL