Você está em: MundoDasTribos > Educação > Cursos > Como Evitar Bullying Nas Escolas

Como Evitar Bullying Nas Escolas

Por Redacao

Atualmente, os atos de violência nas escolas públicas e privadas de todo o mundo, passam por transformações sérias, que podem exigir uma maior intervenção dos responsáveis por crianças e adolescentes no sistema educacional. Com um notório crescimento, a prática de violências estudantes no ambiente escolar ganhou tanta repercussão que o termo referente acabou por se consolidar e estar sendo frequentemente levantado em questão, para possíveis soluções e, principalmente, prevenções. Trata-se do bullying.

A violência física, verbal, e até mesmo a virtual, estão presentes entre os estudantes, quando algum aluno, ou grupo deles, resolve intimidar, ou até mesmo agredir outro jovem. Em uma época que a informação é rapidamente divulgada, é comum encontrar casos de bullying que são retratados na internet, tanto por motivos de propagação para alertar sobre o perigo, quanto para a prática do próprio buylling virtual, em que um indivíduo utiliza a internet para ofender outro(s).

O assunto entrou ainda mais em voga por dois casos recém-ocorridos. O primeiro deles, através de da divulgação de um vídeo que foi mundialmente visto e ficou conhecido como um urgente alerta para a atenção dos responsáveis, pais e corpo docente, com relação ao que acontece com as crianças dentro e fora das escolas. Casey Heynes, um garoto australiano, hoje é chamado de Zangief Kid, referência direta a um personagem de jogos de lutas, por se opor às sofridas gozações de outras crianças na escola e revidar. Isso mobilizou muitas pessoas que se identificaram ou se solidarizaram com o ocorrido.

Um ocorrido mais extremo foi o caso do atirador de Realengo, onde o jovem Wellington Menezes de Oliveira, atirou contra diversas crianças na Escola Municipal Tasso de Silveira, no Rio de Janeiro. Ainda que tenha mostrado possível desequilíbrio psicológico em diversas de suas manifestações (cartas escritas a próprio punho e vídeos), Wellington cita o bullying, ainda que tenha negado tal justificativa para seus atos.

E com todos estes casos na mídia, fica a questão: como evitar o bullying nas escolas? A verdade é que não há uma fórmula que garanta a não ocorrência de tais atos, no entanto, diversas entidades e profissionais se mobilizam para proporcionar práticas e dicas no intuito de evitar este tipo de violência. A extinta Abrapia (Associação Brasileira Multiprofissional de Proteção à Infância e Adolescência), por exemplo, elenca algumas sugestões para que se tentar manter um ambiente pacífico e tranqüilo em uma escola. O diálogo continua sendo uma prática simples que pode gerar resultados positivos. A conversa, franca e atenciosa com alunos, permite que eles falem dos problemas que os afligem, abrindo portas para as propostas de soluções. Ouvir as reclamações e sugestões pode mostrar não somente respeito, como incentivar a criança a ser crítica e analítica. Para os casos de qualquer tipo de violência, deve-se estimular aos estudantes que os informe aos responsáveis pela instituição.

Estimular e valorizar as atitudes dos estudantes no combate ao bullying também pode ser uma boa prática, assim como criar um sistema com regras de comportamento, de acordo com as normas da escola, para que todos os estudantes o sigam, visando combater a violência.

Recomendado para você
Cursos

Encceja 2017, Inscrições

Cursos

Site – freire.mec.gov.br Plataforma Freire MEC Inscrições

Cursos

Cursos de Qualificação Gratuito em Vitória

Cursos

Curso de Gramática Imparh: Saiba como se inscrever

Comentários
  1. kassandra disse:

    adorei obriga o que eu teinho para diser é q nós devemos para com o bullyng das escolas com qualquer pessoa seja branca negra amarela ou de outras cores o q enporta é tratar as pessoa como elas devem e nao chingando e batendo;obrigada agradece a kassandra sena gatinha

  2. estefani disse:

    adorei concordo com a kassandra ela falou muitas coisas certas que devemos respeita obriga!

  3. rafaela disse:

    eu apoio a luta contra o bulling por que eu fui vitima por causa do meu sobre nome que e sardo cipriano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *