Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Artrose: sintomas, causas e tratamento

Artrose: sintomas, causas e tratamento

Artrose no joelho

A artrose é caracterizada por um desgaste da cartilagem das articulações. O tecido cartilaginoso tem função de amortecedor, protegendo os ossos da pressão e do atrito que sofrem com os movimentos. Quando a cartilagem se deteriora, os ossos se tocam e se desgastam.

As regiões mais afetadas são as articulações do quadril, joelhos e pés. Pois, estas acabam suportando o peso do organismo ou fazendo movimentos em excesso, levando ao desgaste. Em geral, o envelhecimento e a sobrecarga da articulação fazem com que ocorram lesões articulares, acarretando desgaste e perda da elasticidade.

O início da doença é normalmente a partir dos 45 anos de idade, em média. Porém, pode ocorrer bem antes, quando há traumatismo de algum membro ou problemas congênitos da articulação (que nascem com a pessoa).

Sinais e sintomas

A doença faz com que a superfície por onde o osso desliza se torne rugosa, aumentando o atrito. Por isso, os principais sintomas são dor e limitação do movimento articular.

A dor ocorre principalmente no período da manhã, com limitação do movimento. A pessoa sente dificuldade ao movimentar o membro, com sensação de rigidez. Após alguns minutos os sintomas desaparecem e os movimentos tornam-se normais.
A dor que ocorre na artrose é do tipo “mecânica”, ou seja, ocorre após os movimentos com a articulação e melhora após repouso do membro afetado.

Radiograficamente, é possível detectar a artrose pelos achados clínicos como diminuição do espaço cartilaginoso e presença de osteofitos (bico de papagaio). Esses osteofitos são novas formações ósseas que ocorrem devido ao desgaste.

Exercícios físicos ajudam a prevenir artrose

Fatores que ajudam no aparecimento da artrose:

1. Sobrepeso nas articulações; carregar objetos muito pesados;

2. Obesidade;

3. Idade avançada;

4. Sedentarismo. (atividades físicas previnem artrose).

Tratamento

1. Atividades físicas que não exijam muito esforço da articulação, como caminhar ou andar de bicicleta. É necessário que as atividades durem, no mínimo, de 20 a 30 minutos sem interrupções.

2. Uso de anti-inflamatórios não hormonais. O grande problema destes medicamentos é com relação a danos na mucosa gástrica. Por isso, quando o paciente não tem sinais de inflamação articular, o médico opta por administrar apenas analgésicos que não danifiquem o estômago.

3. Medicamentos protetores da cartilagem. São mais empregadas na doença não avançada, quando os danos na cartilagem ainda não estão muito evidentes. O princípio desses medicamentos é nutrir a cartilagem, prevenindo ao máximo o desgaste.

4. Fisioterapia. Alguns médicos aconselham a fisioterapia para tentar diminuir a dor, estimulando movimentos de alongamento.

Fisioterapia pode melhorar a dor da artrose
Recomendado para você
Bem Estar

Tendências de tatuagens masculinas para 2017 (mais de 100 fotos incríveis)

Bem Estar

Saiba quais são os tipos de autismo

Bem Estar

Festa junina 2017 – Dicas de decoração

Bem Estar

Festa Junina em Pernambuco 2017 – Programação de Shows

Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *