Menu

Notícias

Atualizado em 17 de junho de 2012, às 8:10 por Carol Vergel ()
Você está em: MundoDasTribos > Ataque cardíaco: sintomas, o que fazer?

O ataque cardíaco é uma manifestação muito comum em nosso meio. Conheça quais as manifestações clínicas dessa enfermidade.

465263 Dor no peito pode ser sintoma de um ataque cardíaco. Ataque cardíaco: sintomas, o que fazer?Dor no peito pode ser sintoma de um ataque cardíaco.

É bastante comum ouvimos falar que determinada pessoa sofreu um ataque cardíaco, no entanto, poucos indivíduos conhecem o real significado dessa enfermidade. Por ser muito comum em nosso meio, separamos algumas informações que irão ajudar você a compreender melhor essa patologia, além de aprender a reconhecer sua manifestação. Conhecer os sintomas pode ajudar a salvar uma vida.

Leia também: Atletas que sofreram morte súbita.

Compreendendo o ataque cardíaco

O ataque cardíaco é também chamado de infarto agudo do miocárdio e ocorre quando uma região específica do coração não consegue mais receber oxigênio em quantidade suficiente.

O coração é constituído pelo músculo cardíaco, que como qualquer outro em nosso corpo, necessita de oxigênio para conseguir manter sua função vital. O oxigênio é fornecido para o coração através do sangue que é transportado pelos vasos sanguíneos. Quando um coágulo de sangue ou uma placa de gordura obstrui a passagem de sangue pelos vasos que nutrem o coração (artérias coronárias), tem como resultado a manifestação dos sinais e sintomas de um ataque cardíaco.

A falta de sangue pode trazer prejuízos de funcionamento ao músculo cardíaco, ocasionando uma falha do coração, que pode ou não ser fatal, dependendo do tempo de evolução, bem como da intensidade de obstrução da passagem de sangue.

Conheça as doenças que mais matam no mundo.

465263 Diante de qualquer manifestação descrita anteriormente busque a orientação de um médico especialista. Ataque cardíaco: sintomas, o que fazer?Mediante as manifestações, é preciso procurar atendimento médico rapidamente.

Sinais e sintomas do ataque cardíaco

O quadro de ataque cardíaco que será manifestado varia de pessoa para pessoa. Assim, um indivíduo pode manifestar todos os sinais e sintomas que serão descritos abaixo, enquanto que outros podem apresentar um quadro bem atípico e pobre em sintomatologia. Os principais sinais e sintomas são:

  • Dor do tipo queimação, que pode ocorrer no peito, ombro, braço, barriga ou mandíbula, que pode irradiar, geralmente para o braço esquerdo;
  • Falta de ar e sensação de aperto no peito;
  • Suor intenso;
  • Náuseas;
  • Fraqueza, principalmente nos membros superiores;
  • Tontura;
  • Palidez.

É importante ressaltar que um quadro de ataque cardíaco pode ser manifestado quando a pessoa estiver em repouso ou durante a prática de atividade física.

O que fazer

A primeira e mais importante atitude a ser tomada diante de uma pessoa que esteja sofrendo um ataque cardíaco, é entrar e contato com o serviço de urgência/emergência, ou ir procurar o pronto atendimento mais próximo de sua casa. Lá, serão tomadas as devidas providências, com o intuito de amenizar a dor, assim como realizar procedimento que diminuam a chance de morte do músculo cardíaco.

Como se prevenir

É possível prevenir um ataque cardíaco. Para isso, basta seguir alguns cuidados. Conheça quais são eles:

  • Siga a orientação médica à risca;
  • Tenha uma alimentação saudável;
  • Diminua o consumo de sal durante as refeições;
  • Mantenha o peso ideal;
  • Faça atividade física;
  • Pare de fumar;
  • Se fizer uso de algum medicamento, siga os horários prescritos;
  • Mantenha a taxa do colesterol dentro dos valores adequados.
465263 O ataque cardíaco acomete uma grande parte da população. Ataque cardíaco: sintomas, o que fazer?O ataque cardíaco acomete uma grande parte da população.

Conheça os riscos dos refrigerantes diet, que podem ampliar riscos de ataque cardíaco.

O ataque cardíaco faz parte da realidade da sociedade ocidental contemporânea, por isso é preciso saber reconhecer os sinais e sintomas, assim como prevenir essa enfermidade tão grave. Após conhecer algumas informações a respeito desse assunto, basta colocar em prática os conhecimentos adquiridos.