Menu

Bem Estar

Atualizado em 25 de julho de 2012, às 11:25
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Alergias em cães: sintomas, tratamento

Saiba quais são os sintomas mais comuns em alergias caninas e fique alerta para observar se seu animal de estimação apresenta esses sinais.

Muitos cães sofrem com alergias, que nada mais são que reações do organismo à substâncias do ambiente como pó, fungos, bolores, pólen, ácaros, algumas substâncias químicas e até alimentos. Também são muito comuns as alergias associadas às pulgas. O sintoma mais comum apresentado pelos bichos é a coceira que pode se agravar e estar associada a outros sinais.

492187 cachorro coçando muito Alergias em cães: sintomas, tratamentoA coceira é o sintoma mais comum (Foto: divulgação)

A alergia derivada da picada de pulgas acontece porque as condições de clima favorecem a proliferação do inseto, principalmente nos meses de temperatura mais alta do ano. No entanto, algumas causas de alergias podem ser originadas por herança genética e os sintomas podem aparecer em alguns momentos específicos ou serem constantes. Convém observar se o seu animal está com coceira, está lambendo ou mascando as patas ou apresenta irritação em outras áreas do corpo como a face, a boca, o entorno dos olhos e a base da cauda.

492187 alergias cães 1 Alergias em cães: sintomas, tratamentoFique atento aos sinais que o animal demonstra (Foto: divulgação)

Diagnóstico

Caso o seu cachorro apresente esses sintomas, ainda que em menor escala, é necessário procurar um veterinário para que possa ser feito um diagnóstico e evitar que os sintomas se gravem e evoluam para feridas no corpo do animal. O diagnóstico é feito por meio de uma análise do histórico clínico do animal, um exame clínico e testes de alergia. O teste é feito através de uma amostra de sangue do cão. O material é enviado para um laboratório e são feitos testes de sensibilidade para agentes que causam alergias.

492187 alergias cães1 Alergias em cães: sintomas, tratamentoLeve seu animal de estimação ao médico veterinário para um diagnóstico correto (Foto: divulgação)

Controle e tratamento

Apesar de poderem ser controladas, não há como fazer a prevenção das alergias, já que em sua maior parte provém de fatores genéticos. Afastar o animal dos agentes causadores é a melhor maneira de controlar o problema. Para tratar os sintomas já existentes é possível usar remédios feitos à base de corticosteroides, mas por um período de tempo curto, porque causam efeitos colaterais se usados por períodos longos. Para sintomas crônicos ou graves, uma opção são as injeções de alérgenos para imunoterapia. O veterinário, porém, é quem terá condições de prescrever o tratamento mais indicado para cada caso.

Leia mais: Como manter seu cão sempre cheiroso

Como dar banho em cachorro: cuidados