Search

Bolsa auxílio para estagiário

As mudanças das regras para a contratação de um estagiário refletiram no número de vagas oferecidas.
Google plus

No último dia 26 de setembro a Lei do Estágio completou três anos de sua implantação. A publicação da lei aumentou as exigências para a contratação de estagiários, que em um primeiro momento, resultou na queda das vagas oferecidas. Isso porque, as empresas tiveram que aumentar a verba destinada a contratação, além do cenário econômico mundial não está propício para abertura de vagas no geral.

Dentre as mudanças impostas pela legislação, estão a obrigatoriedade da bolsa-auxílio, do auxílio transporte e de férias remuneradas. Além disso, o tempo trabalhado não pode ser superior a 6 horas diárias e a 30 horas semanais.

A bolsa – auxílio, que é a remuneração que equivale ao salário do estagiário referente aos serviços prestados, não tem um valor mínimo definido. Atualmente é o empregador que estipula o valor a ser pago ao trabalhador. Querendo melhorar essa realidade a deputada federal Nilda Gondim (PMDB-PB) propôs ao parlamento uma base salarial para cada tipo de estágio.

Quem está cursando ensino médio, de acordo com a deputada, deveria ganhar um salário mínimo e meio (R$ 817,50) e quem está no ensino superior ganharia pelo menos dois salários mínimos (R$ 1.090). A alteração da lei 11.788/08 precisa ser aprovada nas comissões da Câmara dos Deputados, também pelo plenário para então passar pelo Senado.

O cenário na modalidade empregatícia está longe do ideal, pois de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) e o Ministério da Educação (MEC), o Brasil tem cerca de 13,3 milhões de alunos aptos a ingressar no mercado de trabalho por meio do estágio, mas de acordo com o levantamento da Abres – Associação Brasileira de Estágios, apenas 7,5% tem essa oportunidade. Esse estudo não considerou o valor de bolsa que o estudante recebe para a prática do estágio.

Para estimular as contratações alguns benefícios foram instituídos para as organizações. A empresa que contrata um estagiário ganha vantagens como os incentivos sociais e fiscais, não precisando recolher INSS, FGTS, verbas rescisórias e 13º sobre a bolsa-auxílio.

Além disso, tem a oportunidade de moldar um profissional de acordo com as suas vertentes e contam com uma pessoa que está no início de sua carreira, o que faz com que a vontade de aprender a nova profissão impulsione o desenvolvimento do estagiário refletindo na melhora do desempenho da empresa.


Google plus


Compartilhe suas ideias! Deixe um comentário...

Antes de enviar um comentário, verifique seu conteúdo. Comentários que violem os Termos de Uso e Condições de Navegação do Portal mundo das Tribos e as leis em vigor poderão ser removidos pelo Portal Mundo das Tribos, sem prejuízo da adoção das medidas legais cabíveis pelo Portal.

Política de privacidade
Termos de uso e condições do site


Top