Menu

bemEstar

Atualizado em 9 de maio de 2013, às 11:35
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Brasil está em 2º lugar entre países que mais realizam redução de estômago

O número de cirurgias bariátricas tem crescido no Brasil, prova disso é o fato do país ocupar a segunda posição no ranking mundial de redução de estômago, atrás apenas dos EUA.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, o Brasil está em 2º lugar no ranking dos países que mais realizam redução de estômago. Nos últimos sete anos, o número de pessoas que foram submetidas ao procedimento cirúrgico cresceu 275%.

506536 Brasil está em 2 lugar entre países que mais realizam redução de estômago 1 Brasil está em 2º lugar entre países que mais realizam redução de estômago	Nos últimos anos, o número de cirurgias de redução de estômago aumentou significativamente. (Foto:Divulgação)

No Brasil, a técnica de cirurgia bariátrica mais utilizada se chama capella. Trata-se de um procedimento no qual o estômago é cortado e ligado ao fim do intestino. Desta forma, o alimento tem um trajeto mais curto e a absorção do organismo é reduzida significativamente.

As cirurgias bariátricas passaram a ser realizadas com mais frequência no Brasil por causa do grande número de obesos, mas, outra justificativa para a grande quantidade de operações é o fácil acesso ao procedimento. Os planos de saúde começaram a cobrir a redução de estômago, além do que a operação também é uma das possibilidades de tratamento contra obesidade oferecida pelo SUS.

Saiba mais: Cirurgia de Redução de Estômago Grátis Pelo SUS

O primeiro lugar no ranking mundial de cirurgia bariátrica continua sendo ocupado pelos Estados Unidos, onde 300 mil procedimentos são realizados a cada ano. Na terceira posição está a França, que nos últimos cinco anos apresentaram um salto no número de reduções de estômago.

506536 Brasil está em 2 lugar entre países que mais realizam redução de estômago 2 Brasil está em 2º lugar entre países que mais realizam redução de estômago	EUA, Brasil e França lideram o ranking mundial. (Foto:Divulgação)

Cirurgia bariátrica contra a obesidade

A cirurgia bariátrica, também chamada de redução de estômago, é responsável por promover o emagrecimento em pacientes que sofrem de obesidade. O método é recomendado apenas para as pessoas que estão 40 quilos acima do peso ideal, além do que requer controle da hipertensão e do diabetes para a saúde não ser ameaçada.

Existem vários tipos de redução de estômago, como balão gástrico, gastroplastia, banda gástrica e capella. Todos os métodos, quando realizados adequadamente, traz bons resultados no combate a obesidade e melhora a qualidade de vida do paciente.

A perda de peso provocada pela cirurgia bariátrica acontece porque o tamanho do estômago é reduzido drasticamente, evitando desta forma que os alimentos ingeridos sejam absorvidos com totalidade pelo organismo. Com o estômago menor, o indivíduo produz menos grelina, uma substância responsável pela sensação de fome.

Os cuidados com a cirurgia bariátrica

506536 Brasil está em 2 lugar entre países que mais realizam redução de estômago Brasil está em 2º lugar entre países que mais realizam redução de estômago	O apresentador Fausto Silva passou por cirurgia bariátrica. (Foto:Divulgação)

Embora apresente resultados eficazes e que contribuem com a manutenção do peso, redução de estômago é uma cirurgia que requer cuidados para não ter complicações. As principais reações após o procedimento são: anemia crônica, deficiência de cálcio, engasgamento, perda de cabelo, cálculo na vesícula e feridas operatórias que demoram a cicatrizar.

Depois de passar pela cirurgia bariátrica e enfrentar o período de recuperação, o indivíduo precisa se adequar a uma nova dieta para manter o peso ideal. Em alguns casos, é necessário que haja acompanhamento psicológico, pois aumentam as chances de desenvolver depressão e angústia.

Veja também: Saiba quais os perigos da redução de estômago