Menu

Saúde

Atualizado em 27 de janeiro de 2012, às 20:20 por Marília F. Silva
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > A cura sem remédio para a depressão

Na obra
384873 depressaomulher1 A cura sem remédio para a depressão Imagem: (Foto Divulgação)

Uma das doenças mais atuais no século XXI, a depressão tem atacado grande parte da sociedade discretamente. A doença é individualizada pelas mudanças das reações emocionais e seus ensejos podem ser orgânica ou psíquica.

Por ter propriedade emocional, a depressão não é uma doença simples de ser percebida e é de extrema importância que ela receba a devida atenção. De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), a doença afeta aproximadamente  340 milhões de indivíduos e ocasiona 850 mil suicídios anualmente em todo o planeta. No Brasil, há cerca de 13 milhões de indivíduos diagnosticados. Uma doença como essa, a qual pode acarretar implicações severas, certamente possui um tratamento difícil e muitas vezes utiliza a medicação como parte desse tratamento. Porém, há alguns casos em que somente exercícios neurológicos trazem bons efeitos, impedindo assim a utilização de medicamentos como forma de terapia.

Na obra “Para que medicação?”, o psicanalista Leonardo Mascaro apresenta respostas simples para incômodos como esse.  O especialista mostra que o tratamento de problemas ocasionados pela rotina maçante não está essencialmente associado ao uso de remédios – que diversas vezes apresentam composição química intensa e podem proporcionar outros problemas ao indivíduo – e sim a treinamentos neurológicos por neurofeedback, que incide no exercício dos neurônios para a alteração das atividades neurológicas. O que implicará numa melhora para o indivíduo.

Conteúdo avaliado com média:
A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL

Ao subscrever nossa newsletter, passar receber nossos artigos por email e informações sobre os nossos passatempos. É gratuito e sem spam.