Você está em: MundoDasTribos > Notícias > Sustentabilidade > Conheça a larva que pode salvar o planeta

Conheça a larva que pode salvar o planeta

Conheça a larva que pode salvar o planeta e diminuir a poluição. Anualmente centenas de toneladas de plástico são dispensados em todo o planeta, colocando em riscos o nosso ecossistemas. Só nos Estados Unidos, por exemplo, somente 10% desse plástico descartado anualmente será reciclado.

Conheça a larva que pode salvar o planeta (Foto: Divulgação)

Saiba mais informações sobre: Como descartar lâmpadas usadas

Conheça a larva que pode salvar o planeta

Conheça a larva que pode salvar o planeta e ajudar na reciclagem de plástico. Uma equipe de cientistas da Universidade de Stanford, da Califórnia, acaba de mostrar um estudo que sugere uma solução a curto próximo para o grande problema que é a contaminação de plástico, substância que pode levar centenas de anos para se decompor e sumir do nosso planeta.

Larva que podem salvar o nosso planeta (Foto: Divulgação)

Larva de besouro

A solução para acelerar a decomposição do plástico está em uma pequena larva de besouro conhecida como bicho-da-farinha (Tenebrio molitor). Os cientistas descobriram que essa larva consegue se alimentar de isopor, ou poliestireno expandido, que é um plástico não biodegradável.

Saiba mais informações sobre: Decoração com material reciclado: dicas, ideias

 

O ciclo da reciclagem (Foto: Divulgação)

Decomposição natural

Os estudiosos descobriram que esses insetos fazem com que a metade do isopor que consome virem dióxido de carbono e a outra metade em excremento como fragmentos decompostos.

Larva pode ajudar na decomposição de plástico (Foto: Divulgação)

Larvas sem saúde comprometida

As larvas que podem salvar o nosso planeta da poluição e dos males do plástico não passam mal ao consumir plástico. Ou seja: essas larvas transformam em uma potencial arma de reciclagem de resíduos plásticos. O segredo dessas larvas que comem plástico está nas bactérias que elas têm em seus sistemas digestivos, com possibilitam a decomposição do plástico.

De acordo com os autores do estudo, que contaram com a participação de cientistas chineses e cujos resultados foram publicados na revista Environmental Science and Technology. Esse estudo é inovador por se tratar da primeira vez em que se obtém provas detalhadas da degradação bacteriana de plástico no intestino de um animal.

Recomendado para você
Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *