Carros

Chevrolet Onix 2012

A “Nova GM” no Brasil acaba de dar um passo importante com o anúncio do projeto do compacto Ônix 2012. Entre os lançamentos da Chevrolet previstos para o país até o ano que vem o automóvel certamente é o mais misterioso. Especialistas especularam e trouxeram informações “fresquinhas” sobre o modelo. A primeira grande novidade é que quem cederá seu projeto ao novo modelo será o Opel Agila, e não o Chevrolet Spark (que acaba de ser lançado na Argentina, importado da Coréia) ou Chevrolet Sail, como era cogitado.

De acordo com as informações recentes, as relações entre a Chevrolet do Brasil e a Opel realmente foram rompidas. Porém, o Agila é nada mais que um Suzuki Splash com design diferente. Com seus 3,74 metros de comprimento (um Clio tem 3,77m), 1,68m de largura e 1,59m de altura, ele é um carro simples e compacto perfeito para os clientes urbanos.


Já os europeus não parecem se empolgar muito com o Agila, pois o carro nunca foi um sucesso de vendas por lá. Seu substituto, o Allegra, já está em fase final de desenvolvimento, e deverá ser lançado no início de 2012. Em meados do mesmo ano a versão brasileira começará a chegar as lojas, mantendo as formas do Agila, mas com visual e interior bem diferentes. Ele ainda será equipado com versões atualizadas dos blocos 1.0 VHC-E e 1.4 Econo.Flex, mais potentes e econômicas.

Lançamento do projeto do Chevrolet Ônix

Em 2010 o primeiro projeto foi apresentando ao então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para a produção do carro no país, mais precisamente em Gravataí, Rio Grande do Sul, a empresa prometeu aplicar cerca de US$ 1 bilhão. Isso significa que na visão da empresa o Brasil ganhou pontos e merce investimentos.

É claro que a versão brasileira do carro será mais simples, porém, bem mais avançada que o Agile, até aqui, o mais importante projeto da GM brasileira e que chega ao mercado em outubro. Ao contrário deste, criado com componentes de outros carros para ser barato, o Ônix prevê uma nova plataforma e motores inéditos.

Para se ter uma ideia da  importância do Ônix,  se fosse lançado hoje, ocuparia o lugar de parte das versões do Celta e do Prisma, tiraria o Corsa de linha e deixaria o Agile em segundo plano. Por isso que a fabricação do carro e a venda em solo brasileiro é muito importante.

A planta de Gravataí, com isso, será ampliada para produzir 380 mil unidades por ano, 65% a mais que hoje. A meta é que a montadora consiga vender mais de um milhão de carros em 2012 e retomar o tempo perdido com a crise da “velha GM”.

Recomendado para você
Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *