Search

Aprenda a recorrer a uma multa de trânsito

Se você foi vítima de uma multa que não cometeu ou se não foi responsável por ela, você poderá recorrer da mesma visto que é um direito de todo brasileiro. Mas, como proceder? Após a confirmação da aplicação da multa, você deve antes de tudo verificar se a mesma procede [...]
Google plus

Não há nada mais estressante e aborrecedor que ser punido por algo que você não fez. Sofrer a pena através de acusações de algo que você nem ao menos tem ideia de como surgiu, é tão constrangedor que quando ocorre não sabemos nem como proceder. Assim acontece milhares de vezes durante o ano no trânsito: Milhares de motoristas são punidos injustamente por infrações que jamais cometeram.

O pior na situação acima é que a pessoa que sofreu uma multa fica quase impossibilitado de recorrer, visto que as leis do país agem com total proteção para quem a aplicou, na perspectiva de arrecadar milhões de reais. No entanto, fique sabendo que existe uma forma de impedir que o motorista pague por uma multa que não cometeu. Embora seja uma tarefa burocrática e estressante, é preciso ser realizada a fim de que os prejuízos não atrapalhem o orçamento da família. Então:

Se você foi vítima de uma multa que não cometeu ou se não foi responsável por ela, você poderá recorrer da mesma, visto que é um direito de todo brasileiro. Mas, como proceder? Após a confirmação da aplicação da multa, você deve antes de tudo, verificar se a mesma procede, ou seja, se é (de fato) uma multa ou algum tipo de golpe realizado através de cobrança. Depois de comprovar a veracidade, você deve aguardar o recebimento do boleto para pagamento. Assim que recebê-lo, junte toda a documentação necessária, tanto sua quanto do carro para dar início a todo o processo de cancelamento da multa. Depois disto, você terá um prazo de 15 dias para protocolar seu requerimento de defesa.

Caro leitor, é na etapa acima que as inconsistências das multas serão analisadas. Salientamos que o requerimento deve ser entregue pessoalmente ou através dos correios nos órgãos competentes como DETRAN (ou nome correspondente em sua cidade). O referido documento deverá estar bem preenchido, com os dados do requerente e informações acerca do veículo como placa, cor, marca e modelo do ano. Não esqueça que também é preciso anexar todos os dados da infração, como data da autuação, local e tipo da infração.

Concluída a etapa acima, é preciso ainda, anexar ao requerimento uma cópia simples do Auto de Infração (AIT), cópia do Certificado de Registro do Veículo (CRV) e a documentação já citada anteriormente. Caso haja uma divergência da cor do veículo ou informações não compatíveis com seu carro, é bom tirar alguma fotografia do carro para comprovar o equívoco da multa.

Percebeu? Você pode recorrer de uma multa indevida. Basta para tanto, seguir os procedimentos e aguardar o início da análise de seu requerimento de anulação.

 


Google plus


Compartilhe suas ideias! Deixe um comentário...

Antes de enviar um comentário, verifique seu conteúdo. Comentários que violem os Termos de Uso e Condições de Navegação do Portal mundo das Tribos e as leis em vigor poderão ser removidos pelo Portal Mundo das Tribos, sem prejuízo da adoção das medidas legais cabíveis pelo Portal.

Política de privacidade
Termos de uso e condições do site


Top