Menu

Cirurgia Plástica

Atualizado em 30 de janeiro de 2012, às 8:25
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Cirurgias plásticas depois da redução de estômago

Submeter-se à cirurgia bariátrica para obter mais qualidade de vida pode ser uma experiência muito mais completa. Saiba mais sobre o assunto.
384250 Perda de Peso Cirurgias plásticas depois da redução de estômagoDepois de perder muitos quilos, é necessário realizar cirurgias plásticas para tirar a pele em excesso

A cirurgia bariátrica (redução de estômago) tem se tornado muito popular entre as pessoas portadoras de obesidade mórbida, que precisam perder peso para ganhar qualidade de vida. O objetivo em obter mais saúde através desse procedimento cirúrgico, pode ser uma experiência muito mais completa, proporcionando também uma melhora significativa na autoestima, se associado a outras intervenções estéticas que, quando necessárias, ajudam a garantir maior satisfação com o próprio corpo.

Um estudo divulgado pela Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos mostrou que apenas 15% dos pacientes submetidos à redução de estômago buscaram auxílio da cirurgia plástica para melhorar os resultados estéticos, como remoção das sobras de pele e remodelação da silhueta. A intervenção cirúrgica para remover o excesso de pele vem para complementar a trajetória de perda de peso pós-cirurgia bariátrica, contribuindo, inclusive, para promoção da saúde geral, uma vez que previne infecções crônicas, micoses e assaduras que surgem quando o excesso de tecido não é removido. Também é fator decisivo na melhora da autoestima e, consequentemente, satisfação do paciente.

A cirurgia mais indicada

A cirurgia indicada para os ex-obesos mórbidos, submetidos à redução de estômago, é a dermolipectomia abdominal em âncora. Para obter melhores resultados, o indicado é que esse procedimento seja realizado apenas um ano após a cirurgia bariátrica, quando o paciente tiver perdido entre 40 e 60 quilos, que representam entre 2 e 15 quilos de sobras de pele, dependendo do caso.

Essa plástica tem duração de aproximadamente quatro horas e exige internação de, no mínimo, três dias, além de anestesia geral e peridural. É um procedimento fácil de ser realizado, e visa remover o “avental de pele”, nome que é dado à sobra de tecido na região abdominal, conferindo um novo contorno corporal, onde o paciente ganha cintura.

Os problemas de cicatrização não são comuns, por isso a técnica geralmente dispensa retoques posteriores.

Dicas importantes para quem quer passar por uma dermolipectomia

  • É importante não ser apressado e esperar um ano após a cirurgia bariátrica para, só então, se submeter a mais este procedimento cirúrgico. A dica é aproveitar o ano de espera para escolher o profissional mais adequado e traçar, com ele, o plano de ação. Atenção porque, em alguns casos, podem ser necessárias diversas intervenções, com intervalo de tempo entre si;
  • Manter o peso constante nos três meses que antecedem a cirurgia e não descuidar do cardápio, assegurando ingestão adequada dos elementos fundamentais para saúde, vai garantir, além de melhor resultado estético, melhor qualidade de cicatrização.
384250 dermolipectomia antes depois Cirurgias plásticas depois da redução de estômagoResultado da cirurgia para remover excesso de pele

Conversar com seu médico sobre o assunto é uma ótima maneira para esclarecer eventuais dúvidas sobre essa cirurgia, que merece ser considerada pelas pessoas que pretendem alcançar bons resultados com relação à estética e saúde.