Você está em: MundoDasTribos > Notícias > Carros > Brasil quer livre comércio de carros com México e Argentina

Brasil quer livre comércio de carros com México e Argentina

Por Andre

Brasil quer livre comércio de carros com México e Argentina, ampliando o comércio externo como uma importante forma de reduzir as dificuldades da indústria nacional de veículos.

Brasil quer livre comércio de carros com México e Argentina (Foto Ilustrativa)
Brasil quer livre comércio de carros com México e Argentina (Foto Ilustrativa)

A crise econômica que vem afetando o Brasil nos últimos meses tem gerado muitos problemas para a indústria automotiva nacional, e uma das possíveis saídas para aliviar o setor seria esse novo acordo para expandir o comércio automotivo e de peças com a Argentina e o México.

A ideia é defendida pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, que deseja dar uma grande guinada em relação ao protecionismo atualmente em vigor.

Salão de Detroit 2016: vem novidade para o Brasil

Brasil quer livre comércio de carros com México e Argentina

O acordo poderia ajudar as montadoras nacionais (Foto Ilustrativa)
O acordo poderia ajudar as montadoras nacionais (Foto Ilustrativa)

O livre comércio de veículos e autopeças com México e Argentina ajudaria não só a reduzir as dificuldades enfrentadas pela indústria nacional de veículos, mas também a tornar os produtos brasileiros mais competitivos frente a anos anteriores, de acordo com o governo federal, aproveitando a vantagem da depreciação do real.

Grandes produtores e consumidores de carros, os mercados do México e da Argentina podem ser uma saída interessante para as montadoras que atuam no Brasil, já que o mercado de veículos por aqui tem apresentado retração ultimamente.

O livre comércio também incluiria as peças automotivas (Foto Ilustrativa)
O livre comércio também incluiria as peças automotivas (Foto Ilustrativa)

Carros mais vendidos em janeiro de 2016

Quem também defende essa alternativa é a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), que já tem buscado, na renegociação do acordo automotivo com a Argentina, o livre comércio, que poderá ser gradual.

Já em relação ao México, o governo federal afirma que há conversas avançadas para a expansão comercial, e novidades sobre o tema devem surgir em breve.

As posições do México e da Argentina

A Argentina parece ser favorável à medida (Foto Ilustrativa)
A Argentina parece ser favorável à medida (Foto Ilustrativa)

Tabela de preços dos carros em fevereiro de 2016

O livre comércio de automóveis poderia ser uma ação importante para a recuperação da economia argentina, tanto é que, de acordo com especialistas, o novo governo argentino, liderado por Mauricio Macri, tem visto a proposta com bons olhos.

Já em relação ao México, seria necessário que o governo do país limitasse as importações de carros usados dos Estados Unidos, antes de fazer o novo acordo com o Brasil, uma vez que essa importação diminui a demanda pelos carros brasileiros.

Convidamos você a continuar a navegar no Mundo das Tribos e ler outras publicações.

Recomendado para você
Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *