Tecnologia

Como identificar emails falsos

Por Andre

Na hora de aplicar golpes em internautas, visando o roubo de dados pessoais e dinheiro, os criminosos virtuais assumem o papel de funcionários de lojas online, bancos, Correios, Receita Federal, operadoras de TV por assinatura e telefonia e vários outros tipos de órgãos públicos e empresas.

Em busca de atrair internautas descuidados, os criminosos virtuais têm utilizado e-mails falsos em nome até dos Correios (Foto: Divulgação)

Normalmente, eles enviam uma mensagem supostamente verdadeira, em nome de instituições e empresas como as citadas acima, pedindo aos destinatários para atualizar seus dados cadastrais, alterar senhas ou instalar novos aplicativos para ter acesso mais rápido aos serviços online oferecidos.

Achando que se trata de mensagens verdadeiras, uma boa parte dos destinatários acaba caindo no golpe do falso e-mail e tendo uma série de prejuízos, tanto morais quanto financeiros. Para não ser mais uma vítima dos cibercriminosos, que estão cada vez mais criativos, é preciso saber como identificar e-mails falsos.

Identificando e-mails falsos

A Receita Federal, o TSE e o SPC também costumam ser usados pelos cibercriminosos (Foto: Divulgação)

Ávidos por roubar o maior número possível de internautas, os cibercriminosos enviam grandes quantidades de e-mails falsos. Por causa disso, geralmente eles não se preocupam em escrever corretamente o texto da mensagem, que normalmente vem cheio de erros de português, como falta de pontuação, acentuação e concordância. Esse pode ser o primeiro sinal de que algo está errado.

No caso dos e-mails falsos de banco, o cuidado deve ser em dobro, pois as suas economias estão em jogo. Nesse caso, os fraudadores podem pedir que você faça alguma transação em até 24 horas, sob o risco de encerramento da conta; solicitar a instalação de um novo aplicativo de home banking; pedir a confirmação de dados; ou solicitar a desativação do módulo de segurança.

De maneira geral, nenhuma dessas ações são solicitadas pelos bancos através da internet. Por isso, desconfie sempre que receber algum e-mail de banco, nunca clique em links mostrados neles e não baixe programas sugeridos nas mensagens. Se for o caso, entre em contato com o seu gerente e verifique a veracidade da mensagem.

Outra dica interessante é ficar atento ao endereço de e-mail do remetente, para verificar se ele realmente veio do banco, da loja ou daquela instituição que afirma ser, além de confirmar se a mensagem foi enviada para mais de um destinatário ou apenas para você, principalmente os e-mails de bancos. É que eles nunca utilizam grupos de destinatários no campo “Para”.

Outras dicas para identificar e-mails falsos

Mas a maior quantidade de e-mails falsos é enviada em nome dos bancos (Foto: Divulgação)

Mensagens informando que o seu nome foi incluído no SPC, solicitando a confirmação de compras online que você nunca fez ou informando a respeito de serviços que não foram utilizados podem ser também fortes indícios de e-mails fraudulentos.

Caso as mensagens de bancos contenham encurtadores de link, como Bit.ly e Migre.me, também desconfie e apague os e-mails imediatamente, pois eles podem indicar a prática de phishing, levando o internauta a acessar sites falsos.

Além de ficar atento a essas dicas para identificar e-mails falsos, não deixe de manter sempre atualizado o seu antivírus preferido, para proteger o computador e os seus dados pessoais em caso de instalação de algum programa malicioso.

Recomendado para você
Tecnologia

QR CODE: O que é, como funciona

Tecnologia

Como criar um QR Code

Tecnologia

Simulador de Corte de Cabelo

Tecnologia

Facebook login, como entrar no facebook.com.br

Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *