Você está em: MundoDasTribos > Notícias > Educação > Como fazer uma síntese – Aprenda a maneira certa!

Como fazer uma síntese – Aprenda a maneira certa!

Para saber como fazer uma síntese primeiramente é necessário saber o que é uma SÍNTESE. Síntese nada mais é que um “Resumo de qualidade”. Uma síntese consiste em tirar os pontos principais de um texto (artigos, livros e semelhantes) e “sintetizar” em um texto menor e mais direto onde terão apenas as idéias principais e mais importantes do texto.

Como fazer uma síntese
Como fazer uma síntese? Ler vários livros sobre o seu tópico escolhido é o primeiro passo (imagem ilustrativa)

Como fazer uma síntese

Para fazer uma síntese você precisa entender alguns pontos importantes e nós vamos colocar isso por partes para que você possa entender a maneira correta de fazer a sua síntese. A partir de agora você terá uma leitura pela frente que merece ter toda atenção, vamos procurar resumir para que o artigo não fique tão cansativo enjoativo de se ler. Aprenda agora fazer a sua síntese passo a passo.

A primeira coisa que deve se perguntar é: como fazer uma síntese? Bom para fazer a sua síntese você precisará avaliar coisas importantes desde o início, o meio e claro a maneira como irá concluir a sua síntese.

É muito importante e para cada passo na construção da síntese você deve se atentar aos pequenos detalhes, dessa forma ela será uma síntese de fundamento ecológica dentro do assunto que você quer defender.

Avaliar o tópico

Avaliar e entender o conceito da síntese é o primeiro passo. Nesse primeiro passo você deve focar um objetivo e fazer conexões de forma criteriosa entre as partes de um ou vários trabalhos, tudo isso para que a meta final da sua síntese possa ser apresentada e com suporte de bons argumentos sobre o tópico. Escolhido

Ao se tratar disso ao pesquisar um tópico você deve procurar conexões que possa estruturar e criar uma perspectiva de forma sólida sobre o assunto escolhido por você. Dessa forma podemos caracterizar os tipos de síntese da seguinte forma:

  • Síntese argumentativa
  • Síntese crítica
  • Síntese explicativa

Essas são as três formas principais para se fazer uma síntese, de forma resumida são três tipos de síntese que você pode fazer. Mas o que é cada síntese dessa?

Como fazer uma síntese
Avaliar de forma cuidadosa cada parágrafo do texto, imaginar-se dentro da leitura, esse é ó ponto de focar suas ideias (imagem ilustrativa

Síntese argumentativa

É um tipo de síntese que possui declaração de tese, onde apresenta de forma forte o ponto de vista do autor. Esse tipo de síntese também organiza informações de maneira relevante e lógica, o qual é obtido através de pesquisas que possam apoiar o ponto de vista da própria tese em si. Geralmente esse tipo de síntese é usado em informativas para negócios conhecidos como posicionar Dores que normalmente usam esse formato.

Síntese crítica

A síntese crítica é escrita normalmente como um texto preliminar a síntese argumentativa. Porém a síntese crítica é, uma discussão daquilo que foi escrito sobre um tópico específico que contém análise crítica das Fontes consultadas. As áreas de Ciências Sociais e medicina usam muito esse tipo de tese.

Síntese explicativa

Atitude explicativa é escrita de forma que possa auxiliar os leitores a compreender um determinado tópico e categorizar fatos por apresentar e aprofundar o conhecimento do leitor. Ao contrário das outras sínteses, assim que diz tu me cativas não defende um ponto de vista em especial. Esse tipo de tese é comumente utilizado em negócios que adotam esse tipo de escrita.

Agora você viu quais são os três tipos de síntese e como elas são propostas para ser feita. Porém você deve escolher atentamente e qual o tipo de síntese você deseja fazer e com qual objetivo, para que ao desenvolvê-la você não fique perdido no meio do caminho e consiga terminar de forma correta e coerente com o tópico assim escolhido.

Mas o que dizer de uma síntese de um texto artigo livro outro? Nesse caso deve preocupar em consistir em reproduzir exatamente o que o autor expressou, porém de uma forma mais ampla. Dessa forma é considerado apenas pontos principais que foram abordados pelo autor. É importante notar que fazendo dessa forma você irá dispensar tudo aquilo que não for necessário ou seja secundário.

Como fazer uma síntese
Sintetize, argumente, explore, abra caminho para novos horizontes. (imagem ilustrativa)

Escolher um tópico para síntese

Talvez esse seja o ponto mais difícil ao elaborar a síntese escolher o tópico! As ideias, os tópicos, o cotidiano traz muitas ideias do que seria adequado para poder iniciar uma síntese que possa ser feita de forma bem elaborada, dinâmica e que ainda possa abranger de forma Clara o que o autor deseja.

Mas é importante afirmar que ao escolher o seu tópico você deve reunir várias Fontes condizentes exatamente com aquilo que você quer expor em sua tese. Se porventura, utópico da tese em questão for de livre escolha procura fazer várias leituras que possa ajudar você decidiu o que escrever, como escrever e claro como concluir de forma condizente.

Ler rigorosamente suas fontes para síntese

Antes de escolher a sua síntese conforme dizemos um pouquinho acima, é vital importância que você leia todas as suas fontes de uma forma rigorosa e se preciso leia mais uma vez. Ter a certeza do que você leu e entender corretamente é a principal metodologia para poder ter uma síntese de forma correta.

Para isso é importante que escolha pelo menos três fontes para o trabalho, claro que você pode escolher apenas duas, mas para tudo isso você deve levar em consideração o tempo que será gasto e o tempo disponível que você tem para poder fazer tanto a pesquisa como a escrita.

Procurar por matérias sempre dentro das fontes que possam ser relacionadas com a razão para escrever tudo seu trabalho, falando de forma da síntese escolher o seu argumento.

Lembre-se que a sua síntese baseia naquilo que você quer comentar, provar, explicar ou até mesmo criticar determinados pontos para que ela possa ser também uma síntese leve e clara, que possa atrair as pessoas para o que você quer apresentar.

Veja esse vídeo de como fazer uma Síntese bem simples explicada com detalhes que você não pode perder.

Desenvolver declaração de tese

Depois que você leu suas fontes é importante agora desenvolver a sua opinião ou uma opinião sobre o assunto.

Deve-se lembrar que sua tese será a ideia principal na hora de apresentar, cobrir o tópico e mostrar o seu ponto de vista sobre o assunto é importante conforme foi dito um pouquinho acima.

Conforme for o texto, sua declaração pode ser a primeira frase do trabalho ou a última do primeiro parágrafo. Por exemplo, as mensagens.

Ler materiais atentamente para encontrar item que após sua tese

Ler várias vezes os materiais, que você tem para fazer a sua tese é muito importante pois você deve encontrar pontos principais os quais poderão apoiar de forma unânime a sua tese. Na construção da tese ter pontos de apoio é muito importante para que ela possa ser caracterizada como uma síntese construtiva.

  • Terá total liberdade em como ordenar ou organizar as ideias. Tratará de vários textos, acentuará por colocar seu confronto de ideias e não ao reconstituir de forma exaustiva as ideias.
  • Ao ler o texto de sua pesquisa procure e sublinhar as partes mais importantes que você irá sintetizar e anote-os.
  • Extraia somente os pontos principais, ou seja, palavras chaves essas que serão relatados na sua síntese.

Um resumo de como fazer a sua síntese pode ser da seguinte forma: Procure sempre usar um nível de linguagem igual do autor, sempre redija sua síntese na terceira pessoa do singular, seja claro e objetivo. Não faça análise mais aprofundados do conteúdo basta apenas que você sintetize de uma forma simples, original, coerente e que possa ser apoiada pelas suas fontes.

Qual o resumo de como fazer sua síntese? A resposta é: Síntase é oferta de um tema que desperta ou não o interesse de irá ler. Onde poderá ou não nascer a vontade de ler o texto original. Com a Síntese você trabalhará com vários textos, ou não.  Irá apresentar sempre como 3ª pessoa para indicar o nome do autor ou dos autores.

Outros pontos e explicativa sobre como fazer Síntese

Muitos se perguntam qual seria a diferença entre uma síntese e um resumo. Basicamente, eles não têm diferenças. Quando se pega um livro, uma tese, um artigo ou qualquer outro tipo de texto, a fim de resumi-lo, está-se fazendo uma síntese, condensando as suas principais ideias e transcrevendo-as num outro texto menor, porém com seus pontos principais mantidos.

Este tipo de construção ainda causa muita confusão entre as pessoas e muitas delas, inclusive, confundem-na com uma resenha. A seguir, veja algumas dicas para escrever uma síntese e aprenda a usá-la, a ser favor.

Como sintetizar ideias

Por maior que seja um texto, sempre existem formas para sintetizá-lo. É bem verdade que, quanto mais extenso for, maior poderá ser o seu resumo. Porém, a sintetização de um assunto pode transformar qualquer tipo de texto em algo bem menor e mais fácil de ser consultado, futuramente. A síntese (ou resumo) está entre as formas de memorização para estudar, inclusive. Pega-se um livro, lendo-o de “cabo a rabo”, com muita atenção e ressaltando seus pontos principais. Pode-se, a propósito, grifar palavras frases, fazer anotações, etc.

Tudo isso deve ser feito com muita atenção. Caso o leitor não compreenda alguma coisa, é preciso sanar a dúvida pois, muitas vezes, esta dúvida pode ser a ideia-chave de um assunto e isso pode prejudicar o entendimento do restante do texto.

Mais dicas para fazer a síntese

Primeiramente, é preciso ter em mente que a síntese não pode ter palavras ou passagens meramente copiadas do texto original. Quem está sintetizando um assunto deve reescrevê-lo com suas próprias palavras. Por outro lado, é extremamente importante que as ideias originais sejam mantidas, ou seja, não se pode adicionar opiniões próprias no resumo, de forma a mudar a essência das ideias do autor.

É importante fazer uma introdução do assunto, citando também o autor resumido. Tudo isso, porém, com suas próprias palavras. Utilize-se das ideias mais importantes, grifadas anteriormente, estruturando o seu próprio texto. Ao fazê-lo, não use a primeira pessoa, ou seja, a síntese deve ser feita em terceira pessoa, pois deve ser imparcial e objetiva. Não é obrigatório manter a ordem das ideias idêntica à do texto original, mas é preciso ter coerência, ao organizá-las.

Fazer sínteses é uma ótima forma de guardar mais informações sobre determinados assuntos, relembrando-os no futuro. Ela está, também, entre as indicações para quem está estudando para concursos públicos. Aprendeu como fazer uma síntese? Faça-a, com atenção, usando-a a ser favor.

Recomendado para você
Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *