Menu

Beleza

Atualizado em 14 de outubro de 2010, às 18:09
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Cirurgia plástica na adolescência

cirurgia plastica na adolescencia Cirurgia plástica na adolescência

As cirurgias plásticas estéticas evoluíram muito nos últimos anos, especialmente no Brasil, que tem ganhado destaque internacional pela excelência de algumas clínicas e pelo desenvolvimento de processos inovadores. Assim como os métodos evoluíram, passando a utilizar novas tecnologias e tornando-se menos invasivos, o público alvo também se tornou mais abrangente, e atualmente as cirurgias estéticas chamadas eletivas, ou seja, aquelas as quais nos submetemos para atender meramente um desejo estético, já atendem também a um expressivo público masculino e também uma clientela de jovens e adolescentes.

De acordo com dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, atualmente 15% do volume total de cirurgias plásticas eletivas são realizadas por pacientes adolescentes, assim considerados aqueles que possuem de 14 até 18 anos, ou seja, no ano de 2009, somente no Brasil, cerca de cem mil adolescentes se submeteram a um procedimento cirúrgico com fins estéticos. Como se pode perceber o número de cirurgias plásticas em pacientes adolescentes é bastante expressivo, o que leva os médicos e cirurgiões a pesquisar e se dedicar ao estudo para estabelecer critérios de segurança para intervenções cirúrgicas nesse público alvo, pesquisando sobre os problemas e conseqüências que estes procedimentos podem causar nesses pacientes em especial, uma vez que ainda se encontram em fase de crescimento.

Cirurgias mais procuradas pelos jovens

Enquanto a cirurgia plástica mais procurada entre as mulheres é disparadamente a lipoaspiração, entre os jovens é a rinoplastia, ou seja, a plástica de nariz, seguida pelas cirurgias tanto para reduzir quanto para aumentar o volume das mamas, a mamoplastia redutora ou a mamoplastia de aumento (silicone), depois a lipoaspiração e a otoplastia, que é a cirurgia para a correção das orelhas de abano. Também está entre as cirurgias mais procuradas pelos pacientes jovens a ginecomastia, que é a redução das mamas masculinas.

O número crescente de jovens que se submetem a cirurgia plástica se deve principalmente a simplificação dos procedimentos cirúrgicos, que atualmente são menos invasivos e com índices muito baixos de risco e também a popularização dos procedimentos. Especialmente na adolescência existe uma necessidade natural de se enquadrar nos padrões e modelos apresentados pela sociedade, especialmente no que se refere aos padrões de beleza, e se para um adulto o desagrado pelas orelhas de abano podem ser superadas, na adolescência podem se tornar um problema, com reflexos na socialização e na auto-estima desse jovem.