Tecnologia

Cientistas desenvolvem circuitos que se reparam sozinhos

Por Redacao
Esquema de funcionamento do circuito / Scott White

À medida que os aparelhos eletrônicos evoluem, os circuitos eletrônicos se tornam menores e mais densos. Conforme se tornam mais complexos, também aumenta a probabilidade dos condutores do circuito serem rompidos. Como são cada vez menores, é extremamente difícil localizar qual a parte danificada do microchip ou mesmo de efetuar o reparo sem danificar o restante da peça.

Por esse motivo, chips inteiros são condenados. Quem já passou pela experiência de tentar consertar uma TV de LCD, por exemplo, sabe que a troca de qualquer um dos chips do aparelho por vezes custa mais caro que um aparelho similar novo.

Como funciona?

Pensando em resolver esse problema, os cientistas Scott White e Nancy Sottos desenvolveram um sistema para microchip que se repara sozinho. Segundo um artigo publicado pela dupla na Advanced Materials, pequenas cápsulas com apenas 10 micrômetros são posicionadas junto do circuito. Quando o circuito é interrompido, as microcápsulas de rompem e liberam metal líquido que restauram o ligamento.

O novo sistema, capaz de restaurar 90 % dos casos de rompimento, foram reparados com uma condutividade de 99 %. Segundo a dupla de cientistas, o próximo passo é implementar o sistema em baterias e unidades de armazenamento de carga.

Recomendado para você

Serviços

Sky Livre, assistência técnica: onde encontrar

Tecnologia

Google Fiber: banda larga ultrarrápida do Google

Notícias

Brasil registra mais de 41 milhões de residências com serviços de TV por Assinatura

Notícias

Embratel lança plano de TV por assinatura para a favela da Rocinha

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *