Search

Compressas quentes, frias e mistas: entenda quando usar

Dicas de como e quando utilizar os tipos de compressas quentes, frias e mistas.
Google plus

A compressa feita com gelo é mais indicada em casos de traumatismos, ou seja, quando levamos uma pancada ou quando sofremos uma queda que leva a uma lesão do tipo fechada. Esses locais podem inchar (edema) e também apresentar coloração arroxeada, o que chamamos de hematomas. Exemplo,  quando alguém bate a cabeça, formando um galo. Ao colocarmos compressa fria o inchaço não aumentará e a dor diminuirá.

Quando a pancada for numa articulação a compressa fria ajuda a melhorar a movimentação do membro.
O gelo tem uma ação anestésica, por isso diminui a dor, o inchaço e o hematoma que aparecem no local. O ideal é utilizar a compressa fria em até 48 horas depois da pancada. Ela deve ser feita três vezes ao dia com duração de no máximo 10 minutos contínuos.

É muito importante lembrarmos que não se deve colocar o gelo diretamente sobre a pele, pois pode causar danos. O ideal é envolvermos os gelos em um pano, toalha ou plástico e assim colocarmos a compressa no local afetado.

Quando utilizar compressas quentes?

Já no caso das compressas quentes o objetivo é diferente das compressas frias. Ela deve ser feita depois de 48 horas do acontecimento da lesão. Funciona como uma segunda etapa do tratamento após a pancada. O calor da compressa aumenta a circulação do local melhorando a cicatrização e diminuindo a inflamação. Ao aumentarmos o aporte de sangue para o local do ferimento, aumentamos as células que fazem a reparação do tecido e com isso a recuperação se torna mais rápida.

Outra propriedade do calor é o fato dele relaxar a musculatura onde é aplicada a compressa, diminuindo a tensão e a dor. Esse tipo de terapia é mais indicado em caso de dores em músculos e juntas como artrites e em cólicas.

É importante lembrar que em caso de dores de dente o ideal é fazermos bochechos com água quente e não colocarmos as compressas pelo lado de fora do rosto, pois se houver infecção pode formar fistulas. As compressas do lado de fora “puxam” a infecção para o rosto.

Tome muito cuidado ao colocar a toalha em contato com a pele. Verifique se a temperatura não está alta demais, pois pode causar ferimentos. O ideal é que seja um calor confortável.

A forma de ser feita é a mesma que a da compressa fria, por dez minutos e duas a três vezes ao dia.

Quando fazer compressas mistas?

Existe um tipo misto de terapia com compressas, que é mais indicado nos casos de cirurgias ortopédicas ou após a imobilização de membros (como quando utilizamos gesso por algum tempo). Essa fisioterapia é feita de forma alternada. Primeiro se coloca a compressa fria no local da lesão, deixa ali por alguns minutos e muda para compressa quente. Essa alternância funciona como uma bomba estimulando a circulação da região afetada, que normalmente se encontra mais lenta que o comum.
Uma forma de fazer as compressas é utilizando bolsas de água quente ou água fria. A vantagem de utilizar essas bolsas é que elas mantém a temperatura por mais tempo se comparado com as toalhas molhadas.

Dessa forma, procure a melhor opção sempre buscando orientação do seu médico.


Google plus


Compartilhe suas ideias! Deixe um comentário...

Antes de enviar um comentário, verifique seu conteúdo. Comentários que violem os Termos de Uso e Condições de Navegação do Portal mundo das Tribos e as leis em vigor poderão ser removidos pelo Portal Mundo das Tribos, sem prejuízo da adoção das medidas legais cabíveis pelo Portal.

Política de privacidade
Termos de uso e condições do site


Top