Menu

Bem Estar

Atualizado em 24 de fevereiro de 2012, às 13:55
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Conjuntivite em cães: como tratar

Os cães também podem ter uma inflamação na conjuntiva, causando assim a conjuntivite, saiba como identificar este problema.
396914 cao ressaca Conjuntivite em cães: como tratarOs cães também ter pegar conjuntivite (Foto:Divulgação)

Quando animais domésticos como cães e gatos ficam expostos a ambientes onde há grandes chances de se obter doenças crônicas ou endêmicas, ou seja, doenças que podem durar por muito tempo ou que não tem mais a chance de melhora, é preciso tomar certos cuidados e observações.

Uma das doenças que atingem mais frequentemente os cães é a conjuntivite, que é uma inflamação na conjuntiva, sendo esta a mucosa responsável pela proteção dos olhos e que ficam rosadas quando estão saudáveis.

Existem várias formas de inflamação na conjuntiva, os germes e vírus podem causar uma das formas de inflamações, além de corpos estranhos que também podem entrar no olho do animal.

Lembrando que a cinomose, é uma doença que além de infeccionar pode ser transmitida para outros animais. Por isso o tratamento da conjuntivite deve ser feito imediatamente e sempre com a consulta de um médico veterinário, principalmente se outros animais viverem no mesmo ambiente que o animal doente.

Os três sintomas principais da conjuntivite são vermelhidão, que fica congestionada, fotofobia que seria grande sensibilidade à luz e o blefarospasmo que faz o olho do cão piscar várias vezes em pouco tempo. O conjunto desses sintomas faz com que o cão lacrimeje e que haja uma epífora, que é o escoamento contínuo de lágrimas sobre a face do animal.

396914 0olhos de cao Conjuntivite em cães: como tratarA conjuntivite também pode acometer os cães (Foto:Divulgação)

O corrimento ocular pode ser de três tipos: seroso, purulento ou mucoso. Essa doença acontece mais comumente com aqueles cães que ficam com a cabeça para o lado de fora quando o automóvel está em movimento, assim os corpos estranhos como poeiras podem entrar na mucosa e acabar inflamando a mesma.

Quando a conjuntivite estiver em sua fase inicial pode ser necessário apenas um colírio, mas com variações na quantidade de vezes ao dia. No entanto, caso a doença seja por causa de bactérias é necessário o uso de antibiótico.

Uma raça que tem propensão à conjuntivite do tipo folicular e o pastor alemão. Esse tipo de doença na conjuntiva é quando células responsáveis pela sua proteção se multiplicam em grandes quantidades, podendo chegar a um milímetro de diâmetro.

Para deixar seu pet sempre saudável, leve-o ao veterinário assim que forem percebidos alguns dos sintomas ditos acima, desta forma evita-se que o cachorro sinta muito mais incômodos nos olhos e que a doença possa progredir, deixando o animal infeliz e doente.

É preciso muita atenção e cuidados com seu animal de estimação, pois uma doença relativamente simples pode transformar-se em algo mais grave.