Você está em: MundoDasTribos > Notícias > Serviços > Como funciona a portabilidade bancária

Como funciona a portabilidade bancária

A portabilidade bancária é lei no Brasil desde 2006 (Foto: DIvulgação)

Antes de abrir uma conta no banco é necessário avaliar o valor das tarifas, e diante de uma comparação, escolher qual instituição financeira melhor lhe atenderá. Mesmo com diferenças no valor cobrado em taxas, algumas pessoas preferem continuar mantendo a conta bancária mais antiga, pois acreditam que o tempo em que são clientes de uma mesma instituição interfere em vários fatores, como por exemplo, na hora de acionar uma linha de crédito. Outro item que faz o cliente manter uma conta, por muitas vezes insatisfeito, é a informação que consta no talão de cheque, que informa que ele possui conta no banco há muitos anos, o que atrai maior credibilidade ao utilizar o cheque como forma de pagamento.

Para dar mais liberdade de escolha aos consumidores de serviços bancários, os correntistas podem utilizar a portabilidade bancária, que possibilita ao cliente a realização de transferências de dívidas, contas-salários, saldos, entre outros benefícios, como continuar contendo no cheque a informação que é cliente de um banco por anos. Essa alternativa que pode facilitar a sua vida, está em vigor desde 2006.

Os clientes devem solitar a mudança no banco de origem (Foto: Divulgação)

A resolução 3.401/06 determina que o cidadão possa trocar de instituição financeira em que recebe a remuneração mensal, desde que a modalidade da conta seja salário. O banco, por sua vez, é obrigado a transferir o seu dinheiro no mesmo dia do seu recebimento para uma conta-corrente ou poupança da preferência do consumidor. Essa transferência não implica encargos adicionais para o cliente.

Se você quer trocar de banco e estiver dentro das especificações legais da lei, que regulamenta a portabilidade bancária, basta procurar uma instituição bancária onde você possui a conta a ser portada e solicitar ao gerente que faça os procedimentos para que a portabilidade aconteça. O empregador não precisa ser notificado da transferência. O ideal é que o consumidor faça a solicitação por escrito e que entregue ao banco, que por sua vez, deve emitir um comprovante de ciência, onde deve constar também o compromisso de transferir o valor para a instituição bancária solicitada pelo cliente e a data que a portabilidade passará a vigorar.

A portabilidade é válida para conta-salário (Foto: Divulgação)

No caso de constar débitos, a lei bancária permite que o consumidor transfira um saldo devedor de uma instituição para outra, que ofereça melhores condições contratuais. Quando a portabilidade ocorre, o banco paga o valor da dívida para a instituição de onde o cliente vem e passa a ser responsável por receber os valores que a pessoa deve. A instituição financeira deve firmar um contrato novo com o cliente que efetuou a portabilidade bancária. Antes de existir a portabilidade, o cliente precisa pagar o IOF e quitar a dívida antes de trocar de banco, pois a conta deveria ser encerrada para não gerar mais encargos.

Recomendado para você
Serviços

Manilhas de Concretos Preços

Serviços

Saiba Como Consultar PIS PASEP Sem sair de Casa

Serviços

Minha Casa Minha Vida, Salto SP: Inscrições

Serviços

Site Ricardo Eletro, www.ricardoeletro.com.br

Comentários
  1. geralda soares krettli disse:

    como faço quero trocar meu pagamento de beneficio de banco…..
    obrigada…

  2. ariana torres disse:

    gostei tbm da portabilidade

  3. paula de carvalho disse:

    Boa noite gostaria de saber se a portabilidade bancária ainda está vigorando em 2013, pois meu esposo solicitou a transferência da conta do Santader para a Caixa Econômica e foi informado que não é mais possível. Por favor ficarei grata se poderes me dar esta informação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *