Menu

Criança

Atualizado em 29 de outubro de 2012, às 9:35 por Analu
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Bebês com síndrome de down: como estimular

Sabe-se que a estimulação auxilia no desenvolvimento infantil. Veja como estimular o bebê com síndrome de Down.

Todo bebê, desde que chega ao mundo, procura uma maneira de se relacionar com o ambiente. Isso ocorre através dos órgãos responsáveis pelos sentidos. Além disso, através da experiência com que ele lida com o meio ambiente, é possível fazer interações em seu cérebro que estão relacionadas com os aspectos da emoção e da cognição. De maneira geral, quanto mais estimulada a criança for, maior é a chance dela se desenvolver. Apesar de todos os bebês terem essa interação com o mundo, os que possuem síndrome de Down possuem uma resposta mais lenta à estimulação. Por isso entenda, como estimular os bebês com síndrome de Down.

Conheça mais sobre o dia internacional da síndrome de Down.

534036 Aprenda a estimular os beês com síndrome de DOwn. Foto divulgação Bebês com síndrome de down: como estimular Aprenda a estimular os bebês com síndrome de Down. (Foto: divulgação)

Saiba como estimular a criança com síndrome de Down

Os bebês com síndrome de Down possuem uma maior necessidade de estimulação em seu aspecto motor. Existem diversas atividades que podem colaborar com esse desenvolvimento. Conheça abaixo alguns exemplos.

  •  Idade – 0 a 3 meses

Estimulação auditiva: nessa fase, o ideal é oferecer objetos ou brinquedos que estejam associados à rotina da criança, como por exemplo, um relógio. Além disso, coloque diversos brinquedos na mão do bebê para que ele já consiga diferenciar as texturas dos objetos.

Desenvolvimento esquemático: deixe os brinquedos por bastante tempo na mão do bebê. Caso ele não consiga sustentá-lo por muito tempo, ajude-o a segurar os objetos;

Estimulação ao equilíbrio motor: utilize uma bola para deslizar no corpo do bebê, fazendo movimentos para frente e para trás. Os pais também podem estimular brincadeiras de “esconde-achou” utilizando bonecos ou outros objetos;

  • Idade 3-6 meses

Conhecendo o próprio corpo: durante essa estimulação, movimente os braços, as mãos e a cabeça do bebê. Faça com que ele transfira os objetos de uma mão para outra;

Mímica: uma boa ideia é brincar com o bebê em frente ao espelho. Faça várias expressões faciais e observe a reação do pequeno;

Manipulação e exploração: na hora da brincadeira, evite disponibilizar todos os brinquedos para o bebê. Procure oferecer um objeto por vez e deixe que ele explore-o. Opte por objetos coloridos e que contenham sons para chamar mais atenção do pequeno;

534036 A estimulação das crianças deve iniciar após o nasciemnto. Foto divulgação Bebês com síndrome de down: como estimular A estimulação das crianças deve iniciar após o nascemento. (Foto: divulgação)
  • Idade 6 a 9 meses

Guardando objetos: ofereça caixas de diferentes tamanhos para o bebê e incentive-o a guardar os objetos que estão espalhados pela casa. Depois, tampe a caixa e estimule o bebê a imaginar o que deve existir dentro da mesma;

Diferenciação: ofereça ao bebê, diferentes objetos de formas, tamanhos e texturas. Observe se o bebê está interagindo com a estimulação da diferenciação;

  • Idade de 9 a 12 meses

Imitação: realize atividades que estimule o bebê a reproduzir os seus movimentos. Um bom exemplo é de bater sobre a mesa, chutar um brinquedo ou levantar os braços. Não se esqueça de sempre levar em consideração os limites que cada criança apresenta;

Discriminação de objetos: estimule o bebê a identificar três objetos que lhe sejam familiares, como por exemplo, um chocalho, um boneco e uma bola. Depois, coloque-os em frente ao pequeno e solicite que ele os entregue a você. A cada acerto, parabenize o bebê e repita a ação, mudando sempre os objetos.

534036 Os bebês com síndroem de Down necessitam de maior estímulo motor. Foto divulgação Bebês com síndrome de down: como estimular Os bebês com síndrome de Down necessitam de maior estímulo motor. (Foto: divulgação)

A estimulação dos bebês é um processo primordial no desenvolvimento das crianças. Porém, cada bebê possui uma limitação que deve ser respeitada durante esse processo. Em relação aos bebês que possuem síndrome de Down, isso não seria diferente. Após conhecer alguns exemplos de atividades estimulantes, basta coloca-las em prática e observar a evolução.

Conheça o tratamento de reabilitação da síndrome de Down.

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL

Ao subscrever nossa newsletter, passar receber nossos artigos por email e informações sobre os nossos passatempos. É gratuito e sem spam.