Tecnologia

Apenas em 2013 rede 4G deve Chegar ao Brasil

Mesmo com o aumento no consumo de dados pelos brasileiros a tecnologia 4G deverá levar alguns anos para chegar ao Brasil. Segundo dados da consultoria Teleco, as operadoras ainda estudam diversas estratégias na implementação do 3G no Brasil. A Vivo é a operadora que tem mais investido na expansão dessa tecnologia, e atualmente possui cobertura em 1448 cidades brasileiras. No entanto, suas principais correntes, TIM, Claro e Oi apresentam melhor desempenho em grandes cidades e capitais.

Com a realização de grandes eventos no país, a expectativa é que acelere os investimentos das teles em redes moveis de quarta geração. Entretanto, para isso acontecer, a agência que regula o setor, a Anatel, deverá determinar quais frequências que poderão ser exploradas pelo 4G. Projetos de redes móveis no padrão LTE (Long Term Evolution) e com tecnologia WiMAX, ainda aguardam a definição de regras pela agência.

Segundo a Anatel um leilão de faixas de 2,5 GHz( as quais serão utilizada para projetos de 4G), será realizado em abril de 2012. Confirmada a data, as operadoras necessitariam de pelo menos seis meses para começar a construção de redes 4G no país. A tecnologia LTE, para a maioria dos especialistas, aparece com a melhor opção para as operadoras, por ser considerada a evolução do 3G, exige menos volume de investimentos e pode trabalhar em uma faixa de frequência (2,5GHz), mais baixa que o WiMax (3,5Hz) garante uma aparição maior que as teles.

A Intel, diz que a tecnologia WiMAX deveria ser inserida em faixas de 3,5 GHz, o que gerou reclamações das emissoras de TV. Segundo as redes de televisão, essa faixa causará interferência em antenas parabólicas. Há centenas de pessoas no Brasil que possui parabólica, como única forma de assistir TV, e estas seriam as mais prejudicadas. No entanto, a Anatel já mostram relatórios que demonstram esse problema, e com certeza tomará as devidas providencias para garantir que o leilão não se efetive.

A falta de aparelhos compatíveis com a rede 4G no país é outro problema. O único modelo disponível no Brasil com estas características é o Motorola Atrix. No entanto, devido a deficiência do instituto desta tecnologia no Brasil, o smartphone não possui ferramentas para conectar-se ao LTE.

O uso dessa tecnologia exige a implementação de toda uma nova infraestrutura de rede, o que levará um tempo para ser concretizado. Isso ocorre por o 3G tradicional, possui uma estrutura de dados e voz totalmente distintos do 4G, que necessita de um entretenimento e multimídia distintas para alcançar uma velocidade significativa. Ou seja, é necessário trocar praticamente todos os equipamentos de uma rede 3G para instalar os padrões do 4G.

O aumento no consumo de dados pelos brasileiros pode antecipar a implementação de conexões banda larga de alta velocidade no país, no entanto, ainda são muitos os obstáculos para a acomodação dessa tecnologia. A tendência é que as estratégias estudadas sejam aperfeiçoadas, as quais facilitarão a introdução dessa nova rede no Brasil. E você o que pensa a respeito dessa nova cobertura, acha que o Brasil será capaz de introduzir essa rede até a Copa de 2014?

Recomendado para você

Tecnologia

Entrar no Hotmail: www.hotmail.com.br

Tecnologia

Bradesco Mobile – Acesse sua conta Bradesco pelo seu celular

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *