Menu

Notícias

Atualizado em 6 de setembro de 2013, às 11:15 por Carol Vergel ()
Você está em: MundoDasTribos > Como Acabar com as Manchas

Para tratar das manchas o ideal é procurar um dermatologista, onde se costumam prescrever diversos tipos de ácidos clareadores para reduzir as manchas e como preparação da pele para o peeling.

O inverno é uma excelente época para cuidar da pele, principalmente para fazer tratamento de manchas. Existem vários tipos de manchas que podem ocorrer por diversos motivos. Vamos conferir abaixo os tipos de manchas e suas causas, assim como também os tratamentos.

839 como acabar com as manchas 300x300 Como Acabar com as ManchasExistem vários tipos de tratamentos para manchas. (Foto: divulgação)

Tipos de manchas

  • Sardas: são manchas castanho-claras ou escuras e são causadas após a exposição UV e principalmente após a queimadura solar. Elas costumam ser mais freqüentes em pessoas de pele clara, cabelos loiros e ruivos. Atinge principalmente a face e membros superiores. Acentua-se no verão e melhoram no inverno.
  • Melanose solar ou senil: é causada por uma ação acumulativa da luz solar na pele, após décadas de vida. São manchas de até 1,5 cm de diâmetro, castanhas, aparecem no dorso das mãos, antebraços e face.
  • Melasma ou cloasma: Atinge o rosto, é mais freqüente em mulheres com mais de 25 anos, aparecendo após a gravidez ou terapia hormonal. Mas, também podem atingir jovens que nunca estiveram grávidas ou que nunca receberam hormônio. Homens também podem ser afetados por este tipo de mancha.
839 como acabar com as manchas. 1jpg 300x300 Como Acabar com as ManchasProcure um dermatologista para saber qual é o tratamento indicado para o seu caso. (Foto: divulgação)

Tratamento para manchas:

Para tratar das manchas o ideal é procurar um dermatologista, onde se costumam prescrever diversos tipos de ácidos clareadores para reduzir as manchas e como preparação da pele para o peeling, que é o processo de descamar ou esfoliar a pele.

É necessário preparar a pele algumas semanas antes para iniciar o tratamento, e isto inclui uma boa hidratação, a eliminação ou redução de manchas preexistentes e diminuição suave da espessura da camada córnea, que é conquistada com a aplicação de cremes à base de ácido retinóico e hidroquinona. Tanto na fase de preparação como no pós peeling a fotoproteção é essencial, com um fotoprotetor mínimo de FPS 30.

Intensidade do peeling

  • Superficial: É o feito na camada mais externa da pele, a epiderme e em intervalos que variam de uma semana a 15 dias, numa série de 5 peelings. Na maioria das vezes não ocorrem complicações.
  • Médio: Remove parcial ou totalmente a epiderme, atingindo a parte superficial da derme.
  • Profundo: Remoção da epiderme é total e atinge até o nível médio da derme. Pode ocorrer complicações maiores nesse tipo de peeling. O peeling profundo é um pouco dolorido e a pessoa fica impedida de sair de casa por uns 3 a 4 dias por causa da descamação intensa.

Tipos de peeling

  • Químico: Produtos químicos são usados para fazer esfoliação da pele. Os produtos mais utilizados são: Ácido retinóico, Ácido glicólico, Ácido tricloroacético, Ácido salicílico, Pasta de resorcina, Ácido pirúvico e Fenol.
  • Mecânico: Conhecido como peeling de cristal, consiste numa microdermoabrasão da pele com cristais, removendo as células mortas e resultando em uma pele com mais brilho. É usado no tratamento de cicatrizes de acne, estrias, manchas e para dar viço à pele.
  • Laser ou luz pulsada: O Quantum é uma luz intensa e não um laser. É utilizado para remoção de manchas e vasos na face. Trás ótimos resultados para manchas senis, manchas no pescoço e melasma.

Os lasers utilizados para eliminar manchas são: Argônio, DYE Corante, Rubi. O laser é doloroso e por isso pode haver necessidade de se utilizar algum tipo de anestésico.

E nunca se esqueça que para realizar qualquer procedimento para acabar com as manchas é importante buscar por profissionais da área, dermatologistas que são aptos para realizar esse tipo de trabalho. Seria interessante procurar por membros da Sociedade Brasileira de Dermatologia ou Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.