Menu

Saúde

Atualizado em 17 de julho de 2012, às 13:20
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Clareamento dental: riscos

Saiba mais sobre os clareamentos dentais e os riscos que proporcionam aos dentes, quando usados sem orientação profissional adequada.
487268 Para ter um sorriso branco e bonito é necessário visitar periodicamento o dentista para avaliar a saúde dos dentes Clareamento dental: riscosPara ter um sorriso branco e bonito é necessário visitar periodicamento o dentista para avaliar a saúde dos dentes. (Foto: Divulgação)

O clareamento dental é cada vez mais procurado e aplicado em consultórios odontológicos, porém ainda existem muitas dúvidas no que diz respeito à eficácia e segurança dos produtos utilizados. Algumas pessoas acreditam que esse procedimento seja prejudicial aos dentes ou ao esmalte dos dentes. Saiba mais sobre os riscos do clareamento dos dentes.

Clareamentos dentais

Os clareamentos dentais são feitos através de produtos químicos que são aplicados nos dentes com o intuito de deixá-los mais brancos. Há alguns anos somente as populações de classe média e alta tinham acesso a esse tipo de tratamento, pois era um procedimento caro. Porém, essa técnica está cada vez mais popular devido ao custo estar cada vez menor.

O uso de produtos clareadores sem prescrição tem preocupado muito os especialistas em odontologia de todo o Brasil, pois o que era para ser tratado como um método para deixar os dentes mais saudáveis e bonitos, tem causado problemas a eles.

Muitos produtos de clareamento são vendidos sem prescrição do dentista e podem causar sérios problemas à saúde dos dentes das pessoas. Por isso é muito importante que esse procedimento seja realizado somente por um especialista.

Saiba como evitar que os dentes fiquem amarelos.

487268 O clareamento dental é uma ótima opção quando feito por um profissional especializado Clareamento dental: riscosO clareamento dental é uma bom quando feito por profissional especializado.(Foto: Divulgação)

Composição dos produtos de clareamento

Os produtos de clareamento são feitos a base de peróxido de hidrogênio (água oxigenada) e peróxido de carbamida e normalmente são apresentados nas formas líquidas ou gel.

Esses produtos são aplicados na superfície dos dentes e penetram na estrutura dentária, onde provocam uma reação química que leva a produção de substâncias clareadoras.

Riscos do clareamento dental

  • As pessoas que utilizam essa técnica sem orientação de um profissional fazem a aplicação exagerada do produto e deixam por muito tempo em contato com os dentes e isso pode causar sérios problemas;
  • Quanto mais concentrada a solução e maior o tempo de uso, maiores são os riscos de surgirem efeitos colaterais como a hipersensibilidade e irritação nas gengivas;
  • O uso inadequado desses produtos pode também causar danos ao esmalte do dente, restaurações e até próteses usadas pelo indivíduo;
  • Esse tipo de procedimento deve ser evitado em crianças e adolescentes ou somente aplicado sob orientação profissional, pois quanto mais jovens, maiores são as chances de peróxido de hidrogênio penetrar a polpa dos dentes e causar danos a ela;
  • O clareamento inadequado pode causar destruição do esmalte dentário, tornando os dentes mais sensíveis e propícios as cáries e gengivites.

 Saiba como evitar as manchas nos dentes. 

487268 O clareamento dental pode causar problemas ao esmalte e polpa dos dentes Clareamento dental: riscosO clareamento dental pode causar problemas ao esmalte e polpa dos dentes.(Foto: Divulgação)

Os clareamentos dentários podem ser muito eficazes para a estética dos dentes, porém devem ser aplicados somente sob orientação e cuidados de um especialista, no caso o dentista. Existem alguns produtos que são vendidos indiscriminadamente e que podem causar sérios problemas à saúde dos dentes, como destruição do esmalte e até da polpa. Portanto, antes de fazer o clareamento consulte seu dentista para melhor avaliar o caso.

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.