Menu

Saúde

Atualizado em 8 de maio de 2011, às 14:20
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Benefícios da Plataforma Vibratória

Um paliativo para quem possui o tempo escasso e não pode ir regularmente a uma academia, a Plataforma Vibratória vem se tornando um artifício para quem pretende tonificar os músculos e melhorar a saúde. Esporte é importante em qualquer ocasião pois o corpo necessita estar em movimento, mesmo que este não proporcione grandes desafios.

1 300x300 Benefícios da Plataforma Vibratória

A tecnologia da Plataforma Vibratória faz com que a pessoa não necessite de muito esforço para conseguir chegar a um resultado satisfatório. É basicamente subir no aparelho e ficar parado, esperando que ele mexa e o conduza.

Há uma espécie de transmissões mecânicas enviadas diretamente ao corpo. Entre os diversos benefícios visíveis, podemos citar a redução de celulite, a melhora do fluxo sanguíneo, o fortalecimento dos músculos e a prevenção da osteoporose, entre outros. Entretanto, vale destacar que para a obtenção de resultados não basta apenas utilizar a Plataforma Vibratória.

O aparelho não pode ser usado apenas no sentido único da perda de peso, por exemplo. Jamais por ser abalizado como um fim, e sim como um meio. Ou seja, para a conquista do objetivo pelo corpo perfeito, a pessoa necessita fazer algum outro tipo de atividade, cuidar da saúde, ter uma alimentação saudável e dormir bem à noite.

Para as células, a adaptação do corpo a um novo estilo de vida e uma disposição diferente em fazer exercícios a Plataforma Vibratória é ideal. Assim, como para quem possui muitos afazeres e durante algum dia na semana não pode se exercitar. A tecnologia não pode ser usada apenas como atividade única, mesmo sendo uma boa técnica.

3 226x300 Benefícios da Plataforma Vibratória

A Plataforma tem sido usada em academias, hospitais e clínicas para o auxílio em algumas atividades específicas. Ou seja, até os próprios médicos demonstram que a mesma possui um notório valor. Na questão estética, para os músculos, e na estética, para a recuperação de pacientes com pouca mobilidade, ela garante mudanças.

Psicologicamente, também é uma boa pedida. Quem utiliza o aparelho, garante relaxamento, articulações mais flexíveis, equilíbrio e uma melhor coordenação muscular. Sem contar em evitar completamente os movimentos bruscos e possíveis traumas. A capacidade de relaxamento de todo o corpo, reduzindo o efeito do stress, seduzem qualquer consumidor. Através dos tipo de vibração, são reduzidos os níveis de cortisol no organismo. Desta forma, há uma maior liberação de hormônios como a serotonina.

O conceito desta nova tecnologia foi criada há 30 anos na antiga União Soviética. O foco era o de combater a perda óssea dos astronautas no espaço. Com a Plataforma Vibratória, os russos conseguiam fica em órbita por quatro vezes mais dias que os americanos, na disputa pela corrida espacial, que não possuíam este equipamento. Assim, a primeira aplicação foi para o tratamento da osteoporose. Em seguida, foi a vez do seu uso ser aplicado na recuperação de atletas após atividades físicas.

2 Benefícios da Plataforma Vibratória

Há dois tipos de plataformas diferentes: as de vibração oscilatória e as de vibração vertical. A primeira faz com que o eixo de vibração atravessa a plataforma pelo meio. Assim, enquanto uma extremidade desce, a outra sobe simultaneamente. Já na segunda, os dois lados extremos vão de encontro ao mesmo lado.

Sem dúvida, para o bem estar e a disposição a Plataforma Vibratória é recomendada. Além de vários benefícios perceptíveis, ela pode ser a porta de início para quem não costuma praticar exercício e sentir vontade de enveredar para este lado saudável. Trabalhar partes específicas do corpo, fazer alongamentos e receber massagens através da tecnologia é um bom início. Ainda mais, tendo um monitor à disposição para acompanhar o seu treino diário e orientá-lo no passo a passo da atividade.

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.