Menu

Saúde

Atualizado em 16 de julho de 2009, às 15:39 por Redacao
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Combate a Diabetes Com Feijão

feijao 2 Combate a Diabetes Com Feijão

As propriedades do feijão são importantes para a saúde do organismo. Estudos revelam que suas proteínas inibem o processo de digestão do carboidrato e retarda a absorção de açúcares no sangue. Isto é um grande benefício para combater a formação da diabetes, e capaz de reverter à deposição de gordura no fígado.

O nome cientifico do feijão é vigna unguiculata, mas pode ser conhecido como feijão-caupi, feijão-de-corda, feijão-fradinho.
Na mesa ou no laboratório de pesquisa, vai longe a história desse feijão. O feijão-de-corda veio da África e chegou ao Brasil no porão das caravelas. O grão de origem africana foi trazido pelos colonizadores portugueses e espanhóis.

Como outros tipos de feijão, o caupi também é rico em fibras, ferro e vitaminas. Testes realizados em forma de três dietas: uma normal, outra com os grãos triturados e uma terceira só com a proteína do feijão isolada foram realizados por nutricionistas. Os hamsters escolhidos estavam com excesso de gordura no sangue.

A alimentação rica em gordura saturada aumenta os níveis de colesterol no sangue. Depósitos gordurosos vão se formando nas artérias e no fígado que, sobrecarregado, começa a trabalhar mal na limpeza do organismo e este acúmulo de gordura pode ser fatal.

Como a maioria dos grãos, todos os feijões ajudam a reduzir o colesterol, mas o resultado da dieta com o feijão-de-corda integral foi excelente.
Nos animais alimentados com a proteína do feijão-de-corda isolada, a redução do colesterol total no sangue foi de 22%. É maior ainda naqueles que comeram os grãos triturados, o que os pesquisadores chamam de feijão integral. Nesse caso o colesterol despencou 54%.

Além da proteína, ele tem outros componentes que vão somar nesse efeito redutor de colesterol. Com certeza, a fibra do feijão integral ajuda também. O fígado do grupo que recebeu o feijão integral e a proteína isolada ficou bem limpo. Essa proteína foi capaz de reverter a deposição de gordura no fígado, porque foi observado, pelas lâminas, que os depósitos desapareceram no final do estudo.

Para conseguir um resultado tão bom assim, seria preciso comer muito feijão, umas seis conchas por dia. Por isso, os pesquisadores querem investir na proteína isolada, que poderia ser acrescentada em vários produtos pela indústria de alimentos. O isolado de proteína será usado na próxima etapa da pesquisa com pacientes de colesterol alto. Até lá, vale a pena incorporar o feijão-de-corda à dieta.

O consumo de feijão vem caindo muito nos dias de hoje. As pessoas estão reduzindo o carboidrato e o feijão, que é fonte de proteína. É importante manter o consumo de feijão, porém não basta comer o feijão, é preciso uma dieta equilibrada e praticar exercícios.

Com essas dicas você pode se livrar de problemas futuros e ter uma vida cheia de saúde!

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.